RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 280 registros para a palavra: MINISTERIO DA SAUDE

Juazeiro: Ministério da Saúde amplia vacinação para demais grupos da população

Com o fim da campanha nacional de vacinação na última sexta-feira, 22, nesta segunda-feira, 25, o Ministério da Saúde resolveu ofertar a vacinação para crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59 anos. A ressalva do órgão foi quanto à disponibilidade de vacinas pelos municípios. Para Juazeiro foram enviadas 50 mil doses e ainda estão disponíveis três mil.

Em nível nacional, 83% do público alvo foi vacinado e em Juazeiro pertencem ao grupo prioritário 43.458 pessoas. O público que menos foi imunizado foi o infantil, onde atendiam os requisitos para vacinação 16.782 crianças e deste quantitativo foram aplicadas 10.923 doses totalizando uma porcentagem de 65.09%. O público que atingiu a meta foi de professores - um total de 2.207 pessoas foram vacinadas. Seguindo os dados dos grupos prioritários, os idosos atingiram 83.28% do grupo, as gestantes 72.73%, as puérperas 93.23% e os profissionais da saúde 90.17%. Na soma total do público alvo, 77.43% das pessoas pertencentes ao grupo foram vacinadas...

Ministério da Saúde prorroga até 22 de junho vacina contra Influenza

A Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro informa que a campanha de vacinação contra influenza foi prorrogada novamente pelo Ministério da Saúde. Anteriormente a vacina seguiria até esta sexta-feira (15) e a nova data anunciada na noite desta quarta-feira (13) é até o dia 22 de Junho. De acordo com o Ministério da Saúde, a prorrogação foi por conta da baixa procura do grupo prioritário para se imunizar.

A meta do governo federal é vacinar 54,4 milhões de pessoas, mas 11,8 milhões de pessoas pertencentes ao grupo prioritário ainda não foram vacinadas. Em Juazeiro, a meta para vacinação do grupo prioritário é 43.458 pessoas sendo que 73,49% da população já foi vacinada com aplicação de 31.938 aplicadas até o momento...

Ministério da Saúde prorroga vacina contra influenza até dia 15 de junho

A Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro informa que a campanha de vacinação contra influenza foi prorrogada pelo Ministério da Saúde e segue agora até o dia 15 de junho. A prorrogação acontece devido à paralisação dos caminhoneiros no transporte público e nos atendimentos em serviços de saúde. Em Juazeiro, a população pertencente ao grupo prioritário pode se dirigir à Unidade Básica de Saúde do Bairro Angary das 7h às 13h para se imunizar. No momento, as demais unidades de saúde não estão recebendo as doses da vacinação por conta do desabastecimento na cidade.

A vacinação segue apenas para o grupo de prioridade considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que são: crianças de seis meses a menor de cinco anos, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, professores, povos indígenas, indivíduos com 60 anos de idade ou mais, pessoas portadoras de doenças crônicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Em Juazeiro 69,5% do grupo prioritário já foi vacinado...

Ministério da Saúde através de nota informa que a vacina Pentavalente está em desabastecimento no órgão federal

Através de nota emitida em fevereiro, a Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério de Saúde informou que se encontra em situação crítica de abastecimento da vacina Pentavalente.

Em Juazeiro, a Secretaria Municipal de Saúde informa que abasteceu os postos pela última vez com a vacina pentavalente na sexta-feira, dia 23 de fevereiro, e que já  não  dispõe mais na rede de frios municipal a vacina pentavalente. ..

Prefeito de Juazeiro participa de evento da UPB e Ministério da Saúde

O prefeito Paulo Bomfim, acompanhado da secretária da Saúde, Fabíola Ribeiro esteve na manhã desta terça-feira, 06, em Salvador  no encontro promovido pela União dos Municípios da Bahia  (UPB), em parceria com o Ministério da Saúde, quando reiterou as necessidades de mais apoio e investimento do Governo Federal para Juazeiro. O Ministro Ricardo Barros participou do evento.

