RedeGN - APLB Sindicato em Juazeiro repudia atitude de prefeito e presidente da Câmara de Vereadores contra a direção da APLB no município de Casa Nova

APLB Sindicato em Juazeiro repudia atitude de prefeito e presidente da Câmara de Vereadores contra a direção da APLB no município de Casa Nova

A APLB Sindicato em Juazeiro vem a público repudiar de maneira firme e contundente, a atitude do prefeito de Casa Nova Wilker Torres e do presidente da Câmara de Vereadores Vinícius Patrik Teles contra a diretora da APLB Sindicato de Casa Nova Maria do Carmo da Rocha Braga.

A agressão verbal tinha como objetivo único diminuir e fazer pouco caso do trabalho desenvolvido pela direção da entidade junto aos trabalhadores em educação do município. 

O fato, denunciado por Maria do Carmo na imprensa local, foi registrado durante a inauguração da Escola Cicero Veríssimo na localidade de Serrote quando Patrick Teles teria feito uso dos microfones classificando a APLB Sindicato de Casa Nova de "sindicatozinho". De acordo com a nota enviada por Maria do Carmo, a atitude do vereador já é recorrente e tem deixado a direção do sindicato atenta diante das provocações. 

Para o diretor da APLB Sindicato em Juazeiro, Gilmar Nery, é inadmissível que tanto prefeito quanto presidente da Câmara façam uso de atitudes que destoam dos cargos públicos ocupados para atingir o trabalho de uma entidade séria com mais de 70 anos de existência no município de Casa Nova. Durante todo esse tempo a APLB - que na Bahia reúne 90 mil filiados, desenvolve trabalho na luta pelos direitos dos trabalhadores em educação de forma série e ilibada e deve ser tratada com educação e respeito. 

 "Nós que fazemos parte da APLB Sindicato em Juazeiro, delegacia do Baixo-Médio São Francisco, em nome de toda sua diretoria, queremos no solidarizar com a professora diretora da APLB de Casa Nova, Maria do Carmo da Rocha (Gatinha) pelos ataques sofridos e direcionados a ela e nossa entidade em Casa Nova pelo presidente da Câmara e o prefeito quando chama a APLB de 'sindicatozinho' e desfere vários ataques à nossa diretora sindical. Repudiamos essa atitude, a falta de respeito com a entidade sindical por todos os anos que tem de luta e nos congratulamos com a força dessa mulher, negra, guerreira que trabalha diuturnamente em prol dos trabalhadores em educação do município de Casa Nova", afirma Gilmar Nery.

Ascom-APLB