RedeGN - Imprimir Matéria

BAHIA JÁ TERIA INFECTADOS PELA SUPERBACTÉRIA KPC

19 de Oct / 2010 às 15h40 | Política

Já há registros aqui na Bahia da superbactéria KPC, a Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase, com alto poder letal, que provocou a morte de 15 pessoas no Distrito Federal – lá, a infecção foi detectada em 135 pessoas. Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, o infectologista Fernando Badaró, coordenador do programa de Combate à Infecção Hospitalar do Ana Nery, por questões éticas, não quis informar em quais hospitais, mas deixou claro que a situação preocupa. A bactéria seria também a causa morte de uma filha do cantor Beto Barbosa, segundo matéria divulgada no programa Fantástico, da Rede Globo. No estado, não há registro de óbitos. De acordo com a infectologista Nanci Silva, a KPC é uma bactéria com a propriedade de produzir uma enzima que destrói praticamente todos antibióticos, especialmente os carbapenêmicos, grupo do medicamento de última geração. A Secretaria da Saúde da Bahia informa que a Vigilância Sanitária baiana não registrou qualquer ocorrência médica relacionada à superbactéria. Segundo Fernando Badaró há subnotificações dos casos de infecção hospitalar e da KPC. “Apesar de ser obrigatório o controle e a notificação, não temos divulgação dos casos de infecção hospitalar”, critica. A KPC só é diagnosticável por exames minuciosos. Têm sintomas de uma infecção normal, como febre, dores na bexiga ou tosse. Não há risco de contágio fora do ambiente hospitalar.

 
BN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.