RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 289 registros para a palavra: Caso Beatriz

Médico legista George Sanguinetti questiona o motivo do Caso Beatriz seguir em segredo de Justiça

O médico legista George Sanguinetti ao participar nesta sexta-feira (13) do debate promovido pela Rádio Jornal FM 90.5, enalteceu a força e determinação da família de Beatriz em busca de justiça e voltou a questionar investigação da Polícia Civil de Pernambuco. "Repleto de falhas. Não existe crime perfeito. Há várias evidências na cena do crime". Durante o debate Lúcia Mota, mãe da menina Beatriz também pediu explicações sobre a investigação e voltou a acusar a demora na solução do caso.

George Sanguinetti também questionou o motivo da Superintendência da Polícia Civil de Pernambuco insistir que o brutal assassinato de Beatriz Mota deve seguir em segredo de justiça...

Em nota Superintendência da Polícia Civil diz que Caso Beatriz é diuturnamente revisitado e processo segue em segredo de Justiça

Ontem (12), durante visita do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, a Petrolina, Lucia Mota, mãe da garota Beatriz Mota, revelou que o inquérito policial do caso aponta quatro ex-alunos como mandantes do assassinato da garota no Colégio Maria Auxiliadora, em dezembro de 2015.

Lucia Mota também acusou "que a delegada Polyana Nery foi afastado do  Caso Beatriz e estava no caminho certo das investigações". Lucia Mota desabafou "A doutora Polyana Nery pediu a prisão do funcionário que apagou as imagens do assassino, indiciou mais dois funcionários, e o que foi que a Polícia Civil fez? Tirou ela do Caso Betriz. É assim que eles agem. Eles perseguem. A delegada Polyana teve seu salário cortado e foi perseguida", desabafou Lucinha...

Repercussão: Médico Legista, professor George Sanguinetti, participa de debate sobre o Caso Beatriz: onde mora a impunidade

O médico legista e professor George Sanguinetti, participa hoje (13), de debate promovido pela Rádio Jornal FM 90.5, para falar sobre o Caso Beatriz. O tema será "Onde mora a impunidade, crimes sem solução" e terá início às 11 horas. Um levantamento do Instituto Sou da Paz aponta que 70% dos homicídios no Brasil não serão Solucionados.

Em 2018, George Sanguinetti declarou em reportagem da REDEGN, a frase: “O tempo que passa é a verdade que foge”...

Lucinha Mota revela que inquérito do Caso Beatriz aponta pelo menos quatro ex-alunos do Colégio Auxiliadora como mandantes do assassinato

Durante visita do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, a Petrolina nesta quinta-feira (12), Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz Mota, revelou que o inquérito policial do caso aponta quatro ex-alunos como mandantes do assassinato da garota no Colégio Maria Auxiliadora, em dezembro de 2015. Liderando o grupo "Somos Todos Beatriz", Lucinha fez uma manifestação em frente a EREM Professora Maria Wilza Barros Miranda, no bairro João de Deus, onde aconteceu o evento que contou com a participação da comitiva do governador, após ser impedida de entrar no local.

“Ninguém vai me impedir de falar, eu pago os meus impostos e estou em um local público, ninguém vai me tirar daqui não, só se for à força. Quero ver quem tem coragem”, desafiou Lucinha Mota, que fez ainda uma nova revelação sobre o inquérito do caso, ao apontar o suposto envolvimento de quatro ex-alunos da instituição no assassinado da garota. Ela também destacou o trabalho das delegadas Sara Machado e Polyanna Neri, que foram tiradas do caso durante o andamento das investigações...

Caso Beatriz: Apuração de denúncia e suspeito é preso no estado do Piauí


Lucia Mota, mãe de Beatriz Angélica Mota, assassinada a facadas aos 7 anos de idade, em dezembro de 2015 no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina gravou um vídeo em suas redes sociais, desta vez ela relata sobre o acompanhamento da prisão de um suspeito preso na cidade de Canto do Buriti (PI). A polícia aguarda resultado do teste de DNA.

