Foram encontrados 91 registros para a palavra: NUCA

14 de março é de Ceceu, é de Galvão, de Expeditinho, é de Manuca!

Só nestes "tristes trópicos", aparecem: um senador como Álvaro Dias, um congresso de retrocessos, uma presidente Dilma, para colocar os poetas e o dia da poesia em conflitos? 14 era o dia Nacional da poesia, há tempos comemorado e não oficializado.Data em que nasceu na Bahia o gênio de Ceceu Castro Alves. Hoje é o dia 31 de Outubro, data de nascimento de outro gênio moderno:Drummond de Andrade.. mas ninguém festeja nada nesta "horda".

Lá vinha os "Parangolés" da "tropicália", Hélio Oiticica despontando na rua da 28 em carroças coloridas, adentrando a rua da Apolo.. Aprígio Duarte impávido era testemunha. Era o carnaval poético de Manuquinha que saia de um bairro distante e parava o centro da cidade...

Estudantes de Juazeiro visitam o Quintal do Poeta e Memorial Manuca Almeida

O mês de março chegou e o QUINTAL DO POETA  já começou a receber caravanas de estudantes  da região. Na última quinta-feira (28) foi a vez do colégio D que sob o comando  do professor César Filho levou quase 80 alunos para uma verdadeira aula cultural. O Colégio vai realizar o seu sarau no dia 14 de março  e este ano cada turma irá homenagear um poeta da nossa região. 

Os alunos do  6º ano A sob a responsabilidade do prof. César filho estão preparando a homenagem a Manuca Almeida através de uma grande apresentação com o tema "A palavra em primeiro plano". ..

Secretaria de Educação recebe 100 exemplares do livro Coesia do poeta Manuca Almeida em Juazeiro

Na última  terça-feira (26), a superintendente de Gestão Escolar da Secretaria de Educação e Juventude Gilmara Lacerda visitou o Quintal do Poeta e recebeu das mãos de Lu Almeida, 100 exemplares do mais novo livro publicado do poeta Manuca Almeida, Coesia, que foi lançado em 16 dezembro do ano passado, data que completaria 55 anos.

De acordo com a esposa do poeta, o livro é composto por algumas poesias novas e outras antigas, que foram cuidadosamente escolhidas por Manuca e por ela. “Com poucas palavras, COESIA apresenta poemas feitos para uma leitura rápida. Queremos compartilhar um pouco da poesia de Manuca com os estudantes da rede municipal, para que eles conheçam mais a história desse grande artista, que espalhou amor através da poesia”, disse Lu Almeida, que aproveitou para convidar os estudantes de Juazeiro, a visitar o Quintal do Poeta em março, mês da poesia. “Todos os anos recebemos milhares de estudantes, que vêm conhecer um pouco da história de Manuquinha e da poesia. Já temos várias escolas agendadas e quem tiver interesse em conhecer o Quintal do Poeta é só entrar contato com a gente”, ressaltou...

SAMBA-ENREDO DA CACUMBÚ HOMENAGEIA MANUCA ALMEIDA

O grande parceiro Alexandre Leão e a esposa de Manuca, Lu Almeida resolveram prestar homenagem ao poeta que faleceu em novembro de 2017.

Eles compuseram o samba-enredo da Escola de Samba Cacumbú que mais uma vez se fará presente na festa mais popular de Juazeiro. Confira o samba-enredo:..

Livro do poeta Manuca Almeida será lançado no Quintal do Poeta neste domingo dia 16 de dezembro

No particular, gostávamos de brincar repetindo uma espécie de bordão: “A palavra em primeiro plano”. Não sei de onde tirei esta provocação, se de um poema dele, um texto que ele me mostrou ou que tenha sido simplesmente uma frase que ele mencionou numa conversa sobre poesia.

