RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 160 registros para a palavra: empregos

Suzana Ramos visita obras de parque solar que está sendo implantado em Juazeiro e destaca parceria com empresa na geração de empregos e investimento na saúde

A prefeita Suzana Ramos, junto com o chefe de Gabinete da Prefeitura de Juazeiro, Ciro Viana e os secretários Carlos Neiva (ADEAP) e Rubens Torres (SEMAURB), visitou o Complexo Solar onde acontecem as obras da Focus Energia, empresa do setor elétrico que está implantando um parque solar na cidade. A consolidação da Focus no município é fruto de uma parceria da atual gestão, através da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP), atendendo ao que propõe a Lei Complementar Nº 052/2021, sancionada em 9 de julho, que institui incentivos fiscais para implantação e ampliação de empreendimentos voltados para a geração de energia renovável na região.

Para Suzana Ramos, contribuir com a chegada de empresas como a Focus, é garantir o desenvolvimento de uma nova cadeia produtiva, gerar energia limpa para o meio ambiente, sem contar as novas oportunidades de negócios e geração de empregos locais. "A nossa gestão entende a importância da preservação do meio ambiente com a energia renovável. Foi uma visita muito produtiva, pois foi possível acompanhar o andamento dos trabalhos. Fico imensamente feliz em perceber que os frutos para Juazeiro são os melhores, principalmente quando se fala em gerar emprego pra nossa gente", afirma Suzana...

Bahia gera 12,4 mil empregos em outubro e é líder no Nordeste

"É notória a evolução da nossa economia e isso nos dá a certeza de que estamos acertando nas políticas de governo". A afirmação do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, é referente aos dados da geração de empregos no mês de outubro.

A Bahia gerou 12.462 novos postos de trabalho com carteira assinada no mês, resultado que põe o estado na primeira posição entre os estados nordestinos e na sétima colocação entre os entes federativos. ..

"Cenário está mudando": No DF, vice-governador comenta redução de 1,2% no estoque de empregos formais na Bahia em 2020

Apesar de ser o sétimo maior do país e o maior do Nordeste, o estoque de empregos formais da Bahia sofreu redução de 1,2% em 2020. O dado é da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), divulgada nesta quarta-feira (1°) pelo Ministério do Trabalho e Previdência (MTP) e sistematizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria estadual do Planejamento (Seplan).

De Brasília, onde tratou de projetos para o desenvolvimento do estado com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, avaliou o resultado da RAIS.  "Nós vivemos um contexto sanitário mundial atípico durante todo esse período que impactou o estoque de empregos formais na Bahia, seguindo um movimento que se repetiu nos demais estados do país. O mais importante, entretanto, é que este cenário está mudando, como revelou o próprio resultado do Caged referente ao mês de outubro, quando a Bahia gerou mais de 12 mil postos de trabalho". ..

Brasil registra mais de 253 mil novas vagas de trabalho formais em outubro

O Brasil criou 253.083 novas vagas de trabalho com carteira assinada em outubro de 2021. Foram 1.760.739 admissões e 1.507.656 demissões no país ao longo do mês passado, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e da Previdência nesta terça-feira (30).

No acumulado de 2021, o saldo é de 2.645.974 novos empregos formais, decorrente de 17.209.495 admissões e de 14.563.521 desligamentos (com ajustes até outubro de 2021)...

Indústria baiana gera 36 mil empregos nos últimos 12 meses

A indústria baiana segue com saldo positivo na geração de empregos, no acumulado de janeiro a setembro de 2021. Foram mais de 36 mil novos empregos nos últimos 12 meses. A geração de postos de trabalho foi expressiva em setembro, com 3,8 mil empregos gerados, puxados pelos setores de couro e calçados; metal, exceto máquinas e equipamentos; e minerais não-metálicos. Além disso, houve o aumento de 24,11% do valor exportado no período de janeiro a outubro deste ano. As informações constam no Informe Executivo de Indústria, divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

“Seguimos felizes em divulgar resultados positivos da nossa Bahia. O nosso polo industrial é muito promissor e estamos sempre prospectando e atraindo novos empreendimentos com novas oportunidades para o povo baiano. Temos três importantes setores se destacando em setembro deste ano, que foram couro e calçados, com mais de 1.300 empregos gerados, seguido por metal, com 350, e minerais não metálicos, com 245 postos de trabalho”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal..

Revisão dos dados do Caged reduz pela metade saldo de empregos formais gerados no Brasil

O saldo de empregos formais gerados em 2020 foi reduzido quase pela metade após ajustes feitos pelas empresas e registrados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mantido pelo governo.

De acordo com os ajustes feitos até setembro de 2021, foram geradas ao longo do ano passado 75.883 vagas de emprego formal, resultado de 15.437.117 admissões e 15.361.234 desligamentos, conforme o Painel de Informações do Novo Caged...

