RedeGN - Imprimir Matéria

Projovem Urbano 2015 tem matrícula prorrogada em Juazeiro até 23 de março

26 de Feb / 2015 às 06h28 | Política

O Programa Nacional de Inclusão de Jovens - Projovem Urbano – 2015 teve sua matrícula prorrogada para o dia 23 de março

As matrículas continuarão a ser feitas na Secretaria de Educação e Esportes de Juazeiro, das 08h às 14h e nos Colégios Paulo VI e Haydee Fonseca, das 08h às 12h e de 14h às 18h. Os interessados precisam ter de 18 a 29 anos, saber ler e escrever, e não ter concluído ainda o Ensino Fundamental. Além disso, devem apresentar carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, declaração ou histórico escolar e, se possuir, o Número de Inscrição Social (NIS).

O Projovem Urbano 2015 estava programado para iniciar em 23 de fevereiro. No entanto, conforme orientação e calendário nacional enviado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – SECADI/MEC foi adiado para o dia 23 de Março. De acordo com a Coordenadora do Projovem em Juazeiro, Maria de Melo, a mudança chegou no momento certo. "Considerando a possibilidade das aulas iniciarem no dia 23 de março e também o fato de ser possível continuar efetivando matrículas no sistema até a data acima citada, o município, acata esta opção objetivando uma aprendizagem comum a todos no mesmo período", afirma.

Como alguns alunos já matriculados estavam cientes de que as aulas começariam no dia 23 de fevereiro, a equipe de Professores, Coordenação Municipal e Gestores Escolares foi às Escolas Haydee Fonseca e Colégio Paulo VI para recepcioná-los. "Nós informamos a eles sobre a mudança nas datas e aproveitamos para fazer um aulão com dinâmicas, vídeos com depoimentos de alunos que concluíram o Ensino Fundamental no Projovem e a importância do Programa em suas vidas", explicou Maria de Melo.

Projovem Urbano

O Projovem Urbano é um programa do Governo Federal em parceria com a Prefeitura de Juazeiro. Tem o objetivo de promover a reintegração de jovens e adultos ao processo social, educacional e seu desenvolvimento humano através da conclusão do Ensino Fundamental, da qualificação profissional básica, da participação cidadã e inclusão digital. Em 18 meses os estudantes de 18 a 29 anos podem concluir o Ensino Fundamental, que na fase regular demoraria nove anos. Eles ainda recebem uma ajuda de custo de R$100 mensais, se qualificam profissionalmente e saem com mais chances para entrar no mercado de trabalho. 

Por Ramáiana Leal/ SEDUC

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.