Foram encontrados 28 registros para a palavra: Joias

PF diz que Bolsonaro custeou viagem aos EUA com dinheiro de joias

A Polícia Federal (PF) afirmou que Jair Bolsonaro não usou dinheiro depositado em suas contas bancárias no período em que esteve no Estados Unidos. No final de 2022, quando encerrava seu mandato, o ex-presidente deixou o país e passou uma temporada no exterior.

A conclusão está no relatório no qual a PF indiciou o ex-presidente e mais 11 acusados de participarem do esquema de venda ilegal das joias recebidas de autoridades estrangeiras durante o governo do ex-presidente...

PF aponta que venda ilegal de joias sauditas bancou despesas de Bolsonaro e que parte dos recursos eram repassados em espécie

A Polícia Federal, em inquérito enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), disse que o dinheiro das joias sauditas, vendidas ilegalmente por auxiliares de Jair Bolsonaro, entrou para o patrimônio do ex-presidente e serviu para custear as despesas dele e da família nos Estados Unidos, no início de 2023.

A conclusão da PF está no inquérito sobre as joias sauditas, dadas de presente ao governo da Arábia Saudita ao governo brasileiro durante a gestão Bolsonaro. Os conjuntos de joias milionárias deveriam ter ido para o patrimônio do Estado, mas não foi isso que aconteceu, segundo a PF, tendo ido parar no patrimônio pessoal do ex-presidente...

PF indicia Bolsonaro em inquérito das joias junto com outras 11 pessoas

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta quinta-feira (4), no inquérito das joias — investigação que apura se ele e ex-assessores se apropriaram indevidamente de joias milionárias dadas de presente quando era presidente do Brasil.

Bolsonaro foi indiciado por associação criminosa, lavagem de dinheiro e apropriação de bens públicos. Ele sempre negou irregularidades. As informações são do jornalista César Tralli, da GloboNews. ..

Investigados por venda de joias, Mauro Cid e pai voltam a depor à Polícia Federal

O militar Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro, e o seu pai, o general Mauro Lourena Cid, vão prestar novo depoimento à Polícia Federal nesta terça-feira, 18. Eles são investigados no inquérito sobre o apropriação indébita de joias dadas de presente pelo governo da Arábia Saudita ao governo brasileiro.

A PF marcou esse depoimento após descobrir, durante investigações nos Estados Unidos, a existência de uma nova joia que pode ter sido negociada irregularmente naquele país por aliados de Bolsonaro. A investigação acontece com a colaboração do FBI, que participou de oitiva anterior dos suspeitos, em abril. ..

Bolsonaro é aconselhado a depositar dinheiro das joias em juízo, diz coluna

Aliados aconselharam Jair Bolsonaro (PL) a se antecipar e pedir para depositar em juízo o valor referente às joias que ganhou de presente de autoridades estrangeiras e vendeu posteriormente.

A sugestão é para que o ex-presidente deposite valores referentes sobretudo aos presentes que ainda não foram localizados. Entre eles, estaria um relógio Patek Philippe, avaliado em US$ 75 mil (R$ 375 mil). As informações são do colunista Igor Gadelha do portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias...

MP junto ao TCU pede devolução de presentes recebidos por Bolsonaro

O Ministério Público Junto ao Tribunal de Contas da União (MPTCU) solicitou nesta segunda-feira (4) que todos os presentes oficiais recebidos pelo ex-presidente Jair Bolsonaro sejam devolvidos.

Na solicitação ao Tribunal de Contas da União (TCU), o procurador Lucas Rocha Furtado também pediu o levantamento de todos os itens recebidos por Bolsonaro durante as visitas de autoridades estrangeiras ao Brasil e em viagens internacionais nos quatro anos de mandato...

Bolsonaro, Michelle, Wajngarten e Marcelo Câmara anunciam que ficarão em silêncio em depoimentos sobre joias, dizem defesas

As defesas do ex-presidente Jair Bolsonaro, da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, do advogado Fábio Wajngarten e do militar Marcelo Câmara informaram, em notas divulgadas nesta quinta-feira (31), que os quatro ficarão em silêncio em depoimentos sobre os presentes oficiais.