Isso não acontecia por acaso. Corriqueiramente esta dimensão que buscava o poema novo que ele mostrava. Era isso, enfim, o que ele estava sempre perseguindo, buscando sempre trazer a palavra para o primeiro plano. O tempo inteiro burilando com as palavras, tentava em cada obra reunir sentido, sentimento, pensamento e ação pela combinação das benditas palavras...

Prefeitura de Juazeiro promove palestra sobre racismo para jovens atendidos pelo NUCA

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) realizou na última sexta-feira (07), no Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) uma palestra sobre racismo para adolescentes atendidos pelo Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA) em cumprimento de medidas socioeducativas.

A palestra promoveu resgate histórico do povo negro abordando o racismo e referenciando situações de constrangimento sofridos por pessoas negras. A professora Márcia Guena esclareceu durante a atividade que o racismo acontece quando alguém é impedido de fazer algo de que tenha direito em razão de sua raça. “O racismo é um problema de todo mundo, ele causa desigualdade e diferença entre as pessoas”, afirmou. Durante a atividade, os jovens participaram ainda de uma dinâmica de grupo onde puderam responder ao questionamento ‘Como você se vê racialmente?’..

COESIA: PRIMEIRA OBRA PÓSTUMA DE MANUCA ALMEIDA

O livro COESIA está quase pronto. Um livro esperado, amado, feito com o mesmo amor e cuidado que a gente fazia antes juntos. Com poucas palavras o livro COESIA apresenta poemas feitos para uma leitura rápida. Poemas para serem lidos nas estações de metrô, em outdoors, nas redes sociais, repetidos por Zap, divulgados em produtos, estampados em camisas etc. Enfim, como Armando Almeida escreveu, são poemas urbanos, feitos para atuar em suas artérias, feitos para fazerem parte de nosso cotidiano. Vamos lançar em dezembro e espero que gostem pois ali vai estar um pouquinho do poeta Manuca Almeida.  COESIA um projeto contemplado no Edital do programa Usina Cultural da Prefeitura de Juazeiro.

Por Lu Almeida..

SAUDADE: UM ANO SEM O POETA MANUCA ALMEIDA

Domingo, dia 11 de novembro, completa um ano do falecimento do poeta e compositor Emanuel Almeida, ou simplesmente Manuca, como era conhecido artisticamente e pelos amigos e familiares. Em e-mail ao Blog Geraldo José, Lu Almeida, esposa de Manuca, expressou mais uma vez a saudade e a programação que marcará um ano sem o poeta:

A saudade..

Compositor Manuca Almeida é homenageado no Projeto Dialogando com a Literatura

O projeto Dialogando com a Literatura, desenvolvido desde 2016 por alunos e professores objetiva estreitar a relação com a estética, a autoria e as escolas literárias, valorizando a produção local e incentivando o conhecimento e a prática sociocultural dos estudantes e profissionais envolvidos. Pauta-se na leitura de obras literárias e situações de contato com a arte e cultura regionais, através de uma reflexão crítica e da contextualização.

O projeto Tem a finalidade de fomentar a construção de novos enredos, a composição de dramatizações diversas e a atuação na produção de cada modalidade proposta, oportunizando assim, atividades que fomentam o hábito da leitura prazerosa...

Produtos poéticos do poeta Manuca Almeida estão sendo comercializados na Feira de Arte, Cultura e ações comunitárias em Juazeiro

Desde este sábado (14) está acontecendo no Centro de Cultura Jõao Gilberto a FACA - Feira  de Arte, Cultura e ações comunitárias em Juazeiro.  Uma iniciativa da Univasf em parceria com a Proex, Dacc, Direx. A feira reúne diversas áreas e mostra o que  o nosso povo produz. Artesanato,  produtos orgânicos, shows, intervenções, oficinas e mini cursos .

Um dos estandes  mais visitados  é  o da lojinha poética POEMA 63  com produtos  com poesia do poeta Manuca Almeida e  alguns trabalhos  do estúdio Voulta dos Designres Dandara Almeida e Bruno Biano. No estande, os visitante podem levar para casa muita poesia impressa, não só em livros mas também em vários objetos como canecas, sedas, camisas, CDs, cartões, quadros, azulejos, bolsas  e muito mais, uma infinidade de produtos  mostrando  o que o poeta sempre  acreditou, que a poesia pode estar em tudo, até mesmo dentro de você...

