RedeGN - Contrariando Bolsonaro, Ministro da Saúde diz que quarentena deve continuar e que não é hora de carreatas

Contrariando Bolsonaro, Ministro da Saúde diz que quarentena deve continuar e que não é hora de carreatas

O Ministro da saúde, Henrique Mandetta, em balanço realizado na tarde deste sábado (28), em Brasília, contrariando ideias recentes do presidente Jair Bolsonaro, disse que o país precisa continuar com as medidas de quarentena contra a COVID-19 e que não é hora de carreatas.

A declaração ocorreu no momento em que o número de mortos no Brasil ultrapassou a marca de 100 casos. Contrariando a ideia de um quarentena “vertical", termo usado pelo Presidente Jair Bolsonaro, o Ministro disse que a orientação "é ficar em casa, parado" até que o poder público "consiga colocar os equipamentos na mão dos profissionais que precisam".

"Nós precisamos ter racionalidade e não nos mover por impulso neste momento. Vamos nos mover, como eu disse desde o princípio, pela ciência e pela parte técnica, com planejamento. Pensando em todos os cenários quando a gente fala de colapso, de sobrecarga, ou de sobreuso no sistema“, disse.

Na entrevista o ministro reforçou ainda que o isolamento está dando resultados, pode minimizar os efeitos que estão por vir e já abriu muitas vagas no sistema de saúde,  e nas internações nas UTI’s com a redução, por exemplo, de acidentes no trânsito.

"Porque se a gente sair andando todo mundo de uma vez, vai faltar para o rico, para o pobre, para o dono da empresa, para o dono do botequim, para o dono de todo mundo", afirmou o ministro, enfatizando que "Nós precisamos ter racionalidade e não nos mover por impulso neste momento. Nós vamos nos mover, como eu disse desde o princípio, vamos nos mover pela ciência e pela parte técnica, com planejamento. Pensando em todos os cenários.

redeGN