RedeGN - Imprimir Matéria

Segunda etapa de vacinação contra poliomielite em Casa Nova

03 de Sep / 2010 às 14h10 | Política

A Secretária Municipal de Saúde de Casa Nova convoca todos os pais com crianças menores de 5 anos para a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil que termina na próxima sexta-feira (10). De acordo com a coordenadora do núcleo de Vigilância Epidemiológica, Maria do Livramento Freitas até o momento 4.772 crianças foram imunizadas no município, o equivalente a 77%. “Nossa meta é imunizar 95%, gostaria de solicitar aos pais que levem o cartão de vacinação, pois durante a campanha os mesmos serão atualizados”.

O atendimento é realizado diariamente das 8h às 14h, na Vila Azul, Vila Massu, Vila São José e CESPE. Livramento destaca que a Poliomielite, também é conhecida como Paralisia infantil, é uma infecção que se dá através de um vírus RNA, conhecido como poliovírus. “Após se instalar em seu hospedeiro, o vírus passa por um período de incubação que pode variar de 2 a 30 dias, mas, de forma geral, este período leva de 7 a 12 dias. A transmissão desta doença ocorre através de contato direto com as fezes (via fecal) ou gotículas expelidas pela boca da pessoa infectada (via oral)”.

A melhor forma de prevenir esta doença é a prevenção através da vacinação. A vacina contra a Poliomielite é a VPO-Sabin e deve ser tomada por todas as crianças sendo que a primeira dose deve ser tomada aos 2 meses, a segunda dose aos 4 meses, a terceira dose aos 6 meses, e, após este período, um reforço aos 15 meses.

“A Poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, tendo como uma de suas características, os seus diferentes tipos de manifestação, como, por exemplo: febre sem causa aparente, infecções, meningite asséptica, paralisia e óbito. Apesar de todas estas formas de manifestação, seu quadro mais comum é a paralisia que afeta em geral os membros inferiores, e esta, costuma surgir de forma súbita, vindo acompanhada de febre, assimetria, flacidez muscular, sensibilidade conservada e sequela após dois meses do início da enfermidade”, conclui a coordenadora.

Assessoria

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.