RedeGN - Maior navegadora do mundo arremata terminal do Estaleiro Atlântico Sul em Suape, que poderá voltar a exportar frutas do Vale

Maior navegadora do mundo arremata terminal do Estaleiro Atlântico Sul em Suape, que poderá voltar a exportar frutas do Vale

A empresa APM Terminals, pertencente ao grupo Maersk, apresentou nesta terça-feira à tarde uma nova proposta para a aquisição de uma área interna no Cais Sul do Estaleiro Atlântico Sul, no valor de R$ 455.000.000 (quatrocentos e cinquenta e cinco milhões de reais)

Com essa proposta de R$ 5 milhões acima da proposta apresentada pelos filipinos do Tecon Suape e a empresa Cone Suape, a Maersk, uma das maiores empresas de navegação do mundo, arremata terminal do Estaleiro Atlântico Sul em Suape.

Como o processo de leilão ocorre em meio à uma recuperação judicial, do EAS, a operação ainda precisa ser validada pela Justiça de Ipojuca, que organiza a venda de áreas para pagamento de dívidas dos acionistas.

APM Terminals promete investimentos em Pernambuco

"A APM Terminals apresentou uma oferta maior para a aquisição de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI-B Cais Sul) do Estaleiro Atlântico Sul (EAS), no Porto de Suape, Pernambuco, no âmbito do processo de recuperação judicial, com o intuito de desenvolver e operar um terminal de contêineres e cargas gerais", informou, em nota oficial enviada ao blog de Jamildo.

"Concluídos as etapas do leilão judicial e acertos finais entre o EAS e a APM Terminals, a empresa espera ser oficialmente declarada a vencedora do leilão".

"O fechamento da transação ainda está sujeito à obtenção das aprovações regulatórias relevantes e certas licenças e autorizações necessárias para instalar e operar o novo terminal.", acrescentou o grupo

"Com o projeto, a APM Terminals espera investir até R$ 2.6 bilhões de reais no novo terminal, que terá inicialmente uma capacidade de até 400,000 TEUs, aumentando a capacidade do complexo portuário em 55%".

"Uma vez que todos as licenças forem emitidas, a empresa espera finalizar a construção em 24 meses e iniciar operações no final de 2025, quando a dragagem do canal de acesso e bacia de evolução feitas pelo Porto de Suape devem estar concluídas.”, declarou a empresa de logística.

Suape comemora chegada da Maersk

Antes mesmo de a Justiça bater o martelo, a direção de Suape comemorou a chegada de um novo player ao porto.

"É uma mudança de chave importante para Pernambuco. A venda vai possibilitar a chegada de um HUB importante. Um dos maiores armadores do mundo vai colocar Suape em outro patamar. Vamos ter mais concorrência e competição", afirma Roberto Gusmão, presidente do complexo industrial e portuário.

"Vamos ter novas rotas de longo curso. Novas rotas semanais para Ásia e Europa. O grupo da Maersk foi o único que estabeleceu um protocolo de intenções, prevendo a modernização, navios de grande porte, sustentabilidade", explicou o gestor, em visita a um porto em Portugal.

Roberto Gusmão acrescentou que as frutas do Vale do São Francisco e outras cargas podem ser beneficiadas pelas rotas semanais. "No começo do Tecon Suape, o porto contava com essas rotas. Hoje, não temos mais, essas dificuldades podem desaparecer agora com novas rotas, novas mercadorias que podemos ter"

JC Online / foto: divulgação