RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 389 registros para a palavra: Agenor Santos

Artigo – “Nada do que foi será”!

Procurava o tema para a crônica semanal, e a primeira percepção direcionava para uma breve reflexão sobre o que será da humanidade na fase pós COVID-19. Coincidentemente, chega um e-mail de um amigo no qual usava como assunto: ”Em Tempos de Pandemia”. E com muita felicidade reproduzia a bela composição musical de Lulu Santos e Nelson Motta, sob o título “Como Uma Onda”, tão oportuno quanto quase profético diante da realidade atual: “Nada do que foi será; de novo do jeito que já foi um dia”.

Pode parecer um devaneio fantasioso, que em meio a uma calamidade na plenitude de sua ação devastadora e morticida, cuja trajetória ainda tem um final desconhecido pela ciência, e a mente das pessoas está não somente angustiada com tantas mortes e sofrimento do presente, como já perplexa com o futuro a médio e longo prazo...

Artigo – No mundo da fantasia?

(Imagens que lembram o mundo da Fantasia e o Presidente na manifestação, do último dia 03/05)

Está se tornando extremamente estafante para a população brasileira, vítima direta dos graves efeitos econômicos e emocionais do isolamento social, ter de ficar em casa inquieta por encontrar alternativas para preencher o tempo ocioso, bem como imaginar formas criativas para gerar as rendas necessárias a assegurar a sobrevivência da família...

Artigo – Esquerda brasileira ganha sobrevida!

Os movimentos político-ideológico-partidários em todos os países e continentes têm os seus ciclos de ascendência e predominância por algum tempo, salvo algumas exceções onde os regimes não se alteram e se eternizam por razões históricas, a exemplo dos países socialistas/comunistas, das monarquias ancestrais, e do sistema republicano americano. 

Decorridos 21 anos de experiência com uma nova ideologia, novos princípios e práticas de governo, como a consolidação e estabilização do Plano Real, e o controle da inflação, de repente os sucessos foram empanados por uma súbita convergência para um corporativismo insano durante os governos petistas...

Artigo – A força do bom exemplo

Uma regra universal inquestionável, é o princípio básico de que os filhos buscam o aprendizado na firmeza de atitudes e caráter ilibado, desde a tenra idade, no modelo que está sempre ao seu lado e os acompanham nos passos iniciais da longa caminhada da vida: OS PAIS.

Daí em diante o processo se expande e ganha contornos mais amplos ao lado dos valorosos mestres escolares, responsáveis por moldar a formação da criança e do jovem com os recursos da alfabetização e do conhecimento, consolidando, assim, os valores e princípios da estrutura moral do novo adulto que chega para a vida...

Artigo - Deus acima de tudo... E de todos!

(Ilustração: Deus, lá do Alto, acima de tudo e de todos)

Esse COVID-19 é um vírus que precisa ser muito pesquisado, realmente. Além da morte que é o ápice da sua trajetória fatídica, produz outros efeitos colaterais de grande impacto na população, seja resultante do necessário isolamento social ou pelo caos econômico-financeiro que produziu...

Artigo – Os vírus que matam!

O mundo vive uma experiência catastrófica e de dimensão inusitada, cujo inimigo silencioso e mortal supera tudo o que se possa imaginar sobre a face da terra. As grandes potências tanto se orgulham de suas modernas armas de guerra e dos seus mísseis aptos a percorrerem grandes distâncias para matar povos inocentes, que nas datas magnas nacionais, com pompa e circunstância, desfilam em suas avenidas os equipamentos bélicos ou lançam ao mar as suas frotas navais de guerra.

Com isso alimentam os anseios egoístas de pura ostentação e intimidação dos pretensos inimigos. Mas, inesperadamente surge, não se sabe de onde, um desconhecido chamado de COVID-19 e, então, as potências chegam à triste constatação de que são incapazes de combater e destruir um simples vírus que, ameaçadoramente, está a um palmo do nariz dos seus líderes... ..

Artigo – Presidente... Fica em casa!!!

Sempre reservo um tempo para filtrar as centenas de mensagens diárias de toda ordem que transitam pelo meu celular, obviamente, pelo WhatsApp, que atualmente é a coqueluche das redes sociais.

Sem dúvida alguma essa é uma tarefa diária que afeta a todos os leitores. Além do natural prazer da aproximação e diálogo com os amigos, esse canal intensifica as relações familiares em verdadeiras videoconferências, para não dizer, também, quantas negociações comerciais são realizadas após múltiplas mensagens.....

Artigo – Gripezinha ou resfriadinho, Presidente!!!

                                 Fotos: Nova York, China e Vaticano                                   

De tempos em tempos o mundo passa por nova experiência de conviver com uma tragédia de grande impacto provocada pelos históricos e destruidores vírus, que sempre trazem a dor, o sofrimento e a morte. São tão expressivos os seus efeitos negativos, diretos e indiretos, que fica difícil de mensurar - em paralelo às vidas perdidas -, as consequências sociais e econômicas que atingem a população e as instituições públicas e privadas...

ARTIGO – Um Presidente “Fake News”? (II)

O momento conturbado e preocupante a que o Brasil e o Mundo estão submetidos, face à grave tragédia advinda com o “Novo Coronavírus”, recomendaria o foco num tema mais ameno.

Optei, porém, em atender o pedido incisivo de um dedicado leitor para que repetisse o presente título, editado em 28/10/2018, data em que se realizou o 2º. Turno da última Eleição Presidencial, feitas pequenas atualizações. Eis o texto:..

Artigo – Menos, presidente!

Pode repercutir de maneira estafante para quantos dedicam um pouco de tempo no acompanhamento dos acontecimentos políticos do cotidiano, o fato de não perceber um mínimo de amadurecimento nas atitudes dos principais personagens de todo esse processo, que continuam a vociferar palavras e expressões sem qualquer nexo ou sintonia com o nível exigido pelas altas funções que desempenham dentro do Estado brasileiro. 

Obviamente que para o leitor atento não haveria a necessidade de explicitar sobre a quem o autor se refere. Mas, a omissão em fazê-lo poderia evidenciar uma intenção oculta de proteger a imagem de alguém - o que não é verdade -, principalmente quando se trata do Presidente da República e, às vezes, os seus próprios Ministros. ..

Artigo – Um parlamentarismo disfarçado?

Não tenho dúvidas de que, seja o Presidencialismo ou o Parlamentarismo, ambos serão sempre descaracterizados, em algum momento, pela ação dos homens que os representam. Embora ambos simbolizem a razão de ser da Democracia, a sedução do poder pelos homens exerce a sua influência malévola que deturpa e promove determinados desvios e imperfeições no sistema. Como diz a sabedoria popular, se quiser saber quem é o homem, dê-lhe PODER e uma caneta.

Mesmo que no Presidencialismo o Presidente seja escolhido pelo voto popular nas Eleições Diretas, é inquestionável que não existe um equilíbrio na correlação de forças entre o Executivo e o Legislativo, visto o poder deste último em derrubar vetos presidenciais, aprovar ou não Medidas Provisórias, ratificar ou não indicações de candidatos a Juízes dos Tribunais Superiores, ou confirmar ou não os candidatos a Embaixadores no Exterior, entre outras discrepâncias...

Artigo – AGIR MAIS, FALAR MENOS...

É recorrente a compreensão de que a democracia - de que tanto se fala -, pressupõe o direito inalienável do indivíduo de ter as suas posições pessoais e poder externá-las livremente. Não pode perder, contudo, o princípio de que a convivência em sociedade estabelece regras e limites a serem observados por cada pessoa ou pelo conjunto do grupo social.

Observado esse conceito, é importante ter a noção de que ninguém precisa concordar para respeitar, e daí se conclui de que a “pluralidade é essencial para que tanto os seus direitos como os das outras pessoas sejam respeitados”. Tudo fica mais fácil e razoável no relacionamento quando há a convicção de que “a sua liberdade termina quando começa a do outro”. ..

Artigo: Passa à Macedônia e ajuda-nos

O grito de socorro do povo da Macedônia, que chegou ao Apóstolo Paulo através de uma visão durante a noite e assim interrompeu a sua caminhada de evangelização à cidade greco-romana de Éfeso, na atual Turquia – onde tive a honra de visitar as ruínas da cidade -, fez o apóstolo mudar o roteiro para a cidade de Filipos, na Grécia.

O clamor macedônico expandiu-se em ação veloz pelas planícies áridas e empoeiradas, e o apelo dramático e angustiado dirigido ao Apóstolo Paulo gerou um fato bíblico de grande significado histórico...

Artigo – Democracia com emendas impositivas?

