RedeGN - TSE reage e pede investigação de Bolsonaro por Fake News contra as urnas eletrônicas

TSE reage e pede investigação de Bolsonaro por Fake News contra as urnas eletrônicas

Após falas do Presidente Jair Bolsonaro, com ataques à segurança das urnas eletrônicas, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Barroso, colocou em votação nesta segunda-feira (2), durante sessão que abriu os trabalhos do semestre, um pedido de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro, que foi aprovado por unanimidade.

O inquérito tem no seu escopo o pedido para apuração de condutas vedadas, propaganda extemporânea, abuso de poder político e econômico na realização dos ataques feitos pelo presidente, além de crime corrupção e fraude.

Um dos possíveis desdobramentos, se a investigação prosseguir de fato, seria a responsabilização de Bolsonaro, gerando uma possível inelegibilidade, que teria que passar pelo crivo do Ministério Público e 2/3 da Câmara.

Nesta segunda-feira (2) o plenário do TSE, também por unanimidade, acatou um pedido de envio ao STFpara que o presidente Bolsonaro seja também investigado no inquérito das fake News.

No caso do inquérito das fake news o risco para o presidente Bolsonaro é o de altas multas e contestação de um registro de candidatura, mais à frente.

Da redação redeGN/Foto divulgação TSE