Os quatro fazem parte da lista de oito citados no inquérito das joias que seriam ouvidos, de forma simultânea, pela Polícia Federal nesta quinta em Brasília e São Paulo.

Os depoimentos estavam marcados para as 11h. E, segundo apurou a GloboNews, terminaram em menos de uma hora – depois que os depoentes informaram que não responderiam às perguntas...

Prisão de Bolsonaro em caso das joias divide brasileiros, diz pesquisa

Nova pesquisa Genial/Quaest divulgada na sexta-feira (18/8) mostra que a opinião dos brasileiros está dividida sobre a prisão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no caso que investiga a venda de joias por seus auxiliares.

Enquanto 41% dos entrevistados concorda que o ex-mandatário deveria ser preso por envolvimento no caso, 43% discorda. O cenário é de empate técnico. 16% dos entrevistados optaram por não emitir opinião...

'Ele tem autonomia', diz Bolsonaro ao ser questionado sobre venda de joias por Mauro Cid

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou nesta sexta-feira (18) ao jornal 'O Estado de S.Paulo' que seu então ajudante de ordens, tenente-coronel Mauro Cid, "tem autonomia" ao ser questionado sobre joias recebidas pela Presidência da República e supostamente vendidas ilegamente por Cid.

"Olha, ele tem, como está na matéria da 'Folha', tem autonomia. Eu não ia mandar ninguém vender nada", afirmou Bolsonaro ao jornal...

Revista Veja afirma que Cid vai apontar Bolsonaro como mandante no caso das joias

A revista Veja publicou na noite desta quinta-feira (17) que o tenente-coronel Mauro Cid decidiu confessar participação em um suposto esquema de venda ilegal de joias recebidas pelo governo brasileiro e vai apontar Jair Bolsonaro (PL) como mandante do caso. A informação foi confirmada pelo advogado de Cid à revista.

Conforme publicado pela revista, o tenente-coronel deve dizer que providenciou a transferência do dinheiro conseguido com a venda das joias para o Brasil, entregando o montante em espécie para o ex-presidente...

Imagens mostram Cid com mochila em aeroporto após “operação resgate” de joias sauditas

Imagens do circuito de segurança do Aeroporto Internacional de Brasília mostram o tenente-coronel Mauro Cid desembarcando no Brasil com uma mochila um dia após realizar a “operação resgate” apontada pela Polícia Federal (PF) para reaver o ‘kit ouro branco’ de joias sauditas que, segundo a PF, havia sido vendido nos Estados Unidos.

As imagens são de 28 de março deste ano, às 7h14, da área de desembarque internacional. A PF aponta que as joias recuperadas estavam nessa mochila, com exceção do Rolex, recuperado em outro dia...

Bolsonaro se cala sobre suposto esquema de desvio de joias

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não comentou diante de operação da Polícia Federal deflagrada na última sexta-feira, para apurar suposto esquema de desvio de joias. Na entrevista de 1h20min ao canal bolsonarista Te Atualizei, que foi ao ar neste domingo (13), o ex-mandatário falou do legado do governo e atacou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas não fez nenhum comentário sobre a investigação.

A operação desta sexta-feira apurou um suposto esquema de compra e venda irregular de joias recebidas por Bolsonaro de representantes internacionais enquanto estava na Presidência. Os investigadores executaram mandados de buscas e apreensões em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo em endereços ligados ao advogado Frederick Wassef, que já atuou na defesa da família, ao pai do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Lourena Cid, e do tenente do Exército Osmar Crivelatti, que atua na equipe do ex-presidente...

Polícia Federal pede quebra de sigilo fiscal e bancário de Michelle Bolsonaro

A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal a quebra do sigilo bancário e fiscal da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro como parte das investigações que apuram os indícios de venda ilegal de presentes de alto valor entregues ao governo brasileiro na gestão de Jair Bolsonaro.

Neste sábado (12) investigadores começaram a avaliar o material apreendido em operação que resultou em busca e apreensão de outros suspeitos, incluindo o pai do ajudante de ordens de Bolsonaro, Coronel Mauro Cesar Lourena Cid; o advogado Frederick Wassef, que já defendeu a família Bolsonaro, e o segundo tenente Osmar Crivelatti, que foi ajudante de ordens de Bolsonaro, e hoje é assessor pessoal na cota a que ele tem direito como ex-presidente...

