RedeGN - Tragédia em Copacabana: das nove vítimas ainda internadas, há três crianças da mesma família

Tragédia em Copacabana: das nove vítimas ainda internadas, há três crianças da mesma família

Das 17 pessoas feridas no acidente ocorrido nesta quinta-feira 18, quando um carro invadiu o calçadão da orla de Copacabana, na Zona Sul do Rio, nove permanecem internadas. Entre elas estão um pai e seus três filhos, de 2, 7 e 10 anos. O estado mais grave é de um australiano, de 68 anos. No atropelamento, uma bebê morreu. Maria Louise de Azevedo Araújo tinha apenas 8 meses.

O australiano teve traumatismo craniano, fratura de ombro e respira por aparelhos. Seu quadro é considerado gravíssimo, de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria municipal de Saúde na manhã desta sexta-feira.

Antonio Almeida de Anaquim, de 41 anos, motorista que invadiu o calçadão de Copacabana, omitiu ao Detran-RJ ter qualquer doença neurológica, incluindo epilepsia, durante o último exame de validação médica. A informação foi divulgada pelo departamento, em nota, nesta sexta-feira.

De acordo com o Detran, Antonio teve o processo de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) aberto em maio de 2014. Ele, porém, não cumpriu a exigência de devolver o documento para realizar um curso de reciclagem. 

O Detran informou, ainda, que já instaurou o processo de cassação da CNH de Antonio. A nota frisa que o departamento "cumpriu com todo o trâmite do Código Brasileiro de Trânsito". E diz, ainda, que "o Detran-RJ, assim como toda a sociedade carioca, se solidariza com as vítimas deste acidente".

O Globo