RedeGN - POLICIAIS CIVIS BAIANOS AMEAÇAM GREVE

POLICIAIS CIVIS BAIANOS AMEAÇAM GREVE

Policiais civis baianos decidiram, por unanimidade, entrar em greve por tempo indeterminado, caso a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 446/300, que prevê a criação de piso salarial para policiais civis, militares e bombeiros em R$ 3,5 mil (nível médio) e R$ 7 mil (nível superior), não seja votada no Congresso Nacional até a próxima terça-feira (18). “Se o piso nacional não for votado, a partir da zero hora do dia 19, entraremos em greve por tempo indeterminado”, afirmou Carlos Lima, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc), em assembleia sexta-feira (14). “Se os parlamentares não acelerarem a votação que cria os cargos da nova cadeia pública, também entraremos em greve, independente da paralisação nacional. Continuamos tomando conta de preso, e isso não vai durar muito tempo”, ameaçou Lima. Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, César Nunes, as negociações com a categoria estão em andamento. “Espero que nossos policiais entendam que esse não é o melhor momento para uma greve”, afirmou.

Sindpoc