RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 74 registros para a palavra: sergio moro

Em entrevista, Moro admite possibilidade de se candidatar ao Senado

O ex-juiz Sergio Moro (União) declarou, nesta sexta-feira (20), em entrevista à “Webrádio Insuperável”, que existe a possibilidade de sua candidatura ao Senado Federal pelo estado de São Paulo. “Espero que aconteça antes. Há essa possibilidade. A eleição nem começou, na verdade. Estamos no período de pré-campanha. Ainda vamos para a campanha. Mas minha colaboração vai ser diferente”, afirmou Moro.

“Então, estou hoje em São Paulo e estou construindo aqui um espaço. Isso tem que ser construído, evidentemente, dentro do partido. Mas é possível, provável, que eu seja candidato ao Senado por São Paulo, mas isso ainda está em construção”, continuou, admitindo que também poderia concorrer “a uma outra posição.”..

Sergio Moro assina ficha de filiação ao União Brasil e desiste de disputar presidência da república

O vice-presidente do União Brasil em São Paulo, Junior Bozzella, afirmou nesta quinta-feira (31) que a filiação do ex-ministro da Justiça Sergio Moro ao partido “está encaminhada”. Ele já assinou a ficha de filiação, junto com Rosângela Moro, sua esposa. Agora a pouco, o ex-juiz divulgou um comunicado em suas redes sociais.

"O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única. A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor", escreveu Moro...

“Nosso objetivo é privatizar todas as estatais. A Petrobras é uma delas”, diz Moro para empresários no Rio

Em agenda nesta terça-feira (29) no Rio de Janeiro, o pré-candidato do Podemos à presidência, Sérgio Moro, discursou para empresários e diretores da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

Moro afirmou que a privatização é a solução para problemas sérios do Brasil e que a Petrobras será privatizada, caso seja eleito...

Pesquisa Ipespe mantém Lula na frente com 44%; Bolsonaro, 26%; Moro, 9% e Ciro, 7%

Pesquisa Ipespe divulgada nesta sexta-feira (25) mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 44% das intenções de voto na corrida presidencial, seguido por Jair Bolsonaro (PL) que aperece em segundo com 26%. Na sequência surgem o ex-ministro Sergio Moro (Podemos), com 9%; e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 7%. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) aparece com 2%. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o deputado federal André Janones (Avante), a senadora Simone Tebet (PMDB) e Felipe d’Avila (Novo) aparecem empatados com 1%. Brancos, nulos ou que não votariam em nenhum dos candidatos somam 7%. Indecisos representam 2% dos entrevistados.

Foram ouvidas 1.000 pessoas por telefone entre segunda (21) e quarta-feira (23). A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-04222/2022. A margem de erro máximo estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5%. Os percentuais que não totalizam 100% são decorrentes de arredondamento ou de múltiplas alternativas de resposta...

MP pede ao TCU a indisponibilidade de bens de Sergio Moro

O subprocurador-geral Lucas Furtado pediu ao Tribunal de Contas da União (TCU) que declare a indisponibilidade de bens do ex-ministro da Justiça Sergio Moro como medida cautelar por suposta sonegação de impostos sobre os pagamentos que Moro recebeu da consultoria Alvarez & Marsal, responsável pela administração judicial de empresas condenadas pela Lava Jato.

Com isso, o subprocurador mudou o próprio entendimento e voltou a defender que o TCU investigue os ganhos de Moro, de R$ 3,6 milhões, pagos pela consultoria...

Moro revela ter recebido R$ 3,6 milhões por 12 meses de contrato com escritório Alvarez & Marsal

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz da Operação Lava Jato Sergio Moro revelou nesta sexta-feira (28), durante transmissão em uma rede social, que recebeu por mês US$ 45 mil durante 12 meses de contrato com o escritório americano de consultoria Alvarez & Marsal — o escritório é responsável pela administração judicial de empreiteiras investigadas pela Lava Jato.