O tema é de abordagem sempre muito delicada porque, mesmo que alguém nunca tenha tido a experiência de conviver com um regime político de força, ou tomado conhecimento do seu significado através da história escrita, percebe-se que a simples menção da palavra Ditadura já mexe com a sensibilidade das pessoas, provocando reações típicas de um sentimento de verdadeiro pânico.

O exercício do poder absoluto de alguém sobre uma pessoa, um grupo ou toda uma população é inaceitável, sob todos os aspectos. Isso porque se trata “de um regime de governo em que existe a concentração de poder e de decisões em uma pessoa ou em um grupo...

Artigo – Aqui, temos o vírus... da corrupção!

Diante da nova calamidade que atinge o valoroso povo chinês – não é a primeira! -, é impossível não destacar a postura ímpar dessa gente, cuja atitude silenciosa não significa inércia ou acomodação no enfrentamento de problema de tamanha magnitude, mas um profundo envolvimento na busca da sua própria solução, sem choros ou lamentações! Impressiona que, com uma população de 1,3 bilhão de habitantes e com sérios riscos do coronavírus se alastrar de forma perigosa sobre milhões de pessoas, os chineses não pediram socorro ao mundo, mas buscaram enfrentar o inimigo de maneira humana e corajosa. 

Por ser um tema muito especial e técnico, hesitei em circular por esses meandros, até que tive a felicidade de conhecer alguns escritos da autoria do preparadíssimo aposentado NORTON SENG, colega de brilhante trajetória funcional quando na ativa no Banco do Brasil. Isso porque ele exerceu por quase 10 anos (1992-2002) o cargo de Chefe do Escritório de Representação do BB, em Beijing (China), com circulação constante no Japão, Hong Kong, Cingapura, Taiwan, Coréia do Sul, Indonésia, Tailândia, Macau e Austrália, entre outros, e assim, com o vasto conhecimento da região e sua cultura, ninguém melhor para emitir algum conceito sobre a gravidade do momento...

Artigo – Das Pragas da antiguidade às tragédias atuais

São tantas as tragédias registradas nos últimos tempos, marcadas por um rastro de destruição de áreas florestais e urbanas das cidades, o que tem provocado intensa dor, tristeza e morte a milhares de pessoas que, de repente, muitas perguntas e indagações são produzidas na busca de uma explicação para uma nova realidade que está sendo escrita. É vasto o universo de questionamentos quanto às suas causas, que tanto podem estar vinculadas a atitudes e intervenções inconsequentes do próprio ser humano, como a uma fúria da natureza que foge à capacidade de entendimento das pessoas comuns! Naturalmente que espiritualistas devem estar direcionando seus estudos e reflexões para encontrar explicações comparativas em episódios análogos dos tempos bíblicos, em que pragas e outros tipos de destruição atingiam os povos como uma forma de punição ou mesmo como uma condenação Divina pela desobediência dos povos de então.

Alguns lembrarão que após o Dilúvio que destruiu quase totalidade dos seres viventes nos primórdios dos tempos bíblicos, Deus firmou com Noé um novo pacto: “Estabeleço a minha aliança convosco: não será mais destruída toda carne por águas do dilúvio, nem mais haverá dilúvio para destruir a terra. [...] Porei nas nuvens o meu arco; será por sinal da aliança entre mim e a terra”. (Gênesis 9:11 e 13). Ainda que os céticos insistam em não aceitar esse fato bíblico, o Arco-Íris nas nuvens durante cada tempestade parece repassar a convicção de ser uma forma de autenticar a assinatura Divina e lembrar ao homem que a Aliança permanece indelével. Ou seja, que a Palavra do Criador está sendo cumprida. E quanto mais dúvidas tiverem, mais Ele vai provar que a Natureza merece respeito!..

Artigo – A VOLTA FASCINANTE: ELEIÇÕES 2020

Ainda que sejam abundantes os fatos e acontecimentos a oferecerem farto material para alimentar um tema semanal, optei por continuar pensando no novo ano e captar o que seria mais significativo a uma breve reflexão. Daí, surgiu no cenário mental a lembrança de que em outubro próximo o Sistema Democrático terá a oportunidade de ser reafirmado, com a realização das Eleições Municipais em 04 de outubro (1º. Turno) e em 25 do mesmo mês (2º. Turno), em todo o país. Será uma grande oportunidade para o eleitor que sempre clama por mudanças, de fazer prevalecer a sua eventual insatisfação.