Juazeiro se destaca em segundo lugar na geração de empregos formais na Bahia

Mesmo com a crise causada pela pandemia, o município de Juazeiro segue na direção contrária e vem conseguindo driblar o desemprego, através de obras, abertura de novas empresas, chegada de grandes grupos - a exemplo da Focus Energia que vai gerar mais de 1.500 empregos e investimentos no setor privado.

Prova disso, são os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que apontam Juazeiro como a segunda cidade da Bahia que mais gerou empregos...

Dia do Servidor Público: Como os concursos contribuíram para a consolidação dos empregos públicos no Brasil

Instituído pelo presidente Getúlio Vargas em 1937, o dia 28 de outubro celebra o Dia do Servidor Público para homenagear todos os profissionais que ocupam cargos públicos no Brasil. O concurso público, hoje, é a principal porta de entrada para cargos da federação, dos estados e municípios, e a garantia de estabilidade é um dos principais fatores pelo qual essas funções sejam tão desejadas.

A combinação entre empregos públicos e concursos é antiga: e começou justamente em 1937, quando a primeira prova para concorrer a um cargo público foi aplicada. Cinco mil candidatos disputaram vagas para o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários, na época, este era um número de participantes bastante expressivo...

Com mais de 25 mil postos de trabalho, Pernambuco tem o melhor saldo na geração de empregos do Nordeste

Pernambuco teve um saldo positivo de 25.732 postos de trabalho formais em setembro. É o melhor resultado desse mês nos últimos oito anos, colocando o Estado em primeiro lugar no Nordeste e em terceiro no Brasil. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (26.10) pelo Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged). Em relação ao mês de agosto, quando o saldo foi de 17.215 contratações, houve um crescimento de 8.523 empregos com carteira assinada. No acumulado do ano, de janeiro a setembro, o Estado gerou um saldo de 70,5 mil ocupações.

"Esse resultado aponta para um reaquecimento consolidado da nossa economia. Nosso Plano Retomada está percorrendo todas as regiões do Estado e continua acelerando a volta das oportunidades em todos os setores produtivos. É uma clara sinalização de que estamos no caminho certo e que devemos continuar apoiando os empreendedores e atraindo novos negócios para Pernambuco", afirmou o governador Paulo Câmara...

Brasil cria mais de 313 mil vagas de trabalho formais em setembro

O Brasil registrou a criação de 313.902 vagas de trabalho com carteira assinada em setembro de 2021. O número, abaixo das expectativas do mercado, é resultado de 1.780.161 admissões e 1.466.259 demissões no país.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e da Previdência nesta terça-feira (26)...

Com 11.345 novos postos de trabalho em setembro, a Bahia segue com o maior saldo do Nordeste no acumulado do ano

Em setembro, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Bahia gerou 11.345 postos com carteira assinada, decorrente da diferença entre 61.793 admissões e 50.448 desligamentos. Com esse saldo, o estado passou a ter com 1.813.774 vínculos celetistas ativos, uma variação de 0,63% sobre o quantitativo do mês anterior. De responsabilidade do Ministério do Trabalho e Previdência, os dados do emprego formal foram sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan).

Mesmo diante de um contexto sanitário mundial atípico, todas as unidades federativas do país criaram vagas no mês de setembro. O país computou um saldo de 313.902 vagas, enquanto o Nordeste criou 90.678 postos – indicando variações relativas de 0,76% e 1,36% comparativamente ao estoque do mês anterior, respectivamente...

Bahia gera 109 mil empregos formais em 2021; Juazeiro ocupa a segunda colocação

A Bahia gerou 109 mil postos de trabalho com carteira assinada  entre janeiro e setembro de 2021, o melhor desempenho entre os estados do Nordeste, representando um aumento de 6,5% em relação ao total de vínculos celetistas do início do ano.

Nesse período Salvador liderou a geração de empregos com carteira assinada com 22 mil novas vagas, mas foram os municípios do interior os que mais geraram empregos no Estado, com destaque para Juazeiro, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Luís Eduardo Magalhães...

Indústria baiana gera 31.323 mil empregos de janeiro a agosto de 2021

O segmento da indústria na Bahia gerou, entre janeiro a agosto desse ano, 31.323 mil postos de trabalho. Somente em agosto, o saldo positivo de empregos foi de 4.993 empregos, puxado pelos setores de Couro e Calçados; Alimentícios e Minerais Não-Metálicos. As informações são do Informe de Indústria de Outubro da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). 

Em agosto de 2021, ao se completar um ano e cinco meses do início da pandemia do coronavírus, as maiores taxas de crescimento foram observadas nos setores de Informática (160,7%), seguido de Couro e Calçados (53%) e Papel e Celulose (38,2%). ..

