RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 289 registros para a palavra: Caso Beatriz

Em coletiva, delegado afirma que após divulgação do retrato falado do suspeito de ter assassinado a menina Beatriz aumentou o número de participação pelo Disque Denúncia

Em coletiva para a imprensa da região na manhã desta terça-feira (23), o delegado-chefe responsável pelas investigações do assassinato da menina Beatriz Angélica Mota, Marceone Ferreira afirmou que após a divulgação do retrato falado do suspeito de ter cometido o crime, mais informações chegaram a Polícia Civil através do Disque Denúncia. A investigação do caso seguirá com a análise das imagens gravadas no local do crime e com o confronto das denúncias com o retrato falado.

“Desde ontem nós já recebemos diversas informações pelo Disque Denúncia e a equipe de investigação já está em campo para checar todas as situações que estão chegando. O objetivo é elucidar o caso, mas a gente sabe que não depende somente da gente, mas de várias circunstâncias que envolvem o caso. Pretendemos chegar a elucidação do caso o quanto antes”, afirmou o delegado Marceone...

CASO BEATRIZ: Polícia diz que retrato falado do suspeito teve ajuda de três testemunhas, inclusive da mãe da criança

Na manhã de hoje, 22, na sede da Polícia Civil em Recife foi divulgado para toda a imprensa o retrato falado do suspeito de ter assassinado ou participado do crime da garota Beatriz Angélica Mota, morta no dia 10 de dezembro de 2015, enquanto participava da festa de formatura de sua irmã no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina.

Para se chegar a estas características do suspeito (foto acima), de acordo com o delegado Marceone Ferreira, foram ouvidas três testemunhas chaves, sendo uma delas, a mãe, Lúcia Mota. O delegado disse na coletiva que estas três pessoas viram esse mesmo elemento com atitudes suspeitas. O suspeito teria sido visto no banheiro feminino, no banheiro masculino várias vezes lavando as mãos e o rosto, e também parado por muito tempo próximo ao bebedouro do colégio. Ainda de acordo com Dr. Marceone, uma das testemunhas viu o suspeito saindo da sala onde o corpo de Beatriz foi encontrado que, inclusive, achou estranho o seu jeito e resolveu sair do local, retornando a quadra onde acontecia a festa...

CASO BEATRIZ: Polícia Civil de PE justifica realização de coletiva em Recife

Como divulgamos há pouco, nesta segnuda-feira, 22, será realizada uma entrevista coletiva em Recife que divulgará o retrato falado do assassino da garota Beatriz, morta no dia 10 de dezembro enquanto participava de uma festa de formatura em Petrolina.

O fato deste encontro ser na capital pernambucana, gerou estranheza na região. A reportagem do blog do Geraldo José entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil, que justificou: "Nossa necessidade neste momento é que essa informação chegue ao maior número de pessoas e veículos possíveis, por este motivo a coletiva será realizada aqui, para que consigamos alcançar um público maior" disse a assessoria...

DIOCESE DE PETROLINA SE MANIFESTA SOBRE O CASO BEATRIZ

Uma nota de repúdio ao Bispo e à Diocese de Petrolina, Dom Manoel dos Reis de Farias, espalhada nas redes sociais, em relação às investigações sobre o crime que ceifou a vida da pequena Beatriz, nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, levou a Diocese a emitir a seguinte nota de esclarecimento:

1. O Bispo Diocesano, D. Manoel dos Reis de Farias, no seu programa na Rádio Emissora Rural, a Voz do São Francisco, em diversas ocasiões expressou sua solidariedade à família na busca da elucidação dos fatos...

Daniel Almeida reforça a Ministro da Justiça pedido de intervenção da Polícia Federal no caso Beatriz

Há pouco mais de um mês o Prefeito Isaac Carvalho enviou pedido ao Ministério da Justiça para que a Polícia Federal assuma o caso da menina Beatriz Angélica, assassinada numa escola de Petrolina há cerca de dois meses.

O Ministério confirmou o recebimento e informou que o pedido será colocado na pauta de agendamento. O deputado federal Daniel Almeida (PC do B) também entrou na luta e se reuniu em Brasília nesta quarta-feira, 17, com o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Na oportunidade,  reforçou que tanto a família da vítima quanto a população do Vale do São Francisco clamam por uma solução o mais breve possível...

Preocupados com repercussão, pais de Beatriz falam ao blog: "Não compactuamos com nenhum ataque ao Colégio Nossa Senhora Auxiliadora". Veja na íntegra

A família de Beatriz Angélica Mota aqui representada por Sandro Romilton Ferreira da Silva e Maria Lúcia Mota da Silva, seus pais, vem através desta nota se posicionar a respeito do cunho político e religioso de alguns comentários veiculados pelos meios de comunicação e pelas redes sociais.

