RedeGN - Cachorro da raça pitbull ataca uma mulher na orla de Petrolina. Ataque leva debate às redes sociais

Cachorro da raça pitbull ataca uma mulher na orla de Petrolina. Ataque leva debate às redes sociais

Um cachorro da raça pitbull atacou uma mulher na orla de Petrolina, na noite de ontem (16). A reportagem da redeGN teve acesso as imagens feitas na orla e mostra o cachorro solto.

A vítima foi identificada, trata-se de Katia Rodrigues.

Segundo informações o Pitbul atacou primeiro a cadela da vítima. Várias pessoas estavam no local na hora do ataque. Kátia na tentativa de proteger o aninal foi mordida no rosto e no couro cabeludo. Kátia está internada em um hospital particular da cidade, onde teve enxerto de pele e foi submetida a uma cirurgia de emergência. Seu estado de saúde é considerado estável.

Um boletim de ocorrência policial foi aberto. A investigação deve apurar quem são os donos do cachorro.

O assunto ganhou as redes sociais. Várias pessoas alertaram as autoridades para o "perigo de cachorros da raça pitbull andarem soltos na orla de Petrolina e Juazeiro". A maioria dos internautas acusou que é "comum se deparar com cães da raça Pitbull em locais públicos acompanhados por seus donos e sem coleiras/focinheiras, o que favorece um ataque do animal a adultos e crianças transitando no local".

"É um perigo principalmente para crianças pequenas. A presença de cães intimida. O pitbul na sua essência parece estar sempre pronto para atacar", disse Maria Candida.

"Faço caminhada na orla e toda vez que vejo um cachorro pitbull solto me sinto ameaçada. Eles não deveriam andar soltos e sem uma proteção tipo focinheira que é obrigatório por lei em alguns estados do Brasil. Raças consideradas ferozes como Pit Bull, Rotweiller, Dobermann, devem usar focinheira na rua. A medida é uma forma de prevenir acidentes .Existe lei em Petrolina e Juazeiro obrigando os donos de animais a andarem com focinheira", questionou uma internauta.

Redação redeGN Foto Reprodução