Com 98 mil vagas criadas em 2021, governo destaca manutenção da liderança baiana na geração de empregos no Nordeste

Com 98.806 novas vagas de empregos formais criados nos oito primeiros meses deste ano, a Bahia reitera em agosto a liderança na criação de posto de trabalhos em 2021 na região nordeste.

Ocupam os segundo e terceiro lugares respectivamente os estados do Ceará (+61.930 postos) e Pernambuco (+45.069 postos). "Temos três bons motivos para comemorar, já que além da manutenção da liderança da Bahia na região, os números foram positivos para o Nordeste como todo e para o Brasil", afirma o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento...

Petrolina mais uma vez tem saldo positivo na geração de empregos, diz prefeitura

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgado nesta quarta-feira (29), coloca Petrolina, mais uma vez, como a 2ª cidade do Estado que mais gerou empregos em Pernambuco durante o mês de agosto.

Só durante o último mês, o município sertanejo registrou o preenchimento de 1.845 vagas, e no acumulado do ano já são 7.362. Os setores que obtiveram destaques continuam sendo os de agronegócio, comércio e serviços. Esse já é o oitavo mês consecutivo que Petrolina segue contratando mais que demitindo...

Pernambuco tem melhor mês de agosto dos últimos dez anos na geração de empregos, diz governo

Pernambuco teve o melhor mês de agosto dos últimos dez anos em geração de empregos. É o segundo melhor resultado do Nordeste, em termos quantitativos. No mês passado, houve 47.637 admissões e 30.422 desligamentos no Estado, gerando um saldo positivo de 17.215 postos de trabalho, uma variação de 1,36%. A Bahia abriu 17.882 postos, uma variação de 1%. Em relação ao mesmo período de 2020, em solo pernambucano, houve um acréscimo de 4.795 contratações. Foi o melhor mês de agosto desde 2011, mesmo considerando as mudanças na metodologia do Caged durante a série histórica.

O setor de maior crescimento foi o da indústria, com 6.348 contratações. Os números positivos seguem no setor de serviços (5.155), no comércio (2.763), na agropecuária (2.638), na construção civil (311). Em termos quantitativos, foi o segundo melhor resultado do Nordeste. ..

Novo atacado Assaí vai gerar 600 empregos em Petrolina

Após reuniões com empresários do ramo atacadista, o prefeito Miguel Coelho anunciou mais um empreendimento para Petrolina. A cidade sertaneja contará, no próximo ano, com uma unidade do Assaí. A loja terá mais de 9 mil produtos à venda e vai gerar cerca de 600 empregos diretos e indiretos.

O novo Assaí Petrolina funcionará na Avenida Sete de Setembro, no bairro Antonio Cassimiro. O empreendimento terá 16.380 m² de área construída, num terreno de 30.000 m², com amplo estacionamento, disponibilizando 473 vagas para carros, sendo 49 vagas para idosos, deficientes físicos e gestantes. ..

Indústria baiana gera cerca de 40 mil empregos em 12 meses

Nos últimos 12 meses, a indústria baiana teve saldo positivo ao gerar mais de 39,5 mil empregos. Já no acumulado de janeiro a junho de 2021, o saldo também foi favorável para o segmento, com a geração de 22,4 mil postos de trabalho.

Até junho deste ano, 30 empresas foram incentivadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), o que resultou no aporte de R$ 139 milhões em investimentos privados. O mesmo período teve o melhor resultado na produção física da indústria baiana mensal e esses dados constam do Informe Executivo da Indústria de julho, divulgado pela instituição...

Petrolina registra crescimento na geração de emprego no mês de Julho, diz prefeitura

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgado nesta terça-feira (31), colocou Petrolina, mais uma vez, como a 2ª cidade do Estado que mais gerou empregos em Pernambuco durante 2021. De acordo com a prefeitura, foram 1.628 vagas, e no acumulado do ano já são 5.530.

Ainda de acordo com a gestão, só no mês de julho, o município sertanejo gerou 3.688 vagas, com destaques nos setores de agronegócio, comércio e serviços. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Flávio Guimarães, comemorou mais um mês que Petrolina é destaque na geração de emprego...

Indústria baiana gera 18,2 mil empregos entre janeiro e abril de 2021, mostram dados da SDE

Cerca de 18,2 mil empregos foram gerados no setor industrial da Bahia entre janeiro a abril deste ano, conforme dados do Informe Executivo da Indústria, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), divulgado nesta quarta-feira (23).

O documento indica que somente no mês de abril, o saldo positivo foi de 1,6 mil novos postos de trabalho, puxado pelos setores de Manutenção e Reparação; Minerais Não-Metálicos; Coque; Derivados do Petróleo e Biocombustíveis e Produtos de Metal (exceto máquinas e equipamentos)...