RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 16 registros para a palavra: Tony Martins

Artigo - Bruno e Dom

Um amigo do outro, o outro amigo do um, ambos amigos dos índios, estes amantes da terra.

A luta será sempre árdua, com amor e sem pistola, sem bala e sem fuzil, apenas a defesa da terra Brasil...

Artigo - A institucionalização da não verdade

Estiagem e chuvas,  podemos dizer que são duas grandezas inversamente proporcionais, pois, enquanto a primeira provoca secas,  a segunda aumenta a quantidade de água. Portanto, uma não sustenta a outra.

Ocorre que a Prefeitura Municipal de Juazeiro publicou um Decreto emergencial  alegando período longo de estiagem no município,  um argumento descabido, haja vista, que a região do São Francisco, inclusive, Juazeiro, recebeu o maior volume de chuvas dos últimos anos...

Artigo - Barrados no baile

A expressão "Barrados no Baile",  é uma analogia que pode exemplificar uma situação em que se deseja ir a um lugar, ou participar de algum evento, mas, em razão de alguma coisa é impedido  de fazê-lo.

Isso se aplica ao fato do torcedor Juazeirense ficar impedido de assistir a partida entre Juazeirense x Palmeiras, valendo pela terceira fase da Copa do Brasil...

Artigo - De Bebela à Ivete: Nossas mulheres

Por mais que nossa lembrança alcance, não seria possível citar todas as grandes mulheres de Juazeiro, nascidas ou adotadas, mas, todas podem sentir abraçadas e parabenizadas em nome daquelas que forem mencionadas.

Inicialmente, reputo como importantes as lavadeiras do Angary, entre elas minha mãe, todas de grande relevância social, inclusive, tendo papel importante no Projeto de criação da Pro-matre de Juazeiro, constituindo-se num público preferido  do visionário Pedro Borges, fundador daquela maternidade...

Artigo - Direito negado, queremos fiscalizar o nosso dinheiro

Hoje, senti um enorme desgosto, uma sensação de mãos atadas, sem poder para cuidar do patrimônio construído por mim e por milhares de servidores públicos, à custa de muito esforço e dedicação, no sentido mais honesto das relações trabalhistas que consiste em trabalhar, contribuir e no seu tempo devido desfrutar de uma aposentadoria digna.

Ocorre que, como professor estou sendo diminuído, visto que, o nosso IPJ que tem em caixa quase 300 milhões fruto de nossas contribuições, não está sendo fiscalizado por professores escolhidos pelos próprios professores, pois, não temos mais o direito de fiscalizar os nossos recursos nem deliberar sobre o que fazer com os mesmos...

Artigo - Passar sem estudar, passar sem aprender

Os anos letivos de 2020 e 2021, mostraram para alunos, educadores e autoridades educacionais muitos desafios e dificuldades com os quais todos tiveram que conviver.

A Pandemia também nos permitiu um salto para o futuro, visto que, nos proporcionou o acesso tecnológico, pelo menos começamos a experimentar redes e plataformas facilitadoras e enriquecedoras do processo ensino-aprendizagem...

Artigo - Vox Populi Vox Deux

Duas situações do momento inspiraram-me a lembrar do adágio popular nascido do vernáculo latino: "vox populi, vox deux" que significa: " a voz do povo é a voz de Deus". Isso no sentido de contribuir com uma pequena ajuda de quem faz parte do povo, porque sente os problemas que o povo sente.

Então, vamos ao caso Beatriz: as autoridades policiais encontraram o suspeito, sem muito esforço, visto que, o homem referido já estava preso (preza fácil), fato que nos permite, não duvidar, mas, refletir sobre o caso, já que tantos anos e nada de resultado e, de repente, após a peregrinação de Lucinha e Sandro, pais de Beatriz, que contaram com o apoio de pessoas, encorajando-os no trajeto de 700 km entre Petrolina e Recife, o crime é elucidado...

Artigo - Nem o céu, nem o inferno

Nesses últimos dias pairaram em mim muitas inquietações. Fiquei mexido por dentro em razão do desvalor que alguns conterrâneos adjetivam a cidade em que nascemos e escolhemos para viver, enaltecendo a cidade vizinha de Petrolina como forma de depreciar Juazeiro e seu povo, estabelecendo uma constante carência de aceitação ao nosso torrão.

Não preciso de referência política para falar a verdade e reconhecer que o "certo é certo, o errado é errado" (lembrança do xerife da Maringá). Neste sentido, logo afirmo que Petrolina é mais desenvolvida do que Juazeiro e os políticos de lá são mais influentes do que os de cá. Mas o município pernambucano está longe de abrigar em seu espaço geográfico uma cidade escandinava ou um país nórdico, cujas características são os bons índices econômicos e sociais e a igualdade entre as pessoas...

Artigo - A importância do radialista na região do São Francisco

Neste 21 de setembro comemora-se o Dia do Radialista, aí vem a lembrança da história do rádio em minha cidade.

Tomando como ponto de partida os primeiros comunicadores natos, devemos destacar os autodidatas de comunicação fácil que desenvolviam um papel fundamental num tempo em que não se tinha televisão, sendo o serviço de alto-falante um forte veículo de comunicação e de entretenimento...

Artigo - Muda-se pessoas, mas as práticas continuam.

Dileto Geraldo, existe algo que devemos nos apegar, trata-se da sabedoria popular. Isso nos faz recordar o tempo em que antes de levar o filho ao médico, a mãe encontrava uma solução caseira para curar ou amenizar o problema de seu ente querido, aliviando sua dor.

A isso, e motivado pela fala de um ouvinte seu, quero acrescentar à sabedoria popular, o sentimento popular que é a forma simples que o cidadão comum encontra para dizer aos "doutores", gestores e políticos que as coisas andam erradas...

Artigo - A saúde como direito e não como favor

Vivemos na contemporaneidade com tudo de bom e com todas as dificuldades que ela nos oferece.

E nesses tempos vivemos, em muitas situações, sob a égide plena da inversão de valor. Refiro -me à saúde como bem imensurável a que temos direito, sem o qual não poderemos ter paz e alegria, de igual modo, refiro -me também ao direito negado...

Homenagem: Ele e o violão

Nem a mão e a  luva, tão pouco a panela e a tampa, sequer, o sono e a cama, fariam um casamento tão perfeito quanto Neto e o violão, onde o primeiro era a  sede o segundo a água.

São dois anos sem Neto, sem emoção e sem violão, embalando a canção. Dois anos sem os dedos mágicos de desempenho incomparável e magia imensurável, pois, Neto não participava de nenhum espetáculo, ele era o próprio espetáculo...

JOÃO GILBERTO

Estou triste. Por quê? Minha vã filosofia, para ser humilde e não tentar filosofar e nem fazer juízo de valor sobre alguém, baseado no que este alguém produziu, não permite que eu vá, além da saudade que já estou sentindo. Estou triste pela partida de João Gilberto, um juazeirense que fez do seu violão, um instrumento mundialmente respeitado, quando na década de 1960 se tornou porta voz do Brasil no exterior, tornando a MPB uma das músicas mais respeitadas internacionalmente.

Chega de saudade em 1959, posteriormente, desafinado, abriram caminho para um toque sofisticado de um violão que não permitia sons estridentes,  pois, os acordes de João Gilberto eram tão melodicamente preenchidos e bem colocados harmonicamente, que um sussurrar, um sopro se tornavam voz macia, suave aos ouvidos, diferente do que se ver hoje, muitas vezes, músicas que afetam os nossos tímpanos...

HOMENAGEM: NEGÃO

Você nasceu José, mesmo sendo dos Santos se imortalizou do Edson. Menino/atleta foi negão do pulo, das corridas e do handebol. Hoje (30), a emoção comedida por mim foi sentida, quando junto ao  sambista e do lado de sua matéria já inerte envolta pelo caixão,  cantarolei o samba de Alcione "Ilha de Maré" e lembrei, que apesar do corpo postado horizontalmente, sem, contudo, poder escutar, tão pouco demonstrar uma condição de passista, embalado pelo samba, percebi que, apesar da nossa separação, a música tocada lhe fazia referência, certamente, sua alma vibrou.

Para você não ficar retado, lhe dou garantia de que foi tudo bem tocado e cantado: um cavaquinho afinado e um pandeiro ritmado asseguraram a qualidade para o seu apurado e exigente gosto. Outra coisa: os botafoguenses marcaram presença, engrossando as vozes de Zeca Pagodinho e Beth Carvalho que entoaram o hino do glorioso. Seus amigos por lá estiveram, seus alunos, não mais adolescentes, agora homens também lhe prestaram homenagem. Saiba Negão que além dos Santos e do Edson, você é eternamente nosso...

Em evento bastante concorrido é lançado livro que marca o centenário do futebol de Juazeiro

Em evento bastante concorrido foi lançado nesta quarta-feira (17) o livro que marca a passagem do centenário do futebol de Juazeiro. O evento contou com a presença de  grande público, entre amigos, familiares, autoridades, imprensa, jogadores e muito dos homenageados pelo trabalho de pesquisa de Tony Martins. ..

A história do futebol de Juazeiro e sua inserção social é tema de livro do Radialista Tony Martins

O narrador esportivo Tony Martins foi o convidado do quadro Conversa ao Pé do Balcão, levado ao ar todas as quintas-feiras no Programa Bodega do Brocoió. O comunicador falou sobre o livro que está em fase de compilação e revisão para ser lançado em breve, abordando a relação entre o futebol e a história do município de Juazeiro –BA. Num bate papo muito rico em detalhes Tony Martins descreveu tópicos do trabalho de pesquisa  que aponta o futebol amador praticado no município, desde 1919, como um fator preponderante para a formação cultural e social de Juazeiro.

Fundado em 1919, o Veneza foi o primeiro time formado na cidade e nasceu como uma válvula de escape para a organização das classes menos favorecidas da época. “’Clubes sociais como a 28 de setembro e Apolo reuniam as classes mais favorecidas, coronéis, comerciantes e a organização em torno do futebol deu às classes trabalhadoras e menos favorecidas a chance de se reunir e formar grupos sociais organizados, explicou...