POESIA DE MANUCA ALMEIDA A SERVIÇO DA VIDA NO MAIOR HOSPITAL PÚBLICO DE CÂNCER DO BRASIL

Neste sábado, dia 28, o Hospital de Amor de Barretos - SP está promovendo nesse momento um grande encontro de coordenadores dos estados do Rio de Janeiro/São Paulo e Minas Gerais. Esses coordenadores são os responsáveis pelos leilões e eventos que angariam fundos para o Hospital de Amor, antigo Hospital do Câncer de Barretos que recebe diariamente mais de 4 mil pacientes vindo de todo o Brasil e atende da forma mais humanizada possível e sendo tudo inteiramente grátis.  Para o encontro os organizadores foram uniformizados com camisas com a frase do poeta e compositor Manuca Almeida: “Só o amor é maior que o amor que já existe”. Uma frase que tem tudo a ver com o nome atual do hospital. As camisas estão sendo também comercializadas entre os participantes e em breve serão lançadas para todo o Brasil com vendas em prol do hospital. Em 2017, enquanto o poeta estava em tratamento em Barretos, foi recebido com sua esposa Lu Almeida pelo diretor Henrique Prata que mostrou grande admiração pelo trabalho poético de Manuca. “Fico muito feliz em saber  que o amor que Manuca plantou aqui na terra está dando frutos e ajudando a  salvar  vidas, disse Lu Almeida. ..

Exposição, recital e pocket show com vida e obra de Manuca Almeida marcam o 14 de Março em Juazeiro

Amigos, companheiros e admiradores do poeta e compositor, Manuca Almeida, poderão conferir a exposição 'Poesia Viva – Vida e Obra', que acontecerá de 12 a 16 deste mês, no espaço cultural Quintal do Poeta, na Rua Gilvan Alexandre de Sá, nº 60, no bairro Jardim Vitória, em Juazeiro. O evento apresentará jornais, livros, troféus, acessórios, indumentárias, vídeos e CDs do artista que tem mais de 200 músicas gravadas, algumas delas por nomes representativos, a exemplo de Gilberto Gil, Dominguinhos, Arnaldo Antunes, Família Caymmi e Ivete Sangalo.

Além da exposição, duas iniciativas farão parte da programação do evento. Durante os cinco dias, a Loja Poema 63, que funciona no mesmo espaço do Quintal do Poeta, deve comercializar produtos com poesias, como livros, CDs, canetas e camisas. A segunda atração fica por conta do recital e pocket show, que serão realizados no dia 14, às 19h. As apresentações artísticas serão lideradas pelas cantoras Andrezza Santos e Andréa Vitória e o poeta Veinho, mas outros artistas participarão do evento...

Dupla sertaneja Jorge e Mateus grava música do compositor Manuca Almeida

Acaba de ser lançado em todas as plataformas musicais o novo CD da dupla Jorge e Mateus e nele a música Menina Maluquinha do poeta e compositor Manuca Almeida com os parceiros Zeider Pires, Ivo Mozart, Tato Cruz e Marcelo Mira. Manuca sabia da gravação do CD que tinha previsão de lançamento para outubro, mas teve a data adiada porque a dupla resolveu lançar também um DVD “TERRA SEM CEP” e estava muito feliz. A dupla Jorge e Mateus hoje é considerada uma das maiores do gênero sertanejo. “Terra Sem CEP” é o oitavo DVD da dupla e tem lançamento pela AudioMix Records e Som Livre. ..

