RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 165 registros para a palavra: petrobras

Petrobras eleva em 3,5% preço da gasolina nas refinarias

A gasolina ficou três e meio por cento mais cara nas refinarias, após reajuste da Petrobrás. O preço médio do litro, que estava em 1 real 623, passou para 1 real 679. É o terceiro reajuste do preço do combustível nas refinarias só em agosto. O mês abriu com aumento de 3,75, depois uma queda de 5,7 e agora 3 e meio a mais. O que dá o acumulado de um e meio por cento. O repasse do reajuste aos consumidores fica por conta dos postos, que tem liberdade para escolher o quanto cobrar pelo que vendem. No Brasil, o litro da gasolina mais caro é vendido a 5,79, na cidade de angra dos reis, no Rio de Janeiro. ..

Após ataque de Bolsonaro, Petrobras cancela contrato com presidente da OAB

A Petrobras cancelou um contrato que possuía com o escritório do advogado Felipe Santa Cruz, presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em meio à polêmica desencadeada pelas declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre o pai do advogado, Fernando Santa Cruz, desaparecido durante a ditadura militar.

No dia 29 de julho, ao criticar a OAB por sua atuação no inquérito envolvendo Adélio Bispo de Oliveira, que esfaqueou o então candidato Bolsonaro em Juiz de Fora (MG) durante a campanha eleitoral, o presidente afirmou: “Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Eu conto para ele”...

Preço do gás de cozinha foi reduzido pela Petrobras nas refinarias

A Petrobras decidiu reduzir o preço do gás de cozinha (GLP) vendido nas refinarias às distribuidoras para botijões de 13 quilos de R$ 26,20 para R$ 24,06. O novo preço entra em vigor na próxima segunda-feira (5) nas unidades da empresa. De acordo com Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) à Agência Brasil, a queda do GLP residencial oscilará entre 6,5% e 12% nas refinarias.

Para a Petrobras, para ser comercializado em botijões de 13 quilos, o gás de cozinha tem o preço de venda formado pela média das cotações dos gases butano e propano no mercado europeu, mais uma margem de 5%. Os reajustes passaram a ser trimestrais em janeiro do ano passado. Segundo a companhia, o preço do GLP vendido para as indústrias e o comércio caiu 13%. O Sindigás informou que a redução do GLP empresarial ficou entre 11% e 17%,  dependendo do polo de suprimento. A redução do GLP empresarial também entra em vigor na segunda-feira...

PROCON DE JUAZEIRO ABRE PROCESSO ADMINISTRATIVO CONTRA AS DISTRIBUIDORAS PETROBRÁS, IPIRANGA, PETROBAHIA E SHELL

Na quarta-feira passada (15), foi concluída a investigação iniciada no mês de fevereiro do corrente ano, no qual o PROCON de Juazeiro apurou a existência de possíveis irregularidades na comercialização dos combustíveis em nossa cidade. Segundo o Coordenador Executivo do PROCON, Dr. Ricardo Penalva, a investigação foi iniciada contra os postos e distribuidoras, tendo em vista que o preço dos combustíveis na cidade de Juazeiro está  entre os mais altos do país e sem nenhuma justificativa.

Segundo ele, "diversos postos foram intimados para apresentar as notas fiscais de compra e venda dos combustíveis do período de setembro de 2018 à fevereiro de 2019, determinação esta que também foi emitida as distribuidoras. Infelizmente, apenas os postos de combustíveis apresentaram a documentação solicitada, não tendo as distribuidoras locais apresentado qualquer justificativa para a não entrega das notas fiscais. Acontece que a documentação apresentada pelos postos foi suficiente para identificar algumas irregularidades na comercialização dos combustíveis, fato este que motivou a ação do PROCON de Juazeiro em abrir o processo administrativo contra as distribuidoras"...

Petrobras reajusta gás de cozinha em 3,43% a partir de domingo

A Petrobras vai reajustar em 3,43%, em média, a partir do próximo domingo (5), o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP Residencial), o gás de cozinha, para botijão de 13 quilos (kg) às distribuidoras sem a cobrança de tributos. O preço do botijão de 13kg vai custar R$ 26,20. O último reajuste ocorreu no dia 5 de fevereiro, exatamente há três meses, quando o valor do gás de cozinha subiu para R$ 25,33 para as distribuidoras.

Em nota, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que as empresas distribuidoras associadas à entidade foram comunicadas na tarde de hoje pela Petrobras que o GLP residencial para embalagens de até de 13kg ficará mais caro a partir do próximo domingo. De acordo com o Sindigás, o reajuste oscilará entre 3,3% e 3,6%, de acordo com o polo de suprimento...