Vários prefeitos do Estado levaram as suas demandas, e colocaram as dificuldades de gestão, diante da frequente redução de repasses da União aos municípios. “Hoje nós viemos reforçar os pedidos que temos feito periodicamente, como mais recursos para obras, por exemplo. A obra de um Posto de Saúde parada a população vai cobrar da Prefeitura. Temos um alto investimento na Maternidade, Hospital da criança e UPA. E o Governo Federal não pode se isentar de colaborar com Juazeiro e a Rede PEBA. Como eles vieram aqui ao nosso encontro, espero que as demandas sejam atendidas”, declarou Paulo Bomfim. ..

Ministério da Saúde destina R$ 320 milhões para ampliar e qualificar a saúde mental

O Ministério da Saúde vai reforçar em R$ 320 milhões a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), que é responsável pelos atendimentos em saúde mental, desde os transtornos mais graves, até os menos complexos no Sistema Único de Saúde (SUS). Ainda este ano, 489 serviços e leitos de saúde mental passam a receber custeio federal. Ao todo, serão habilitados 83 CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), 92 Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT), 140 leitos de saúde mental em hospitais gerais e 3 unidades de acolhimento. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira (21), em Brasília (DF). Serão liberados recursos para 27 obras de CAPS e unidades de acolhimento em 18 municípios. Também haverá incentivo para 56 novos CAPS, 57 leitos, 6 unidades de acolhimento e 25 SRT. Para esses serviços, serão repassados cerca de R$ 70 milhões por ano de custeio. São unidades que já funcionavam, mas ainda não recebiam contrapartida do Ministério da Saúde. Ainda para fortalecer as ações de cuidado de base comunitária, o Ministério da Saúde vai expandir a rede existente, financiando novas equipes de saúde mental multiprofissionais para atendimento ambulatorial, que vão atuar e dar suporte aos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Equipes de Saúde da Família. Serão 3 tipos de equipes, com 3 a 5 profissionais compostas por médicos, psicólogos e enfermeiros, além de outros profissionais de saúde mental. Para o próximo ano, serão financiadas 100 novas equipes para atendimento especializado, com um investimento de R$ 15 milhões ao ano. ..

Centro de Valorização da Vida e Ministério da Saúde garantem parceria para ampliar atendimento

O Ministério da Saúde, desde 2015, tem uma parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), que começou com um projeto-piloto e realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e voip 24 horas todos os dias.

O objetivo da parceria é ampliar gradualmente a gratuidade de ligações para o CVV, mesmo que por celular, por meio do número 188. Além do Rio Grande do Sul, a partir de 1º de outubro, pessoas de mais oito estados poderão ligar gratuitamente para o serviço: Acre, Amapá, Mato Grosso do Sul, Piauí, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Rondônia e Roraima...

Ministério da Saúde estuda retirar insulina do programa Farmácia Popular

O Ministério da Saúde estuda retirar a insulina do Aqui Tem Farmácia Popular, caso o preço pago pelo produto não seja reduzido. A medida faz parte de uma estratégia da pasta para restringir o orçamento do programa, criado durante o governo petista e que beneficia mensalmente uma média de 9,8 milhões de pessoas. 

Pela proposta, a que o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso, a distribuição do produto passará a ser feita somente nos postos de atenção básica caso não haja uma redução nos valores pagos pelo Ministério da Saúde às farmácias. Estimativas de mercado indicam que 30% do acesso à insulina no Brasil é feito por meio das farmácias credenciadas ao programa...

Ministério da Saúde declara fim do surto de febre amarela no país

O Ministério da Saúde anunciou hoje (6) o fim do surto de febre amarela no país. Desde junho, quando foi confirmado o último caso no Espírito Santo, o Brasil não tem registros da doença. Segundo a pasta, a prevalência da doença é nos meses de calor, entre dezembro e abril, e, com o fim dessa sazonalidade, a expectativa é que o número de casos diminua.