Lucia postou: Diligência Canto do Buriti-PI. Apuração de mais uma denúncia, suspeito preso, identificado, foragido da justiça por outros crimes, material coletado para apuração! Continuem denunciando, denunciar não é crime!..

Homem que fugiu de hospital em Jacobina ao ser comparado a retrato falado do caso Beatriz é preso

O homem que fugiu do Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), em Jacobina, nesta quarta-feira (2), após ser comparado ao retrato falado do suspeito da morte da menina Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, de 7 anos, em um colégio particular de Petrolina, foi preso na cidade de Pindobaçu - distante cerca de 88 quilômetros de Jacobina. O crime aconteceu em dezembro de 2015.

Segundo informações apuradas pelo Jacobina Notícias, após descer da van em que viajava, um policial civil teria suspeitado do homem e, junto com guardas municipais de Pindobaçu, abordaram e efetuaram a prisão. Ele está sendo interrogado pela polícia, para descobrir o motivo pelo qual fugiu do hospital em Jacobina depois de ser comparado com o retrato falado. ..

Caso Beatriz: Homem foge de Hospital Municipal de Jacobina depois de ser comparado com retrato digital do suspeito do crime

Um homem que estava internado no Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), em Jacobina, fugiu após ser comparado ao retrato falado do suspeito de matar a menina Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, de 7 anos, em dezembro de 2015, em um colégio particular de Petrolina, Pernambuco.

A reportagem da REDEGN fez contato com o jornalista Robson Guedes do portal de notícias de Jacobina e região e ele confirmou as informações...

Mãe de Beatriz Angélica faz apelo para que população se atente ao novo retrato falado de um dos suspeitos do crime da sua filha

Continua repercutindo muito na região a matéria exibida pela Rede Record de televisão, que apresentou um novo retrato falado de um possível assassino da garota Beatriz Angélica, morta brutalmente em dezembro de 2015 numa escola particular de Petrolina.
Numa postagem nas suas redes sociais, a mãe de Beatriz, Lúcia Mota, fez um apelo pedindo que as pessoas compartilhem a imagem do suposto assassino e façam o possível para tentar identificar o homem que considera “um sujeito extremamente perigoso e precisa ser detido!”, escreveu.

Lúcia Mota apelou para que a população ajude a encontrar o homem que poderia ser uma peça chave para elucidação do crime, divulgando telefones para denúncias: “O homem nessa imagem é o suposto assassino de minha filha Beatriz, ele é um sujeito extremamente perigoso e precisa ser detido! Compartilhe essa imagem com o maior número de pessoas que puder, de estados, cidades e interiores diferentes! Grave esse rosto e caso você saiba quem é ele, ou de onde ele é, entre em contato com o número acima (81) 9 8256-4545 e (87) 9 8168-1496. Vamos compartilhar o máximo que pudermos, ele precisa ser pego e pagar pelo que fez a minha princesa. Não vamos desistir, queremos JUSTIÇA POR BEATRIZ”, apelou...

Caso Beatriz: Polícia Civil de Pernambuco diz que parceria com Peritos Americanos poderá ocorrer após pareceres da Procuradoria Geral do Estado e do Ministério Público

Quem matou a menina Beatriz Angélica?  No dia 10 de dezembro de 2021 vai completar seis anos do assassinato brutal de Beatriz, na época com 7 anos, que na noite do crime estava com os pais, acompanhando a festa de formatura da irmã no Colégio Auxiliadora, em Petrolina, Pernambuco. Desde então, a resposta para a pergunta quem mato Beatriz tem sido aguardada.

Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva foi encontrada morta, dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, com 42 marcas de facada no corpo. Até o momento ninguém foi preso e a motivação do crime ainda é desconhecida. Os pais da menina, Lúcia Mota e Sandro Romilton Ferreira da Silva, além da dor de ter perdido a filha, convivem com a falta de respostas que ajudem a solucionar o crime...