Além do rendimento mensal, Moro afirmou ter recebido no período da consultaria um "bônus de assinatura" de US$ 150 mil, dos quais diz ter devolvido R$ 67 mil. No total, considerados os valores informados pelo ex-juiz, os rendimentos de Moro na consultoria somaram R$ 3,65 milhões...

Pré-candidato à presidência, Sergio Moro visita Recife neste sábado (05)

Uma das quatro capitais brasileiras escolhidas, sendo a primeira do Nordeste, Recife receberá no próximo dia 5 a visita do ex-ministro da Justiça Sergio Moro para o lançamento de seu livro Contra o Sistema da Corrupção, evento que acontecerá no Teatro RioMar, às 18h.

Tendo dito, em 2016, que não se via “ainda como um político verdadeiro”, hoje Moro aparece como aposta do Podemos para a corrida pela Presidência da República em 2022, pontuando em 3º lugar nas pesquisas eleitorai. ..

Sergio Moro encontra ACM Neto e discute aliança para 2022

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos-PR) encontrou-se com o presidente do DEM, ACM Neto, pouco depois do evento de sua filiação, na semana passada, e discutiu o apoio do partido à sua empreitada eleitoral no ano que vem.

A reunião teve a participação da presidente do Podemos, Renata Abreu (SP)...

Lula tem 48% das intenções de voto, e Bolsonaro 21%, diz pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta (10)

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (10) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 48% das intenções de voto para as eleições presidenciais de 2022, contra 21% do presidente Jair Bolsonaro.(Sem partido).

Neste cenário, eles são seguidos pelo ex-ministro Sergio Moro –  que se filiou ao Podemos nesta quinta, com 8%; pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 6%; pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB), com 2%; e pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), com 1%. Felipe d’Avila (Novo) não pontuou. Os votos brancos e nulos somaram 10%, e 4% dos eleitores se declararam indecisos...

Pesquisa XP/Ipespe aponta cenários para eleição presidencial em 2022

A pesquisa XP/Ipespe, feita entre 25 e 28 de outubro, e divulgada nesta quarta-feira, 3, aponta que o ex-presidente Lula (PT) mantém a liderança em todos os cenários na disputa presidencial para as eleições de 2022. 

No cenário espontâneo, em que o nome dos candidatos não é citado, Lula (PT) tem 31% das intenções de voto, contra 24% do presidente Jair Bolsonaro; Ciro Gomes (PDT), 3%; Sérgio Moro, 2%; Luiz Henrique Mandetta e João Doria, tiveram 1% das intenções de voto e os demais pré-candidatos, a exemplo de Luiz Datena e Eduardo Leite, não chegaram a pontuar...

Alexandre de Moraes prorroga por mais 90 dias inquérito que apura se Bolsonaro interferiu na PF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou nesta terça-feira (20) por mais 90 dias o inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.

O inquérito foi aberto no ano passado pelo STF, que atendeu a um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), e tem como base acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro...

Moro e Huck tiveram encontro para discutir uma possível chapa para presidente em 2022

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro e o apresentador da TV Globo, Luciano Huck, se encontraram no último dia deste mês de outubro para avaliar a possiblidade de uma aliança entre os dois para as eleições de 2022.

De acordo com publicação da Folha de São Paulo, o convite partiu do ex-juiz e o encontro foi no apartamento de Moro, onde avaliaram pilares de um projeto político que seria encabeçado por um dos dois e tendo o outro como vice. Os pilares para uma possível chapa presidencial seria o liberalismo econômico, combate à corrupção e redução das desigualdades...

Bolsonaro ironiza aumento do nº de operações da PF após saída de Moro: "Passe de mágica"

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deixou uma indireta neste domingo (02), em seu Twitter, ao ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, seu antigo aliado que virou desafeto após a saída polêmica da pasta, em abril (sem partido).

Com a troca do Ministro da Justiça, como por um passe de mágica, várias e diversificadas operações foram executadas. A @PRFBrasil, por sua vez, quase triplicou a apreensão de drogas com o novo ministro”, escreveu...

Bolsonaro não vetou pontos do projeto anticrime para proteger Flávio, diz ex-ministro Sergio Moro

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro voltou a disparar contra Jair Bolsonaro (sem partido), nesta sexta-feira (29). Em entrevista à Revista Crusoé, Moro sugeriu que o fato do presidente não ter vetado dois pontos do projeto anticrime seriam uma forma de proteger seu filho, o senador federal Flávio Bolsonaro (Republicanos) das investigações das quais é alvo.

Para o ex-juiz, a discordância do presidente sobre a decretação de prisão preventiva e acordos de colaboração premiada não combinam com o discurso contra a corrupção que foi uma das plataformas de campanha de Bolsonaro...

Bolsonaro defendeu em reunião troca na Polícia Federal para evitar que familiares e aliados fossem "prejudicados"


Foto: Divulgação/ Marcos Corrêa/PR

 No vídeo da reunião do conselho de ministros do último dia 22 de abril, exibido nesta terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro defendeu trocas no comando da Polícia Federal do Rio para evitar que familiares e amigos seus fossem "prejudicados" por investigações em curso.

Segundo o relato de três fontes que assistiram ao vídeo, Bolsonaro disse que gostaria de substituir o superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro e que demitiria até mesmo o então ministro da Justiça Sergio Moro caso não pudesse fazer isso. Ao deixar o cargo, Moro acusou o presidente de interferir politicamente na PF...

Confira a íntegra do depoimento de Sergio Moro à Polícia Federal

Em depoimento prestado em 2 de maio à Polícia Federal em Curitiba, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro confirmou a pressão que sofreu do presidente Jair Bolsonaro para trocar o comando da superintendência do Rio de Janeiro.

Moro disse, ainda, que "não afirmou que o presidente teria cometido algum crime" e que "quem falou em crime foi a Procuradoria-Geral da República na requisição de abertura de inquérito". De acordo com o ex-ministro, o presidente teria dito: “Moro, você tem 27 Superintendências, eu quero apenas uma, a do Rio de Janeiro”...

Em petição, Sérgio Moro solicita que conteúdo do seu depoimento à PF, se torne público

O que disse e apresentou o ex-ministro e ex-juiz, Sérgio Moro, à Polícia federal, em depoimento colhido em Curitiba no sábado (2), está bem próximo de ser revelado, após pedido do próprio Moro para que o conteúdo do seu depoimento seja revelado.

Através de petição, os advogados de Moro explicitaram o desejo de que o depoimento se torne público: “Considerando que a imprensa, no exercício do seu legítimo e democrático papel de informar a sociedade, vem divulgando trechos isolados do depoimento prestado pelo requerente em data de 2 de maio de 2020, esta defesa, com intuito de evitar interpretações dissociadas de todo o contexto das declarações e garantindo o direito constitucional de informação integral dos fatos relevantes -- todos eles de interesse público -- objeto do presente inquérito, não se opõe à publicidade dos atos praticados nestes autos, inclusive no tocante ao teor integral do depoimento prestado pelo requerente”, escreveram...

Moro diz que apresentou provas e que muito mais poderá vir à tona

Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, considerou como “longo, mas tranquilo” o depoimento prestado na Policia Federal, em Curitiba, neste sábado (2). 

De cordo com o ex-ministro ele teria apresentado “bastante coisa”, que embasariam a comprovação das acusações que fez quando da sua saída do Ministério da Justiça e Segurança Pública...

Eduardo Bolsonaro: 'Moro não era ministro, era espião'

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) classificou o ex-ministro da Justiça Sergio Moro como um “espião” em mensagem publicada no Twitter neste domingo (3).

O filho do presidente Jair Bolsonaro ironizou o depoimento, que se estendeu por mais de oito horas, prestado por Moro na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba neste sábado (2)...

Ministro Celso de Mello autoriza inquérito para apurar declarações do ex-ministro Sérgio Moro

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a instauração de inquérito pedido pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para apuração de fatos noticiados pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro em pronunciamento ocorrido na última sexta-feira (24), quando anunciou sua saída do governo e fez acusações ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

Segundo Aras, os supostos atos apontados por Moro revelariam a prática, em tese, de ilícitos como falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva...