RedeGN - Imprimir Matéria

Presidente Estadual do PSOL declara que o partido vai entrar com uma ação contra a contratação de ex-deputados na ALBA

08 de Jul / 2015 às 20h30 | Política

O Presidente Estadual do PSOL na Bahia, Marcos Mendes, declarou à imprensa baiana  que o Partido Socialismo e Liberdade irá entrar com uma ação na justiça contra a contratação de ex-deputados pelo Presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA),  Marcelo Nilo.  De acordo com dados divulgados pelo Jornal Folha de São Paulo, a ALBA possui cerca de oito ex-deputados que foram nomeados para cargos  comissionados  e um ex-parlamentar que, apesar de ser concursado, ocupa atualmente cargo de nomeação. Os  salários desses ex-parlamentares variam entre 5 mil a 13,3 mil.

Em entrevista à um jornal de grande circulação, Mendes ressaltou que enquanto a Assembleia acomoda ex-parlamentares derrotados nas eleições, a nomeação dos concursados não é  efetivada.  Mendes citou dados do SINDALBA, sindicato dos servidores da Assembleia Legislativa, no qual destaca que, de um universo de 3 mil funcionários, apenas 300 foram efetivados através de concurso público. " Temos informações de que pelo menos  24 ex-deputados, na última década, foram contratados pela ALBA", salientou o psolista.

Atualmente, a ALBA possui em seu quadro de funcionários os ex-deputados Carlos Gaban (DEM), Clovis Ferraz(PSD), Maria Luiza Laudano (PSD) e Isaac Cunha (PT). O Jornal Folha de São Paulo salienta que os nove ex-deputados geram uma despesa anual de aproximadamente R$ 1 milhão. 

Ascom/PSOL

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.