RedeGN - Imprimir Matéria

Prefeito Julio Lossio solicita ao Ministério da Saúde a recuperação dos recursos destinados à UPA 24h devolvidos inexplicavelmente pelo governo do estado

28 de Dec / 2011 às 20h48 | Política

O Prefeito Julio Lossio protocolou, no Ministério da Saúde, em Brasília um documento em que solicita a recuperação dos recursos para a construção da Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24h Porte II em Petrolina. Os recursos haviam sido destinados ao Governo do Estado de Pernambuco, em 2010, para a construção da UPA 24h em Petrolina, contudo o Estado devolveu os recursos sem explicações e a construção da unidade nunca foi efetivada.

Diante da não instalação da UPA-24h pelo Governo do Estado e da necessidade do município em possuir a unidade, a Prefeitura de Petrolina cadastrou em outubro deste ano, no Fundo Nacional da Saúde, um serviço UPA 24h Porte II. Através do documento entregue pelo prefeito Julio Lossio, é requisitado também junto ao Ministério da Saúde a agilidade no processo de análise da UPA porte II já cadastrada pelo município e a solicitação do cadastro de mais duas UPAs 24h Porte I.

“Ficamos aguardando do Governo do Estado a instalação da UPA desde 2010, este ano soubemos que os recursos foram devolvidos sem nenhuma justificativa. Através das AMEs, o município tem agido de forma a atender as demandas da população na saúde, porém o estado também precisa trabalhar por Petrolina, a UPA é uma necessidade da nossa cidade por isso viemos requisitar do Ministério da Saúde os recursos devolvidos para que o município faça aquilo que o Estado se omitiu a fazer, que é construir a UPA 24h em Petrolina”, explicou o prefeito Julio Lossio.

A UPA porte I atende de 50 a 100 mil habitantes e atende, em 24h, 50 a 150 pacientes; a UPA porte II atende de 100.001 a 200 mil habitantes e 151 a 300 pacientes num dia e a UPA porte II atende de 200.001 a 300 mil habitantes atendendo, nas 24h de funcionamento, 301 a 450 pacientes.

Texto: Cíntia Sacramento

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.