RedeGN - Imprimir Matéria

NO CARNAVAL DE JUAZEIRO, LÉO KRET DESFAZ MAL ENTENDIDO SOBRE AUTORIA DE PROJETO DE LEI

28 de May / 2010 às 20h00 | Política

Depois de sancionada pelo prefeito João Henrique, a lei que assegura aos travestis e transexuais o uso do nome social em órgãos da administração pública de Salvador e da iniciativa privada, e que seria de autoria da vereadora Léo Kret do Brasil (PR), tem causado polêmica. De acordo com a vereadora Marta Rodrigues (PT), a informação divulgada na imprensa de que a lei é de autoria de Léo Kret está equivocada, já que ela seria a autora da norma. De acordo com a assessora da petista, trata-se do projeto de lei número 29, dado entrada em 6 de março de 2009. O projeto da vereadora Léo Kret (31/2009) ainda não teria sido aprovado, e trata-se de uma indicação ao Executivo para instituir o nome social nas cadernetas escolares assim como o projeto de lei 313/2009, do Conselho Municipal de Cidadania LGBT.

A vereadora Léo Kret, que havia anunciado ser autora da lei, desfez o ‘mal entendido’ através da sua autoria. “O projeto em questão é de autoria da vereadora Marta Rodrigues (PT) e não da vereadora Léo Kret do Brasil (PR)”, afirma a nota, que ainda justificou que “o erro se deu em função de a vereadora Léo Kret ter um projeto semelhante e como no Diário Oficial do Município não é citada a autoria da lei, acabamos confundindo”.

Encerrada a discussão, Léo Kret aproveitou para curtir o carnaval Juazeiro, distribuindo simpatia por onde passou, inclusive, nos camarotes.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.