De acordo com o último boletim epidemiológico, desde o início do surto, em 1º de dezembro do ano passado, até 1º de agosto deste ano, foram confirmados 777 casos e 261 óbitos por febre amarela. Outros 2.270 casos foram descartados e 213 permanecem em investigação. Além disso, 304 casos foram considerados inconclusivos...

Ministério da Saúde destaca trabalho de pesquisa e tuberculose da Fundação José Silveira

Responsável pela gestão do Biorrepositório no Brasil, a Fundação José Silveira (FJS) recebeu ontem (14) a visita de representantes do Ministério da Saúde, que vieram conhecer as instalações e o funcionamento do projeto mundial que coleta e armazena informações sobre a cura entre os pacientes e a ocorrência de tuberculose ativa entre contatos.

O presidente e a superintendente da FJS, Dr. Geraldo Leite e Leila Brito, juntos com a equipe do Centro de Pesquisa da FJS que atua no Biorrepositório, recepcionaram e acompanharam os visitantes. O epidemiologista do setor de Informações Estratégicas do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, Kleydson Andrade, destacou a importância da FJS no projeto e a qualidade do Biorrepositório sediado na instituição. "Esse é um dos consórcios de pesquisas mais robustos do Brasil, em termos de qualidade de amostra"...

Secretaria de Saúde de Juazeiro diz que cumpre portaria do Ministério sobre jornada de trabalho

Em resposta a matéria (veja aqui) postada pelo Blog nesta sexta-feira (21), a Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau) esclarece que agiu no profundo rigor da Portaria nº 2.488 do Ministério da Saúde. De acordo com a lei, está previsto para as equipes da Atenção Básica que "a jornada de 40 (quarenta) horas deve observar a necessidade de dedicação mínima de 32 (trinta e duas) horas da carga horária para atividades na equipe de saúde da família podendo, con-forme decisão e prévia autorização do gestor, dedicar até 08 (oito) horas do total da carga horária para prestação de serviços na rede de urgência do município ou para atividades de especialização em saúde da família, residência multiprofissional e/ou de medicina de família e de comunidade, bem como atividades de educação permanente e apoio matricial".

Compreendendo que a gestão das equipes de saúde da família necessitam de permanente tempo para qualificação e organização da sua política, a Sesau entende que os avanços e benefícios corporativos dos servidores se traduzem em melhoria do serviços em uma produtividade. Entretanto, a convicção e obediência ao Estado Democrático de Direito será, em qualquer tempo e qualquer circunstância, obedecido pela gestão. ..

Hospital Materno Infantil de Juazeiro é avaliado pelo Ministério da Saúde

Avaliadores da Rede Cegonha, estratégia do Ministério da Saúde, estiveram em Juazeiro para realizar uma avaliação do Hospital Materno Infantil. O levantamento dos dados foi realizado entre os dias 13 e 15 de março. Representantes da Secretaria de Saúde de Juazeiro e do Núcleo Regional de Saúde Norte acompanharam a visita.

O roteiro de avaliação é composto por cinco elementos: observação, entrevista com usuário, com o trabalhador e contagem de leitos, entrevista com a gestão da unidade. A coleta de dados tem o objetivo de melhorar a assistência da saúde a mulher no Brasil. O resultado da avaliação deve sair em dois meses. ..

Zika vírus: Bahiafarma inicia envio de testes rápidos para Ministério da Saúde

A Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma) começou o envio dos 3,5 milhões de testes rápidos de diagnóstico do Zika Vírus, adquiridos pelo Ministério da Saúde junto ao laboratório público baiano. Os dispositivos, que serão distribuídos pelo órgão federal para todo o Brasil, estão sendo encaminhados à Central Nacional de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos. (Cenadi), no Rio de Janeiro. 

A expectativa é que o governo federal inicie o repasse dos testes para postos de saúde espalhados pelo País nas próximas semanas, com o objetivo de atender a população durante o verão, quando é aumentada a proliferação do mosquito Aedes aegypti e, consequentemente, o número de doenças transmitidas pelo inseto. 

zika
A fábrica da Bahiafarma, localizada  em Simões Filho, segue com a produção em ritmo acelerado.
(Fotos: Carol Garcia/GOVBA)..

Servidores de Juazeiro recebem capacitação do Ministério da Saúde

No último sábado (17), aconteceu o encerramento do curso de Protocolos da Atenção Básica, fornecido pelo Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa. O evento contou com as presenças do atual prefeito, Isaac Carvalho, e a vice-prefeita eleita, a médica Dulce Ribeiro.

O curso, que teve início em setembro e uma carga horária de 80h, contou com a participação de diversos servidores municipais da saúde e teve como facilitadores: o coordenador Adail de Almeida Rollo, e a professora Cristiana Carvalho, ambos do Instituto Sírio Libanês...

Ministério da Saúde divulga resultado de licitação de repelentes para grávidas

O Ministério da Saúde divulgou o resultado da licitação realizada para compra de repelentes que serão distribuídos para 484 mil gestantes do Bolsa Família. A empresa vencedora ofereceu um preço abaixo do previsto, R$ 82,2 milhões. O edital previa um gasto de R$ 208,8 milhões com os repelentes. O processo foi aderido por 23 empresas. A necessidade de distribuição de repelentes para grávida se deu após a epidemia de zika vírus, que pode ocasionar microcefalia nos bebês. O edital estimava R$ 0,06 por hora de repelência, a estimativa era a compra de três bilhões de horas, que seria a quantidade suficiente para proteger os nove meses da gravidez. A pasta está analisando a proposta e os documentos de habilitação para comprovação dos requisitos exigidos pelo Ministério. Os repelentes, que serão fornecidos em forma de gel, loção, aerossol ou spray, serão distribuídos em até 15 dias após a assinatura de contrato. Os produtos têm que oferecer no mínimo quatro horas de proteção, conforme registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). ..

2 de cada 5 cidades já têm casos de chikungunya, alerta Ministério da Saúde

Classificada pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, como o pior problema de saúde que o Brasil deverá enfrentar no próximo verão, a chikungunya já mostra seu poder de disseminação antes mesmo da chegada da estação. Dados do Ministério da Saúde mostram que a doença já está presente em dois de cada cinco municípios brasileiros e, só neste ano, já provocou 138 mortes. Se o verão de 2014/2015 foi marcado por uma epidemia recorde de dengue no País e o de 2015/2016 causou pânico pela descoberta da relação do vírus zika com a ocorrência de microcefalia, a estação de 2016/2017 deverá, segundo especialistas, registrar uma explosão de casos de chikungunya se a circulação do vírus seguir a mesma tendência observada neste ano.

O número de notificações da doença passou de 38,3 mil, em 2015, para 251 mil em 2016. No ano passado, 696 cidades brasileiras foram atingidas pela chikungunya. Em 2016, já são 2.281 municípios. Pelo menos sete Estados brasileiros já registram índices epidêmicos do problema - mais de 300 casos por 100 mil habitantes -, todos no Nordeste. "Eu diria que 2016 jáé o ano em que a chikungunya está muito preocupante e, apesar disso, ainda temos muita falta de informação", diz o infectologista Rivaldo Venâncio, diretor da Fiocruz Mato Grosso do Sul. Dimensionar com exatidão o alcance da epidemia esbarra nas limitações dos métodos diagnósticos. As semelhanças entre os vírus da chikungunya, zika e dengue e de alguns dos seus sintomas dificultam a criação de testes precisos e podem causar confusões quando o diagnóstico é feito somente por avaliação clínica, prática comum em períodos epidêmicos...