Petrobras aumenta preço da gasolina em 3,5% nas refinarias a partir hoje

A Petrobras informou nesta segunda-feira (29) que o preço médio do litro gasolina nas refinarias vai subir 3,5%, para R$ 2,045, a partir de terça-feira (30). É o maior patamar desde 23 de outubro do ano passado (R$ 2,0639).

O preço médio da gasolina não mudava desde 23 de abril. A Petrobras reduziu a frequência de reajustes na gasolina. Para evitar perdas, tem utilizado mecanismo de proteção financeira (conhecido como hedge)que permite aumentar os intervalos de reajustes nos preços da gasolina nas refinarias em até 15 dias...

Governo prepara fim do monopólio da Petrobras no gás para reduzir preço

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) será o epicentro do processo de derrubada do preço do gás anunciado pelos ministros Paulo Guedes (Economia) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). Diante de resistências internas da Petrobras, caberá ao órgão de defesa da concorrência abrir negociação com a estatal para a venda de ativos ou a liberação de acesso à infraestrutura de transporte do combustível.

A ação do Cade é parte de um movimento organizado em conjunto por diversos setores do governo para tentar quebrar o monopólio da Petrobras e trazer competição ao setor, com o objetivo de promover no país um "choque de energia barata", nas palavras de Guedes. Estudos iniciais indicam que a redução do preço poderia adicionar à taxa de crescimento do país quase um ponto percentual ao ano e gerar mais de 12 milhões de novos empregos nos próximos dez anos...

Petrobras anuncia venda da Refinaria Landulpho Alves, Joseildo critica "entreguismo"

A Petrobras anunciou na noite desta sexta-feira (26) que vai reduzir sua participação na BR Distribuidora além de vender oito refinarias distribuídas pelo país, inclusive, a Refinaria Landulpho Alves, na Bahia. A Refinaria Landulpho Alves (RLAM) foi a primeira refinaria nacional de petróleo, criada na década de 1950, com a descoberta do petróleo no estado. Para o deputado federal Joseildo Ramos (PT), a medida é mais um ataque de entreguismo do governo Bolsonaro que "sem cerimônias" dá mais um passo para a privatização da empresa. 

"É um governo que chegou para destruir tudo aquilo que o povo brasileiro levou décadas para erguer. O presidente vê o Brasil como um armazém de secos e molhados. É uma irresponsabilidade de quem não está preocupado como nossa soberania", criticou. De acordo com o sindicato do setor, o Sindipetro, a RLAM é a segunda do país em capacidade de processamento e a venda trará graves impactos à economia baiana, principalmente na geração de empregos, já que a tendência é diminuir o número de empregados...

Plano de Guedes para gás mais barato encontra resistência na Petrobras

Setores da Petrobras resistem ao plano do ministro da Economia, Paulo Guedes, de abrir o mercado de gás e acabar com o monopólio da estatal. A divergência foi explicitada em uma troca de mensagens flagrada pelo jornal O Estado de S. Paulo entre Guedes e integrantes de um grupo de WhatsApp chamado "Equipe Econômica". Em uma das mensagens, Guedes diz que o gerente executivo de Gás e Energia da Petrobras, Marcelo Cruz, quer "desvirtuar o projeto".

O Estadão fotografou Guedes conversando no grupo, que tem representantes do ministério e presidentes de bancos públicos, durante a "Cantata de Páscoa" no Palácio do Planalto, promovida pelo presidente Jair Bolsonaro na quarta-feira...

CAMINHONEIROS MARCAM GREVE PARA 21 DE MAIO SE DIESEL SUBIR

Os caminhoneiros estão organizando nova paralisação nacional para o dia 21 de maio, quando se completa um ano da greve que abalou o governo Temer em 2018. O movimento acontecerá se houver qualquer reajuste no óleo diesel e se o piso mínimo do frete continuar a ser desobedecido.

"Se o diesel aumentar um centavo que seja e não houver efetiva fiscalização da aplicação do piso, a gente para no dia 21, quando a greve do ano passado completará um ano", garante o caminhoneiro Wanderlei Alves, o Dedéco, de Curitiba (PR), um dos integrantes da rede de lideranças da categoria, em entrevista à jornalista Leila Souza Lima, do Valor Econômico ..

Petrobras corta patrocínios de projetos culturais incluindo festivais de cinema, música e teatro

Alguns dos maiores projetos de cinema, teatro e música do Brasil começaram a semana menores. Tradicional apoiadora do setor, a Petrobras anunciou ontem o corte do patrocínio de 13 iniciativas culturais que apoiava historicamente. A decisão foi divulgada pela rádio CBN a partir de um documento enviado pela empresa aos deputados federais Áurea Carolina e Ivan Valente, ambos do PSOL, ao qual O GLOBO teve acesso. Os últimos repasses da empresa aos 13 projetos somaram R$ 12,7 milhões.