Caso Beatriz: Lúcia Mota informa que consulado americano disponibiliza peritos para ajudar na solução do homicídio ocorrido em 2015

Neste domingo, dia 11, Lucinha Mota, mãe de Beatriz Angélica Mota criança de 07 anos que morta em dezembro de 2015 no interior da Escola Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, informou que peritos americanos se colocaram à disposição para ajudar a solucionar o caso que já tem cinco anos e quatro meses de ocorrido.

O Estado de Pernambuco foi notificado através do Consulado Americano para propor uma parceria em que peritos americanos, pudessem participar do inquérito do “caso Beatriz” para contribuir com a solução do crime...

Caso Beatriz: Depois de 5 anos e 3 meses sem solução os pais de Beatriz acusam que "não sabem sequer quem é o delegado das investigações"

Lucia Mota foi entrevistada no programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina, nesta quinta-feira (11). Durante a entrevista Lucia relembrou sua luta no “Caso Beatriz”,  e também comentou sobre seu futuro político.

“Nós vamos até o fim, nós não vamos parar. [Por conta da pandemia] tive que cancelar três movimentos no Recife“, disse Lucia Mota. Mas por outro lado, as lives promovidas expandiram o caso e o casal conta com a solidariedade fora do país. “Hoje eu e Sandro recebemos assessoria técnica a nível mundial, é quase que diariamente“, pontuou...

Caso Beatriz: cinco anos e 1 mês de um crime que a segurança pública de Pernambuco não tem resposta

Quem matou a menina Beatriz Angélica? Neste, 10 de janeiro de 2021, completa cinco anos e 1 mês do assassinato brutal da menina de 7 anos, que na noite do crime estava com os pais, acompanhando a festa de formatura da irmã mais velha, em um colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina. Desde então, a resposta para a pergunta que inicia esse texto tem sido aguardada pelos familiares, amigos, vizinhos, todos que, de alguma maneira, ficaram espantados com a crueldade com que a vida da criança foi interrompida.

Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva foi encontrada morta, dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, com 42 marcas de facada no corpo. Até o momento, cinco anos e 1 mês, ninguém foi preso e a motivação do crime ainda é desconhecida. Os pais da menina, Lúcia Mota e Sandro Romilton Ferreira da Silva, além da dor de ter perdido a filha, convivem com a falta de respostas que ajudem a solucionar o crime...

Caso Beatriz: Live 5 anos sem Beatriz será realizada nesta quinta (10)

O assassinato da menina Beatriz Angélica Mota completa nesta quinta-feira (10) cinco anos. Motivada pelo desejo de justiça, a mãe de Beatriz, Lucia Mota fará uma live na página Instagram @caso_beatriz, às 20h.

Na página Somos Todos Beatriz consta mais um pedido de Justiça. Confiram:..

Caso Beatriz: 5 anos, 5 delegados e poucas respostas

Este dia 10 de dezembro marca os 5 anos do assassinato brutal da garota Betatriz Angélica, de 7 anos, morta misteriosamente nas dependências de uma escola particular, em Petrolina.  

A data renova toda indignação de familiares, amigos, da população de Juazeiro e Petrolina, mas principalmente dos pais de Beatriz, o professor Sandro Romilton e Lúcia Mota, que seguem firmes na luta por justiça e até já contrataram uma investigação particular em virtude da inércia da Polícia Civil de Pernambuco, que na opinião deles, “não tem mais condições de avançar” e querem que a Polícia Federal assuma as investigações...

Caso Beatriz: 5 anos do assassinato da menina Beatriz

Há 5 anos, com exclusividade para a REDEGN, o médico legista George Sanguinetti escreveu um texto refletindo os anos e o tempo com a ausência de provas com relação ao crime da menina Beatriz. Até hoje ninguém foi preso. A cada segundo, minutos e meses Lúcia Mota e Sandro, pais da menina Beatriz pedem Justiça. A União e o Estado que deveriam proporcionar segurança e respostas silenciam. No Brasil cerca de 5 mil crianças são assinadas por ano de forma violenta.

