RedeGN - Eleições 2020: O Big Brother eleitoral em Juazeiro e os sobreviventes

Eleições 2020: O Big Brother eleitoral em Juazeiro e os sobreviventes

Em matéria publicada em fevereiro deste ano a redeGN apresentou uma relação de pré-candidatos ao cargo de prefeito de Juazeiro, que passava de 20, cada um com seus sonhos, suas pretensões, seus projetos partidários ou pessoais, tentando um lugar no coração do povo.

Na lista estavam nomes como Valdemar Borges, Jackson de Maria de Bosco, Carlos Neiva, Anselmo Bispo, Anselmo Brandão, Raffani, Kalber, Pastor Teobaldo, Carlos Luciano, Rosí Costa, Capitão Moreira, Targino Gondim, Rosiel Gondim, Wank Medrado, Susana Ramos, Allan Jones, Bené Marques, Ana Angélica, Gaspar Júnior, Antônio Lewis (Cuscuz), Mário Espínola, Jorge Khoury, John Khoury, sem contar com burburinhos de bastidores que anunciavam uma possível candidatura de Zó, após saída de Paulo Bomfim do PCdoB, e Roberto Carlos, que já manifestava nos bastidores uma certa insatisfação com o tratamento recebido no governo, na ótica dele.

Seis meses depois e encerrado o prazo para as convenções, que já aconteceram, o número de candidatos que resistiu as intempéries do caminho foi reduzido em seis candidaturas que listamos por ordem alfabética: Breno Rainan (PSOL); Capitão Leonilton Moreira (Avante); Coronel Anselmo Bispo (DEM); Paulo Bomfim (PT); Raffani Stefani (Republicanos) e Suzana Ramos (PSDB).

Até o dia da eleição muita água ainda vai passar por baixo da ponte, mas os indicativos apontam, pelas declarações e rusgas já anunciadas, que esse número deve permanecer até o dia 15 de novembro. Ou não?

Da redação redeGN