Pesquisa Quaest aponta que 81% concordam que PF acertou em investigar caso das joias sauditas

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Quaest, com 2.015 entrevistas presenciais, entre os dias 13 e 16 de abril e divulgada neste domingo (30), aponta que 81% dos entrevistados concordam com a abertura de investigação, pela Polícia Federal no caso das joias sauditas envolvendo o ex-presidente Jair Bolsonaro.

Entre os eleitores do próprio Bolsonaro a margem de aceitação da investigação seguiu alta, com 72%...

Bolsonaro diz em depoimento que ficou sabendo das joias sauditas um ano depois, mas não se lembra de quem o avisou, afirma defesa

O ex-presidente Jair Bolsonaro afirmou em depoimento à Polícia Federal que ficou sabendo da existência das joias sauditas milionárias em dezembro de 2022, mais de um ano após elas terem chegado ao país. Bolsonaro disse ainda, segundo sua defesa, que não se lembra de quem o avisou da apreensão das joias pela Receita Federal.

O depoimento de Bolsonaro, na sede da PF em Brasília, durou cerca 3 horas. Ele foi chamado para falar sobre os três conjuntos de joias dados de presente pelo governo da Arábia Saudita a ele e à ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro...

Bolsonaro chega à Polícia Federal para depor sobre joias sauditas

O ex-presidente Jair Bolsonaro já está na sede da Polícia Federal (PF), em Brasília, onde vai prestar depoimento na investigação aberta sobre os kits de joias recebidos do governo da Arábia Saudita durante visita de autoridades brasileiras ao país.

Para o depoimento de Bolsonaro, a área em frente à PF foi isolada e um forte esquema de segurança está sendo feito homens da corporação e da Polícia Militar...

Bolsonaro deve prestar depoimento na Polícia Federal sobre joias sauditas nesta quarta (5)

O ex-presidente Jair Bolsonaro é aguardado, hoje, na sede da Polícia Federal, em Brasília, para prestar esclarecimentos sobre o escândalo das joias sauditas trazidas ilegalmente ao Brasil.

A oitiva está marcada para as 14h. No mesmo local, também nesta quarta-feira, devem ocorrer outros nove depoimentos. A intenção dos investigadores é avaliar eventuais contradições entre os envolvidos no caso...

Oitiva sobre joias que seriam presente para Bolsonaro será na sede da Polícia Federal

A Polícia Federal intimou o ex-presidente Jair Bolsonaro a prestar esclarecimentos sobre o escândalo das joias da Arábia Saudita, trazidas ilegalmente para o Brasil. O depoimento está marcado para a próxima quarta-feira, às 14h30, na sede da corporação.

O tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens, e o assessor Marcelo Câmara, que faz a segurança do ex-chefe do Planalto, também serão ouvidos no mesmo dia. O escândalo das joias foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a reportagem, o governo Bolsonaro tentou entrar no país com uma caixa de peças em diamantes sem pagar imposto. Os itens foram retidos pela Receita Federal. A comitiva conseguiu, porém, entrar com outro conjunto, de joias masculinas. As peças foram devolvidas pelo ex-presidente por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) (leia Memória)...

PF intima Bolsonaro e Mauro Cid a depor em inquérito das joias

A Polícia Federal intimou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e seu antigo ajudante de ordens, o tenente-coronel Mauro Cid, a depor sobre o caso das joias recebidas pelo presidente. Também foi convocado Marcelo Camara, que faz a segurança de Bolsonaro. O depoimento foi marcado para 5 de abril, às 14h30.

O delegado que toca o caso afirmou no inquérito que "não serão juntados nos autos os termos (dos depoimentos) até a efetiva realização de todas as oitivas dos envolvidos"...

MP do TCU recorre e pede devolução imediata de joias

O Ministério Público de Contas, por meio do procurador Lucas Rocha Furtado, apresentou à presidência do Tribunal de Contas da União um recurso contra a decisão do ministro Augusto Nardes e pede que o ex-presidente Jair Bolsonaro devolva imediatamente as joias presenteadas pela Arábia Saudita.

O procurador também pede a devolução de um fuzil que, segundo o jornal Metrópoles, Bolsonaro entrou no país depois de visitar a Arábia Saudita...