RedeGN - Deputado Marcelino Galo visita Juazeiro e bases políticas no Norte da Bahia

Deputado Marcelino Galo visita Juazeiro e bases políticas no Norte da Bahia

O deputado estadual Marcelino Galo (PT) chegou a Juazeiro nesta quarta-feira (29) e vai percorrer as suas bases políticas até sexta-feira (31), momento em que se reunirá com comunidades rurais e pescadores para discutir ações e políticas públicas voltadas para os diversos municípios da região norte do  Estado. Na parte da tarde, Marcelino Galo concedeu entrevista ao programa Geraldo José (Transamérica FM) oportunidade em que falou sobre a sua participação esta semana no fórum social temático, em Porto Alegre, quando defendeu a implementação imediata do novo código florestal para que as reservas de mata atlântica e as unidades de conservação sejam protegidas com a aplicação da legislação.

Galo ainda discorreu sobre a aprovação em dezembro da política estadual de resíduos sólidos, que prever, dentre outras coisas, a substituição dos lixões por aterros sanitários até agosto de 2014, fortalecendo a reciclagem e atuação dos catadores de materiais reaproveitáveis na Bahia e que proíbe o lançamento de resíduos ou rejeitos em praias e rios no estado. Marcelino Galo foi o relator da matéria.

O parlamentar ainda comentou sobre o projeto de lei de sua autoria apresentado na Assembleia que propõe o combate à obsolescência programada de produtos industrializados, ou seja, um selo de durabilidade nos produtos como geladeiras, computadores, celulares, etc, informando ao consumidor o prazo médio de vida desses produtos. "O consumidor compra uma geladeira que diz ter 10 anos de vida útil, mas, 5 anos após a aquisição a mesma apresenta defeito, o fabricante terá que ou ressarcir o consumidor ou dá uma nova geladeira", exemplificou Galo.

 Galo concluiu esclarecendo o conteúdo do projeto de lei Nº 20.712/2014, também de sua autoria que torna obrigatória a indicação expressa do uso de agrotóxicos em alimentos nos rótulos que armazenar os produtos comercializados na Bahia. "Assim, antes de efetuar a compra de produtos alimentares, o consumidor vai saber através desse selo, se foi usado agrotóxico naquele produto. No Brasil, por exemplo, segundo a OMS e o SUS, 500 mil pessoas são contaminadas por ano com essas substâncias", declarou o deputado petista que recebeu o apoio de vários ouvintes por telefone e pelo WhatsApp. No final da tarde, Marcelino Galo ainda esteve visitando o Mercado Joca de Souza Oliveira atendendo convite do presidente da Associação de Permissionários, Alex Santos.