RedeGN - Presidente da Câmara de Campo Alegre de Lourdes, Boson, lamenta descaso da gestão com a comunidade de Angico

Presidente da Câmara de Campo Alegre de Lourdes, Boson, lamenta descaso da gestão com a comunidade de Angico

A comunidade de Angico, no interior de Campo Alegre de Lourdes, celebra neste sábado (27) o dia da sua santa padroeira, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e “nas orações da comunidade certamente estará o apelo por um mínimo de atenção do poder público”, de acordo com Arnoldo Boson, Presidente da Câmara Municipal. 

Boson voltou a cobrar da administração  a entrega da Escola Nelcídia Dias e do Ginásio de Esportes do Angico: “Tem duas obras importantes prontas no Angico, a Escola Nelcídia Dias e o Ginásio de Esportes, inaugurados em junho de 2016, fechados pelo capricho do atual prefeito, certamente porque foram construídos na gestão passada”, denunciou.

Em vídeo divulgado em janeiro deste ano, Boson já vinha cobrando uma atitude da gestão para o que considera um “caso de polícia”: “A escola é uma obra modelo, que deveria estar a todo vapor, funcionando, cheia de crianças na biblioteca, na informática, nas salas de aula, porque essa estrutura é de primeiro mundo. O prefeito faz questão de não abrir as portas dessa obra para a comunidade e isso é inaceitável. Telhado destruído, mato, servindo de chiqueiro de bode, no tempo de hoje não dá, isso é caso de polícia!”, denunciou.

No vídeo, Arnoldo Boson mostrou também o estado de abandono do Ginásio de Esportes: “Está aqui um ginásio de esportes totalmente abandonado, jogado às traças. As torres de basquete servindo de chiqueiro de bode, as crianças quando querem utilizar, elas mesmo fazem a limpeza, uma obra grandiosa que o prefeito abandonou e a comunidade não aceita”, anotou.

Ele fez questão de lembrar um fato mais recente que deixou a comunidade revoltada e que por pouco não resultou numa tragédia: “Um grupo de trabalhadores da empresa Andrade Gutierrez, muitos com Covid-19 e sem o acompanhamento ideal por parte da prefeitura vieram para o Angico e a comunidade, com justa razão teve que protestar”, pontuou.

O vereador e presidente do legislativo lamentou que temas como esses continuem em evidência, depois de mais de três anos na pauta de cobranças da comunidade: “No momento em que a comunidade celebra sua padroeira, é lamentável ter que conviver com esse tipo de descaso, dessa falta de compromisso com a população do Angico e é por isso nosso protesto”, finalizou.

Ascom Arnoldo Boson