APAMI RECEBE VISITA DE SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE (SAS) DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Nesta quinta-feira (03) o Diretor-Presidente da Apami em Petrolina, Augusto Coelho receberá a visita do secretário de Atenção à Saúde (SAS) do Ministério da Saúde, Francisco de Assis Figueiredo, entre outras autoridades políticas. O motivo do encontro é apresentar os serviços desenvolvido pela instituição em referência à assistência ao paciente oncológico e buscar, ao mesmo tempo entendimento sobre o teto de orçamento destinado pelo Ministério da Saúde a Apami; valor que necessita com urgência de reajuste para garantir a continuidade do atendimento.

Serviço:..

Ministério da Saúde vai distribuir teste rápido de Zika produzido pela Bahiafarma

O Ministério da Saúde anunciou, nesta terça-feira (25), a compra de 3,5 milhões de testes rápidos para identificar o vírus Zika. Está prevista a distribuição de dois milhões de kits até o final deste ano e o restante até fevereiro de 2017. A tecnologia confirma, em 20 minutos, se o paciente está ou já foi infectado pelo vírus Zika em algum momento da vida. Ou seja, com a tecnologia será possível identificar o vírus no organismo, independente do tempo de infecção. A produção do insumo será feita pelo laboratório público Bahiafarma. Atualmente, o teste ofertado no Sistema Único de Saúde (SUS) é o PCR (biologia molecular), que só detecta a doença durante o período de viremia, quando o vírus está presente na corrente sanguínea. O Ministério da Saúde investiu R$ 119 milhões para a aquisição dos testes sorológicos, com projeção para garantir o abastecimento da rede por doze meses. A negociação com a Bahiafarma permitiu a compra no valor unitário de R$ 34,00, quase quatro vezes menor que o valor proposto por outra empresa do mercado, de R$ 131,75 por teste. 

A compra foi feita por meio de licitação dispensável, quando é permitida à administração pública a contratação de produtos ou serviços em que a transferência de tecnologia é estratégica ao SUS. A medida está prevista na Lei nº 8.666/93.  O desenvolvimento do teste rápido de diagnóstico de infecção pelo vírus Zika é fruto da parceria entre o Governo da Bahia e a empresa sul-coreana Genbody Inc., que firmaram um acordo de transferência de tecnologia para a Bahiafarma...

Fernando Bezerra consegue R$ 300 mil emergenciais à Apami, que pode ter recursos do SUS ampliados pelo Ministério da Saúde

Em atendimento à solicitação do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, garantiu, no final desta manhã (20), a liberação imediata de um aporte financeiro de R$ 300 mil à Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), que enfrenta grande dificuldade financeira em virtude do aumento continuado da demanda. Além destes recursos, o ministro sinalizou a ampliação do teto financeiro da Apami no Sistema Único de Saúde (SUS), que deverá passar dos atuais R$ 625 mil para R$ 925 mil por mês.

Os R$ 300 mil emergenciais à Apami serão repassados à entidade por meio do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), entidade filantrópica conveniada ao SUS, que administra o Hospital Dom Malan. “O ministro Ricardo Barros demonstrou total sensibilidade à Associação, que é referência no atendimento oncológico pelo SUS, em toda a região de Petrolina”, destacou Fernando Bezerra. “Com estas medidas garantidas hoje, o governo federal demonstra preocupação e atenção com a saúde pública do município e do estado de Pernambuco”, completou o senador...

Teste rápido de Zika da Bahiafarma supera expectativas em avaliação do Ministério da Saúde

Submetido à rigorosa avaliação do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), órgão ligado ao Ministério da Saúde, o teste rápido para detecção de Zika vírus da Bahiafarma obteve um dos melhores resultados já registrados para dispositivos do gênero no mundo.

O kit do laboratório público baiano registrou índices de 97% de sensibilidade e 96% de especificidade para infecções recentes (IgM) e de 100% de sensibilidade e 98% de especificidade para infecções mais antigas (IgG). "O resultado corrobora a avaliação feita pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilência Sanitária], que já havia aprovado o dispositivo, ao publicar o registro para sua produção e distribuição, no fim de maio", afirma o diretor-presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias...