RedeGN - UPAE/IMIP de Petrolina implanta 4 novos programas: Bexiga Neurogênica; Pé Diabético; Ostomia e Ambulatório Pós-Covid 

UPAE/IMIP de Petrolina implanta 4 novos programas: Bexiga Neurogênica; Pé Diabético; Ostomia e Ambulatório Pós-Covid 

A coordenadora geral da Unidade de Pronto Atendimento de Atenção Especializada de Petrolina (UPAE), Grazziela Franklin, se reuniu, na quinta-feira (16), com a coordenadora médica, Bruna Spíndola, a coordenadora de enfermagem do IMIP, Maria Helena Brito, e representantes da equipe multiprofissional do serviço para discutir os últimos detalhes da implantação de 4 novos programas: Bexiga Neurogênica; Pé Diabético; Ostomia e Ambulatório Pós-Covid.  

O ambulatório de Pós-Covid já teve início e os demais programas estão previstos para começar na próxima semana. O atendimento Pós-Covid especificamente foi pensado para a UPAE, entre outros motivos, por considerar que a Unidade atuou por quase dois anos como Hospital de Campanha.  

"Esses pacientes eventualmente podem precisar de um acompanhamento com profissionais diversos, como pneumologista, fisioterapeuta, nutricionista, enfermeiro e nós estamos disponibilizando, visando o restabelecimento completo e o tratamento de sequelas", ressalta Grazziela.  

O ambulatório de Bexiga Neurogênica e Ostomia, que eram feitos até então apenas no Recife, agora serão realizados em Petrolina. Antes os pacientes tinham que viajar para fazer o acompanhamento e pegar material. Com essa iniciativa, a Secretaria de Saúde de Pernambuco descentraliza os atendimentos e passa a ofertar o acompanhamento com os especialistas necessários no ambulatório da UPAE.  

"Este grupo terá, aqui mesmo em Petrolina, todo o suporte com uma equipe multiprofissional, sem precisar se deslocar até a capital. O material, como bolsa de colostomia e sonda vesical, também será entregue aqui. Ou seja, é toda uma proposta terapêutica pensada para o paciente dentro da nossa Unidade", acrescenta a gestora.  

Já o ambulatório de Pé Diabético foi criado por conta da grande demanda local. "Temos muitos pacientes diabéticos na nossa regional. Em geral, eles são acompanhados no próprio posto de saúde, mas, às vezes, necessitam de um acompanhamento de maior complexidade, com um especialista vascular, fisioterapeuta e/ou nutricionista. Então, vamos ofertar tudo em um só lugar, beneficiando a população", garante. 

Além da reunião geral que aconteceu hoje, outros momentos antecederam a abertura dos programas, como a visita feita a Recife pela coordenadora interina de enfermagem, Paloma Almeida, e a enfermeira assistencial que estará à frente dos programas, Amanda de Souza Andrade. 

"Fizemos visitas em duas unidades, inclusive em um dos hospitais de referência que é o Barão de Lucena, para conhecer os fluxos e rotinas destes programas e estamos nos preparando para acolher esses pacientes da melhor forma na UPAE. Estamos otimistas e felizes de poder trazer para Petrolina mais esses serviços", finaliza Paloma.  

O agendamento para os programas será feito exclusivamente pela VIII Regional de Saúde (Geres), mediante disponibilização das vagas ofertadas pela UPAE e redistribuição entre os sete municípios que atende. 

Anna Monteiro Assessoria de Comunicação Petrolina