O Caso Beatriz é um exempo até o momento de impunidade e injustiça...

Caso Beatriz: Assassinato caminha para 5 anos sem solução; família diz que não sabe qual o delegado que comanda investigação

A violência, o brutal assassinato de como foi tirada a vida da menina Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, de 7 anos, encontrada morta com 42 facadas, em dezembro de 2015, dentro das dependências do Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, tem mais um capítulo: os pais de Beatriz acusam que o Caso Beatriz no momento não tem um delegado no comando das investigações. 

"A informação de que a atual delegada responsável pelo inquérito do Assassinato da menina Beatriz em Petrolina, Isabella Cabral, está de licença a maternidade e não se tem conhecimento sobre a substituição temporária da delegada e quem agora está assumindo o caso". Em contato com a reportagem da redeGn, Lucinha Mota, ressaltou que "são muitos os fatos que intrigam e provocam o sentimento da família não acreditar na Polícia Civil de Pernambuco"...

Caso Beatriz: Família protocola federalização do assassinato da menina Beatriz Angélica

Os pais da menina Beatriz Angélica Mota, Lucia Mota e Sandro Romilton e o advogado Jaime Badeca, anunciaram nas redes sociais sobre o andamento na luta de 'garantir justiça." Eles informaram que a oficialização do pedido de federalização do crime de Beatriz Angélica Mota, brutalmente assassinada em 10 de dezembro de 2015 foi protocolado.

O crime caminha para completar 5 anos e continua sem solução.  O crime aconteceu com requintes de crueldade, segundo a Perícia Policial foram 42 facadas na vítima, uma criança de apenas 7 anos, dentro da Escola Nossa Senhora Auxiliadora, da rede particular de Petrolina,local Beatriz. O assassinato repercutiu na mídia nacional e até uma carta foi enviada para o Papa Francisco. ..

Página Crimes Reais repercute nacionalmente o caso Beatriz Angélica. Confira o vídeo

A página nacional chamada de Crimes Reais, disponível no Youtube e em outras plataformas digitais, postou nesta segunda-feira (31) um vídeo dando mais visibilidade ao caso da morte da garota Beatriz Angélica, assassinada no dia 10 de dezembro de 2015, nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina.

O crime brutal segue até os dias de hoje sem uma solução, o que tem levado os pais de Beatriz, que tinha apenas 7 anos quando foi morta, a buscar todas as formas de ajuda na tentativa de sensibilizar autoridades do estado de Pernambuco a dar uma maior atenção ao caso...

Lucinha Mota segue peregrinação em busca de Justiça para o assassinato da filha e aponta caminhos para investigação

Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz Angélica, assassinada em 2015 nas dependências do Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, segue na sua peregrinação em busca de solução para o caso.

Depois de centenas de manifestações pedindo justiça, inclusive em Recife, onde fez apelos na Secretaria de segurança Pública e na ALEPE, Lucinha tem ocupado as redes digitais em lives que revelam a situação do inquérito e cobra providencias e empenho das autoridades...

Caso Beatriz: Lúcia Mota volta a criticar investigação; Polícia Civil rebate e diz que investiga o caso com total empenho

Lucia Mota, mãe Beatriz Angélica, assassinada no dia 10 de dezembro de 2015 durante uma festa de formatura no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, através de uma transmissão de Live acusou que possui imagens que possivelmente mostram policiais conversando com o assassino da garota na data do crime. 

A declaração foi dada na noite de quinta-feira (30) durante uma live nas redes sociais. Na transmissão, Lucia Mota, que realiza uma investigação paralela mostrou a movimentação do assassino. Além de fazer um panorama do ambiente da escola ela voltou a fazer críticas ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e à Polícia Civil...