Procurada, a assessoria de imprensa da Petrobras respondeu que a estatal “segue realizando apoio a projetos culturais”, mas que seu orçamento para patrocínios “sofreu redução à luz do Plano de Resiliência ”da estatal. O texto acrescenta: “A Petrobras está revisando sua política de patrocínios para readequar seu orçamento e em alinhamento ao posicionamento de marca da empresa, com intenção de maior foco nos segmentos de ciência, tecnologia e educação, principalmente infantil"...

Petrobras anuncia mudança na periodicidade de reajuste do óleo diesel

A Petrobras anunciou hoje (26) mudança na periodicidade para reajustes do óleo diesel. A partir de agora, o preço do combustível não poderá ser reajustado em períodos inferiores a 15 dias. Até então, o valor do litro do diesel poderia variar até diariamente. Segundo a estatal, os preços do diesel nas refinarias da companhia correspondem a cerca de 54% dos preços ao consumidor final.

A estatal anunciou ainda a criação do “Cartão Caminhoneiro”, que permitirá a compra do combustível a preço fixo nos postos com a bandeira BR. O cartão deve entrar no mercado em 90 dias. Segundo a empresa, o cartão "servirá como uma opção de proteção da volatilidade de preços, garantindo assim a estabilidade durante a realização de viagens"...

Empresário acusa Eunício Oliveira de receber propina da Petrobras

O ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE) é acusado de ter recebido propina em troca de contratos da Petrobras. A denúncia é feita por um empresário que tenta fechar acordo de colaboração premiada com o Ministério Público. Segundo o UOL, Mariano Marcondes Ferraz afirma que os pagamentos ao político eram feitos em uma conta no exterior do próprio cunhado do empresário, mas "cujo beneficiário final" seria o ex-congressista. A assessoria do ex-senador nega as denúncias. "Eunício Oliveira nega, veementemente, qualquer envolvimento com os relatos de 2002 feitos pelo delator, assim como tomará todas as medidas judiciais cabíveis", diz a nota.

O empresário foi condenado a dez anos de prisão pelo então juiz Sérgio Moro e denunciado novamente pela Operação Lava Jato. Mariano Marcondes Ferraz é ex-executivo do grupo Trafigura, uma multinacional de comércio de petróleo. Na tentativa de firmar acordo de delação premiada, o empresário também apresentou documentos e acusa o deputado Júlio Lopes (PR-RJ) de receber dinheiro no exterior. Os advogados do político dizem que isso é "falso". O caso está sendo analisado pela força-tarefa do Ministério Público, que decidirá se aceita ou não o acordo proposto pela defesa do empresário...

Moro: 'Petrobras foi saqueada num volume sem paralelo no governo Lula'

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou, nesta terça-feira, 15, em entrevista à GloboNews, que a Petrobras foi "saqueada em um volume sem paralelo" durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita em resposta a pergunta sobre argumentos da defesa do petista à Justiça de que Moro foi um juiz parcial e o perseguiu durante processos judiciais. Moro afirmou que Lula não "faz parte" de seu "presente", nem do "futuro". "O fato é que a decisão que eu proferi foi confirmada por três desembargadores que permanecem em suas posições."

"O que existe é um álibi falso de perseguição política. O fato é que a Petrobras durante o governo do ex-presidente foi saqueada num volume às vezes sem paralelo no mundo", disse. Moro ressaltou que "a própria Petrobras reconheceu R$ 6 bilhões em desvios". "Pra onde foi esse dinheiro? esse dinheiro foi para enriquecer ilicitamente diversos agentes públicos daquele governo e parcelas beneficiaram o ex-presidente. Esse álibi parte do pressuposto de que esse escândalo de corrupção não aconteceu", concluiu. ..

Presidente do conselho de administração da Petrobras renuncia

O presidente do conselho de administração da Petrobras, Luiz Nelson Guedes de Carvalho, renunciou ontem (1º) ao cargo, para o qual havia sido indicado pela União. O mesmo comunicado da Petrobras informa que também apresentou renúncia como membro do conselho Francisco Petros Oliveira Lima Papathanasiadis, bem como aos comitês do Conselho dos quais eles faziam parte.

Para exercer interinamente a liderança do colegiado foi escolhido o conselheiro Jerônimo Antunes, que também é presidente do comitê de auditoria. Neste início de ano também ocorre a troca da presidência da companhia, com Roberto Castelo Branco no lugar de Ivan Monteiro...