Polo Manuca Almeida rememora os antigos carnavais

O palco multicultural do Polo Manuca Almeida (Rua da 28 de Setembro) trouxe para o último dia do carnaval antecipado de Juazeiro, o saudosismo dos antigos carnavais. A primeira atração foi o Samba de Véio do Rodeadouro, em seguida, a Orquestra Sapupara realizou um bailinho infantil com marchinhas de carnaval. As crianças, todas fantasiadas e com adereços, dançaram e acompanharam a orquestra ao longo do Polo.   

Carla Teles de Assis Rodrigues, mãe da Caline, levou a filha para curtir o bailinho fantasiada de ‘Palhacinha do Amor’. “É um momento para as crianças curtirem e já pegarem gosto pela folia. Minha filha está adorando”, afirmou Carla...

Primeiro dia do palco alternativo no Polo Manuca Almeida é marcado por mistura de ritmos

A programação alternativa do Carnaval de Juazeiro iniciou na tarde deste sábado (27), e contou com os shows das bandas locais, Cajuinha em Comum, P1 Rappers, Sanitário Sexy, Retrofoguetes, Soda Solta, Tio Zé Bah e Jeremias Gomes. As apresentações ocorreram na Rua da 28 - Polo Manuca Almeida.

Estreando no carnaval de Juazeiro, a primeira banda a subir ao palco foi a Cajuinha em Comum que trouxe em seu repertório composições autorais, além, de diversos gêneros como axé, samba, rock e o carimbó. Formado em sua maioria por homens, o grupo tem como vocalista a cantora e compositora Mirielle Cajuhy, que falou sobre a importância desse espaço no carnaval de Juazeiro...

Circuito da Rua da 28 é confirmado pela prefeitura de Juazeiro durante o Carnaval com homenagem à Manuca Almeida

Durante o programa Portal Zap Ao vivo de ontem (24), o coordenador do Carnaval de Juazeiro, Samuel Moraes confirmou que terá sim o palco da rua da 28. Segundo o gestor, o apoio da BahiaTursa foi fundamental para a realização desse tradicional circuito.

Numa atitude nobre, a prefeitura batizou o espaço de Circuito Manuca Almeida e terá atrações para todos os gostos no sábado e domingo de carnaval de Juazeiro. Veja a programação em primeira mão:..

Faleceu, aos 88 anos, Dona Eunice, uma das fundadoras do Abrigo São Vicente

Veio a óbito na tarde desta terça-feira (19) em Juazeiro – BA a senhora Eunice Gama, uma das fundadoras do abrigo São Vicente de Paulo, professora e primeira enfermeira do Hospital Dom Malan, em Petrolina.

Dona Eunice, era mãe de seis filhos, incluindo o Poeta Manuca Almeida, que faleceu recentemente...

MANUCA ALMEIDA: MISSA DE SÉTIMO DIA

Em contato com o Blog a família do poeta e compositor Manuca Almeida informa que será celebrada nesta sexta-feira (17), às 18 horas, na Catedral-Santuário de Nossa Senhora das Grotas, a missa de sétimo dia em sufrágio da sua alma. Manuca morreu no último sábado (11), no interior de São Paulo. Os amigos e admiradores do artista estão sendo convidados para a cerimônia religiosa. ..

Deputado Roberto Carlos faz Moção de Pesar pela morte de Manuca Almeida

O deputado estadual Roberto Carlos, do PDT, encaminhou à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia uma Moção de Pesar pela perda do renomado poeta e compositor Emanuel “Manuca” Almeida, falecido neste fim de semana.

O sergipano radicado em Juazeiro tinha 53 anos e deixou o cenário cultural da Bahia e do Nordeste em luto. O corpo do poeta e compositor foi velado no Centro de Cultura João Gilberto, antes de ser enterrado no cemitério da cidade...

Um clima de comoção, poesia e musicalidade marcou a despedida do Poeta Manuca Almeida

 

Numa tarde de saudade e tristeza centenas de pessoas compareceram ao Centro de Cultura João Gilberto para dar o último adeus ao poeta e compositor Manuca Almeida, 53 anos, que faleceu no último sábado, em São Paulo...