RedeGN - Imprimir Matéria

A HISTÓRIA DA SERPENTE DA ILHA DO FOGO

17 de Jun / 2012 às 20h00 | Espaço do Leitor

Prezado Geraldo,

Em meio ao absurdo fato do Exército ocupar a ilha do Fogo, restringindo o acesso do povo, e diante do silêncio obsequioso dos políticos e dos intelectuais das duas cidades. A comunidade composta por jovens, idosos, crianças das duas cidades tem se movimentado no sentido de impedir que a principal referência das lendas e causos do Vale seja transformada num Centro de Treinamento Militar. A serpente da indignação popular está solta.

Eis texto da professora Maria Izabel Pontes - Bebela.

Abraços,

Enio Silva - Educador

A HISTÓRIA DA SERPENTE DA ILHA DO FOGO

Conta que naquele morro lá da Ilha do Fogo, há uma grande serpente com os seus olhos de fogo, que mesmo sob o morro ilumina as noites sem luar. Muitos barqueiros, paqueteiros e pescadores já viram os fortes focos de luz que emanam dos seus olhos, mas o mais importante é que essa terrível serpente está presa por um fiozinho de cabelo de Nossa Senhora. Nossa Senhora das Grotas. E se um dia esse fio quebrar a serpente se soltará e se transformará numa enorme baleia, e Juazeiro e Petrolina se transformarão numa cama de baleia...

Obs.: Mamãe dizia que o referido fio de cabelo já estava para quebrar, pois os pecados cometidos aqui já eram muitos. Pecados, injustiças, adultérios e a “cama de baleia” já estava quase pronta.

É a lenda, o progresso, a criatividade das pessoas... tudo isso eu acho muito bonito.

Extraído do livro: Era uma vez... Lendas de Juazeiro e das cidades ribeirinhas do Vale do São Francisco, da Professora Maria Izabel Pontes – Bebela.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.