Bolsonaro diz que 'parte' da Petrobras pode ser privatizada

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, debate com sua equipe econômica a privatização parcial da Petrobras. "Alguma coisa (da empresa) você pode privatizar, não toda. É uma empresa estratégica, nós estamos conversando sobre isso ainda. Em parte pode, sim (ser privatizada)", afirmou Bolsonaro durante entrevista concedida em frente à sua casa, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), na tarde desta segunda-feira, 19.

Em meio a essas discussões, o atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, "deve ir" para o Banco do Brasil. "Quem está botando é o Paulo Guedes (futuro ministro da Economia), eu estou avalizando. Talvez Banco do Brasil, não tenho certeza", afirmou Bolsonaro. Sobre a escolha do economista Roberto Castello Branco para presidir a Petrobras, em substituição a Monteiro, Bolsonaro afirmou que "é uma indicação do Paulo Guedes". "Tudo o que é envolvido com economia é com ele (Guedes), que está escalando o time. Nós estamos cobrando produtividade, enxugar a máquina e fazê-la funcionar para o bem estar da população", disse...

De saída da Petrobras, Ivan Monteiro pode assumir presidência do Banco do Brasil

O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, recebeu convite do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, para assumir a presidência do Banco do Brasil no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Monteiro será substituído pelo economista Roberto Castello Branco no comando da Petrobras. Segundo o blog de Valdo Cruz, do G1, interlocutores de Guedes afirmaram que ele manifestou interesse em aceitar o convite, mas ficou de consultar familiares sobre a proposta. A indicação também precisará ser avalizada pelo presidente eleito. 

A permanência de Monteiro na presidência da Petrobras chegou a ser avaliada por assessores de Bolsonaro, mas, desde o fim da eleição, o nome de Castello Branco para o cargo era cogitado por Paulo Guedes. Ivan Monteiro é da carreira do Banco do Brasil e comandou a área de Finanças do BB. Ainda segundo a publicação, ele nunca escondeu que seu sonho sempre foi o de, um dia, presidir a instituição...

PETROBRAS DISTRIBUIDORA LANÇA LICITAÇÃO PARA CONTRATAR AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO DIGITAL

A Petrobras Distribuidora lançou edital público para licitar a agência que cuidará de sua comunicação digital por um período de 36 meses, incluindo planejamento estratégico e produção de ações. O processo é nacional, prevê modo de disputa fechado e por maior desconto sobre o preço de tabela, e está disponível no sitewww.petronect.com.br, com o número 7002194460. As propostas serão recebidas até 18/10/2018, às 10h.

A lista de serviços a serem prestados pela agência contratada incluem atendimento e planejamento de comunicação digital, atualização e manutenção evolutiva do Portal BR (www.br.com.br), do Canal de Negócios, minisites e hotsites que compõem o sistema de ambientes digitais da BR. Também estão no escopo do edital monitoramento, moderação e gestão de presença em redes sociais, além de produção de conteúdos variados...

Petrobrás sobe de novo preço da gasolina e valor atinge recorde

A Petrobras anunciou hoje (12) aumento de 1,02% no preço do combustível comercializado em suas refinarias. A partir de amanhã (13), o litro da gasolina passará a custar R$ 2,2294, dois centavos a mais do que os R$ 2,2069 cobrados desde 5 de setembro.

 No mês, o litro do combustível já subiu nove centavos, ou seja, 4,3% a mais do que custava no fim de agosto (R$ 2,1375)...

Petrobras sobe nesta quarta-feira (11) a gasolina para maior valor desde o fim de maio

A Petrobras subirá o preço da gasolina nesta quarta (11) para R$ 2,039 por litro nas refinarias, o maior valor desde o dia 23 de maio, quando a cotação internacional do petróleo chegou perto dos US$ 80 (R$ 306) por barril. É a oitava alta seguida desde o dia 22 de junho, acompanhando a escalada das cotações internacionais e a variação da taxa de câmbio. Na segunda, a cotação do petróleo tipo Brent, negociado em Londres, fechou em US$ 78,16 (R$ 299) por barril.

Desde outubro de 2016, a Petrobras altera os preços dos combustíveis de acordo com a variação das cotações internacionais e da taxa de câmbio. A elas, acrescenta margem de lucro e o custo de importação. A política é alvo de questionamentos, que ganharam força durante a greve dos caminhoneiros, no fim de maio, e levaram o governo a conceder subvenções ao preço do óleo diesel ao custo de R$ 13,6 bilhões...