RedeGN - Pernambuco autoriza vacinação anticovid em crianças com 11 anos que estão fora do grupo prioritário

Pernambuco autoriza vacinação anticovid em crianças com 11 anos que estão fora do grupo prioritário

O Governo de Pernambuco autorizou, nesta terça-feira (18), o início da imunização de crianças por faixa etária, de forma decrescente, contemplando, inicialmente, as com 11 anos de idade. Antes, apenas crianças de 5 a 11 anos com doenças neurológicas crônicas e/ou distúrbios do desenvolvimento neurológico poderiam se vacinar. 

O avanço se deu por orientação do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação e pactuação entre o Estado e os gestores municipais após o recebimento de novas 60 mil vacinas infantis no Estado nesta terça. Com isso, cabe aos aos gestores de cada cidade se programarem e iniciarem a vacinação, de acordo com a disponibilidade de doses.

Também foi anunciado que, além do grupo prioritário já anunciado, os municípios poderão vacinar todos os meninos e meninas de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiências permanentes e as pertencentes às Comunidades Tradicionais Quilombolas.

“Precisamos trabalhar fortemente a vacinação no Estado, principalmente das populações mais vulneráveis. Pactuamos na Comissão Intergestores Bipartite um importante avanço na proteção de nossas crianças com a inserção de novos grupos e a imunização das crianças com 11 anos. Contamos com o apoio dos gestores municipais na elaboração de estratégias de vacinação para que possamos proteger esse grupo de forma célere”, destacou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Com a expectativa para chegada de novas doses da vacinas da Pfizer/Comirnaty, indicada para o uso pediátrico, ficou definido que novos avanços por faixa etária serão feitos a partir da disponibilização de doses nos estoques de cada município e das estratégias adotadas para garantir o acesso à imunização.

“Em nosso Estado, contamos com uma estimativa de 178.405 na faixa etária dos 11 anos, e neste momento, é primordial a absorção dos grupos elegíveis visando o início de novos esquemas vacinais e a ampliação da oferta da proteção para novos grupos etários. Para a próxima semana, esperamos receber novo quantitativo de doses, o que possibilitará o incremento do grupo formado por crianças com 11 anos de idade”, afirmou a superintendente de Imunizações, Ana Catarina de Melo.

No grupo de comorbidades, elencadas pelo Plano Nacional de Operacionalização (PNO), estão a diabetes mellitus, as pneumopatias crônicas graves, anemia falciforme, doenças cardiovasculares, obesidade grave, doença renal, cirrose hepática e imunossuprimidos. "Os pais, ou responsáveis, devem estar atentos aos anúncios feitos pelos seus municípios sobre a autorização e/ou agendamento para este grupo”, completou a gestora.

Folha de Pernambuco / foto: reprodução