Na ocasião, serão eleitos 5.571 Prefeitos, 5.571 Vice-Prefeitos – inclusive o Distrito Federal -, e cerca de 70.000 Vereadores. Parece pouco? Imagine, o caro leitor, o tamanho da estrutura que está por trás de tudo isso, a fim de fazer funcionar a máquina administrativa, tanto na dimensão dos recursos humanos como materiais! Considero muito oportuno o projeto do atual governo, encaminhado ao Congresso Nacional, para sustar a existência de municípios com até 5.000 habitantes que não demonstrem meios de sustentabilidade. Ora, essa falta de condições atinge centenas de outros municípios, até mesmo com população superior a esse número. Não obstante, considerando o interesse eleitoral dos Deputados e Senadores em 2022, não acredito na aprovação dessa medida, mesmo porque eles jamais vão de encontro aos próprios interesses...

Artigo – “RECORDAR É VIVER...”

A vida é plena de recordações de vários matizes, sendo umas boas, e que inspiram reflexões e lições positivas para os dias atuais e futuros; e outras, ruins, que não têm esse condão, mas deixam ensinamentos de como não repetir certas experiências nem no presente, nem no futuro. Essa verdade fez parte de uma bela marchinha do Carnaval de 1955, composição de Aldacir Louro, Aloízio Marins e Adolfo Macedo, com interpretação de Gilberto Alves: “Recordar é viver, eu ontem sonhei com você”. Por exemplo, sonhar com a (o) amada (o) é algo sempre muito bom! E aqui vamos até radicalizar: quem não sonha com a (o) amada (o) não a (o) ama de verdade...!!!

Qual leitor, mercê de tantos e tão grandiosos avanços tecnológicos, recheados de novidades que impressionam, não tem reservado no cantinho da sua memória algo muito especial de longos anos passados, quiçá dos tempos da infância? Quantas rodas de bate-papos são enriquecidas por essas lembranças, provocando sorrisos e emoções, quando não expressões saudosas do tipo: “aquele era um tempo bom”!..

Artigo 380 – APESAR DISSO...!

Tem sido interessante observar o grau de dicotomia que vem permeando os conceitos contidos nas avaliações dos analistas políticos de rádio e televisão - em nível nacional -, com relação ao atual Governo Federal. Embora seja normal e compreensível que tenham posições ideológicas eventualmente divergentes, é gritante observar que esse não alinhamento tem sido motivado, geralmente, pelo desengajamento do novo Governo em manter o patrocínio comercial dos últimos anos das respectivas empresas, por razões óbvias e lógicas.

Pelo ralo da permissividade escoavam altos valores em bilhões de reais, além do beneplácito de não cobrar dívidas acumuladas em impostos, apropriação indébita das contribuições não recolhidas à Previdência, etc. Para quem acompanha diariamente esse noticiário, percebe que a carga exagerada de notícias e comentários contrários, apega-se de forma imperdoável a detalhes isolados e, às vezes, despreza enxergar um conjunto de medidas voltadas ao esforço de recuperação nacional. Isso é um fato a olhos vistos e, só não o ver, o ceticismo cego e irracional...

Opinião – Um novo tempo... Novos ajustes

Quão bom e quão suave aos nossos sentidos, é ver um povo sorridente, com palavras amáveis e mensagens carinhosas, caracterizando o clima que impera agradavelmente nesse período de final de ano. É um espírito de doação integral, que supera todas as falhas, dissabores e deficiências nas relações entre as pessoas ao longo da trajetória da vida. 

Até o Presidente Bolsonaro, presenteou e surpreendeu a população com três grandes novidades: 1) Repetiu a tradição dos últimos presidentes, e veio passar uns dias de folga na Base Naval de Aratu, Praia de Inema, próximo a Salvador, Aliás, é impossível não registrar um fato ocorrido, cuja atitude foi imprevisível para todos:  deixou o seu recolhimento e se deslocou para visitar o povo do Povoado próximo, andou em Supermercado, veio a Salvador para circular no Farol da Barra sob aplausos e cumprimentos das pessoas, além de visitar o Forte. Para quem as pesquisas indicam um elevado índice de rejeição e desaprovação popular, e ter a coragem de andar num território “outrora petista”, parece-me que a realidade tem um perfil hoje bem diferente! 2) Travou a língua solta dos “filhinhos”, que só atrapalhava o seu governo; 3) O último fato inusitado é ter passado o final de ano sem perder o humor ou mandar algum repórter que: “vá perguntar à sua mãe!”. Sinal de breve evolução na linguagem da comunicação! Ao menos por esses dias de confraternização, foi assim!..