1 – Não compactuamos com nenhum ataque a Instituição “Colégio Nossa Senhora Auxiliadora”, pois reconhecemos o seu valor e a sua importância para as cidades de Petrolina/PE e Juazeiro/BA na educação das suas crianças, adolescentes e jovens. Temos a perfeita consciência que as falhas que existiram na segurança do evento, onde nossa amada filha foi covarde e brutalmente assassinada, são humanas, e que as responsabilidades dos envolvidos serão apuradas pelo órgão competente, sendo esse um desejo da família e, certamente, da Instituição. O que pleiteamos, apenas, foi o engajamento da Instituição na luta para se descobrir o(s) culpado(s) e cobrar celeridade aos poderes constituídos. Desta forma, nenhum ataque a imagem da instituição de ensino “Colégio Nossa Senhora Auxiliadora” partiu ou partirá de nosso núcleo familiar;..

Nova Recompensa de até R$ 10 mil por informações do caso Beatriz Mota

O Disque-Denúncia Pernambuco está aumentando a recompensa para quem tiver informações sobre a morte de Beatriz Mota, assassinada a facadas no dia 10 de dezembro, durante festa no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina. O novo valor passa a ser de até R$ 10 mil. 

Coordenador do Disque-Denúncia no interior, Alexandre César aproveita para reforçar a necessidade do apoio da população. "Nossa central funciona como uma ponte entre a sociedade civil e a polícia. Precisamos despertar na população a atenção para este caso. Assim como outros ao longo dos mais de 15 anos do Disque-Denúncia em Pernambuco, informações anônimas podem ser a chave para solucionar o crime e encontrar os culpados", disse...

Direção da Escola Nossa Senhora Auxiliadora se pronuncia sobre o caso Beatriz

Na mobilização ocorrida na última quinta-feira (11), dia do aniversário da menina Beatriz Angélica Mota, que completaria 8 anos de idade, a mãe de Beatriz Lucia Mota (Lucinha) cobrou da escola  Nossa Senhora Auxiliadora contribuição nas investigações policiais e celeridade na conclusão do inquérito, para que os culpados sejam localizados e devidamente punidos.

Em contato com a direção da Escola, o administrador da unidade particular de ensino, Carlos André, citou que a escola está empenhada e prestando todos os esclarecimentos solicitados pelas autoridades policias. Por telefone e com exclusividade à reportagem do Programa Nossa Voz, Carlos disse que “o Colégio Auxiliadora Petrolina novamente se solidariza à família do caso Beatriz e informa que acompanha de perto a investigação do caso, e que vem apresentando todas as informações necessárias à polícia civil, que é o órgão competente para esclarecer o caso. Informa ainda que o colégio vem adotando várias medidas de segurança e investindo de maneira constante neste setor”..

Emocionada, Lúcia Mota, mãe da garota Beatriz Angélica fala em manifesto. Veja o vídeo na íntegra

Durante o protesto pela morte da criança Beatriz Angélica Mota, nesta quinta-feira (11), a mãe da menina, Lúcia Mota, falou pela primeira vez, durante as manifestações, sobre a angústia da família diante a demora da conclusão do inquérito policial sobre o crime.

Emocionada, Lúcia pediu mais apoio da direção do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, que, segundo a mãe de Beatriz, permaneceu em silêncio e distante das investigações.

Lúcia também revelou como tem sido os dias da família com a ausência de Beatriz e clamou as autoridades policiais, assim como ao Ministério Público Estadual de Pernambuco uma resposta para o crime...

MANIFESTO EM PETROLINA: MILHARES DE PESSOAS PEDEM A SOLUÇÃO DO CASO BEATRIZ

javascript:void(0)

..

Logo mais a noite, mais um encontro cobrará respostas sobre o Caso Beatriz

Marcado para as 18h30 na praça da Catedral em Petrolina, acontecerá mais uma manifestação do Caso Beatriz, menina de sete anos que teve foi assassinada em seu colégio quando participava de uma festa formatura.

Esse já é o quarto encontro e dessa vez, contará com os pais da garotinha, Sandro e Lucinha Mota, que, junto com a população pedirá paz e justiça por esse caso brutal em nossa região. Lucinha, fez questão de convidar todos para este dia, em que a pequena Beatriz iria comemorar aniversário: "Convido às famílias para nos unirmos ao manifesto em favor da paz. Compareçam e nos ajudem a lutar para que outras famílias não passem pela dor que estamos passando hoje” disse ela...

Lucinha Mota, Mãe da menina Beatriz, manda mensagem convidando população para novo manifesto

Acontecerá no próximo dia 11 na praça da Catedral em Petrolina, às 18h30, mais um manifesto pela paz e pela cobrança de respostas do assassinato da garota Beatriz, morta no dia 10 de dezembro do ano passado no colégio Auxiliadora, quando participava de uma festa de formatura.

Sua mãe, Lucinha Mota, falou com nossa equipe e pede a ajuda da população para que outros casos como esse não aconteçam mais: “Convido às famílias para nos unirmos ao manifesto em favor da paz. Compareçam e nos ajudem a lutar para que outras famílias não passem pela dor que estamos passando hoje” disse ela...

