RedeGN - Professora é detida por chamar eleitor de Bolsonaro de 'preto e pobre'

Professora é detida por chamar eleitor de Bolsonaro de 'preto e pobre'

Uma professora foi detida e denunciada por injúria racial após chamar um homem de "pobre e preto" que não sabe votar durante um bate-boca sobre política em um restaurante de Sobral (CE), na madrugada de domingo (21). De acordo com o 'Diário do Nordeste', com informações da polícia, Gilmara Craveiro de Vasconcelos e Policarpo Rodrigues estavam em mesas próximas, em um restaurante no Centro da cidade, quando começou a discussão sobre política. A polícia foi chamada e os dois envolvidos na confusão foram encaminhados para a delegacia, onde foi registrado um boletim de ocorrência. O homem foi liberado e a mulher foi autuada por injúria racial e detida. Horas depois, ela pagou fiança e liberada.

Fonte: NMB