RedeGN - Leitor denuncia suposta irregularidade envolvendo curso pré-vestibular no Programa Aprova Juazeiro

Leitor denuncia suposta irregularidade envolvendo curso pré-vestibular no Programa Aprova Juazeiro

Um leitor entrou em contato com a Redação RedeGN para fazer uma denúncia que envolve o Programa Aprova Juazeiro, iniciativa da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), que visa oportunizar aos estudantes da rede pública da cidade, o acesso a bolsas de estudo integrais em cursos pré-vestibulares, a fim de viabilizar o ingresso em universidades. 

O programa ofertou 120 vagas distribuídas entre estudantes da rede pública da cidade, matriculados na 3ª série do Ensino Médio, ou que concluíram em escolas públicas do município. O denunciante, cuja identidade será preservada, destacou que o edital do projeto estabelecia que "para concorrer e ganhar a licitação, os cursos pré vestibulares teriam que ter prédio físico na cidade de Juazeiro", mas destacou que um deles, o Top de Linha "burlou as regras do edital para conseguir a licitação".

"O mesmo não possui prédio físico na cidade de Juazeiro, contando com a conivência da prefeitura e da secretaria de educação, que além de ter carimbado um endereço que não funciona mais o curso, ainda liberou o  prédio estadual da Escola Modelo para entrega do material e da aula inaugural do cursinho", destacou o denunciante, que enviou prints de trechos do edital.

A Rede GN obteve retorno da Secretaria de Administração de Juazeiro, mas não conseguiu contato com os responsáveis pelo Top de Linha. Eis a nota da Seduc:

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Administração (SEAD), esclarece que durante o processo de credenciamento são analisadas todas as documentações das empresas com o objetivo de habilitá-las. Se alguma empresa credenciada deixar de atender as regras previstas no processo, a mesma será notificada e, se comprovada a irregularidade, será descredenciada respeitando o devido processo legal. Em tempo, a SEAD também informa que vai analisar toda e qualquer demanda referente ao credenciamento.

Da Redação RedeGN