Mais um encontro cobrará respostas do Caso Beatriz no dia em que faria aniversário, veja:

O próximo dia 11 de fevereiro ficará marcado por mais um encontro do Caso Beatriz, garota morta a facadas no dia 10 de dezembro enquanto participava de uma festa de formatura em um colégio em Petrolina. De lá para cá, houveram três passeatas para cobrar respostas da polícia desse caso bárbaro.

Dessa vez, o encontro acontecerá no dia 11 deste mês com concentração na praça da Catedral em Petrolina a partir das 18h30. Este encontro terá uma representatividade muito grande, pois, seria o dia de mais um aniversário da pequena Beatriz...

Enquanto a sociedade aguarda uma solução, assassino de Beatriz continua livre. Até quando?

Já se passaram 47 dias do brutal e covarde assassinato da garota Beatriz Angélica, morta com golpes de arma branca, nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, sem que a polícia pernambucana revele qualquer informação que aponte um caminho de investigação.

O silencio tem provocado a reação nas redes sociais e diversos manifestos já aconteceram ou estão sendo planejados, cobrando uma solução para o caso...

Nova manifestação do Caso Beatriz acontece em Petrolina

População mais uma vez se reúne para manifestação sobre o Caso Beatriz, garota de apenas sete anos, morta a facadas dentro de um colégio em Petrolina no dia 10 de dezembro do ano passado.

Muita gente se reuniu hoje (18), na praça Nossa Senhora Maria Auxiliadora e todos, sem excessão, cobram mais rapidez na descoberta do assassino e respostas sobre este caso bárbaro. Veja fotos abaixo:

..

Disque-denúncia oferece cinco mil de recompensa em troca de informações que levem ao autor do assassinato da menina Beatriz

Foi divulgado nesta sexta-feira (15) pela equipe de polícia que investiga a morte da menina Beatriz Angélia Mota o cartaz do disque-denúncia para ajudar a encontrar o autor do assassinato. A morte da criança completou um mês no último domingo (10) e o crime continua sem solução. 

Quem desejar contribuir com a investigação do Caso Beatriz pode denunciar pelo telefone fixo (81) 3719-4545, o custo é de uma ligação interurbana, ou gratuitamente no site da organização. Outra alternativa é fazer a denúncia via WhatsApp: (81) 9 9119-3015. Segundo o coordenador, as pessoas que estiveram no local no dia do crime, por exemplo, não precisam temer qualquer tipo de represália. “A base do serviço é o anonimato. Quem denunciar pelos três canais não será identificado. Até mesmo no momento da entrega da recompensa a pessoa permanece no anonimato e o recebimento é em um local público a escolha do denunciante”, afirmou Alexandre...

Prefeito Isaac Carvalho pede a Ministro que mande Polícia Federal investigar caso Beatriz

Em ofício encaminhado ao Ministério da Justiça, o prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho pede providências ao Ministro José Eduardo Cardozo no sentido de autorizar a participação da Polícia Federal nas investigações sobre o assassinato da menina Ana Beatriz Angélica Mota, ocorrido no último dia 10 de dezembro.

Confira na íntegra o ofício enviado pelon prefeito:..

Novo encontro para cobrar soluções no Caso Beatriz é agendado

Mais um encontro é marcado para o Caso Beatriz. Dessa vez, a manifestação aconterá no próximo dia 18, a partir das 09 horas da manhã na praça Nossa Senhora Auxiliadora.

Esse encontro, assim como os primeiros já realizados, visa cobrar soluções para este caso bárbaro que aconteceu no último dia 10 de dezembro em Petrolina, quando a jovem, de apenas sete anos, foi morta a facadas numa festa do colégio. ..

Caso Beatriz continua sem desfecho

A angústia de toda a população de Petrolina e Juazeiro em torno da morte da pequena Beatriz Angélica Mota, deve continuar sem prazo para acabar. A morte da criança completou um mês no último domingo (10) e nenhuma informação sobre o autor do crime foi revelada, até o momento, pelas autoridades policiais.

Nesta quinta-feira (14), em uma entrevista coletiva no auditório do Colégio da Polícia Militar de Petrolina, o chefe da Polícia Civil do Estado de Pernambuco, Antônio Barros, esclareceu que 59 pessoas já foram ouvidas pela equipe e que 42 perícias foram realizadas. As investigações sobre a morte de Beatriz contam com o trabalho de três delegados e um corpo de peritos oriundos também da capital pernambucana...

CASO BEATRIZ: CÚPULA DA POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO SE REÚNE EM PETROLINA.

Será realizada nesta quinta-feira (14), às 14h, no auditório do Colégio da Polícia Militar, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, uma reunião para tratar do caso Beatriz.

Junto ao Secretário Executivo de Defesa Social, Rodrigo Bastos, o Chefe de Policia Civil de Pernambuco, delegado especial Antônio Barros vai comandar a reunião e discutir as estratégias das investigações no sentido de elucidar o crime que resultou na morte da garota Beatriz Angélica Mota, de 7 anos...