RedeGN - Imprimir Matéria

Gonzaga Patriota quer dividir a Bahia em dois Estados

30 de Nov / 2011 às 16h10 | Política

O Pará vai realizar, no dia 11 de dezembro, um plebiscito com sua população para decidir sobre a sua divisão territorial e federativa, com criação de mais dois novos Estados: Tapajós e Carajás. Mas o que poucas pessoas sabem é que outro projeto, nos mesmos moldes, está em discussão em Brasília. Apresentada pelo deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE), a proposta sugere que a Bahia seja dividida em duas, criando uma nova unidade federativa, o São Francisco, em uma área que já pertenceu a Pernambuco. O novo território corresponderia a 154 mil quilômetros quadrados, envolveria 35 municípios e é quase o dobro do tamanho do território pernambucano.

Os argumentos utilizados pelo deputado socialista são os mesmos justificados para a criação do estado do Tocantins, antes área de Goiás. “Vi Tocantins crescer, acompanhei o projeto desde o início. O local era uma área abandonada, mas depois da separação, se desenvolveu bastante. Queremos trazer este exemplo para aquela região da Bahia”, ressaltou Patriota.

Para o parlamentar, o local tem um grande potencial, mas faltam investimentos, que, segundo Gonzaga Patriota, poderiam ser capitaneados pelo governo baiano. “Existe um certo descaso por parte do próprio Estado (Bahia) com a região. Existem cidades lá que são referência no agronegócio”, disse. “Depois do projeto, o governo começou a observar mais o lugar e realizou algumas obras, mas não é o suficiente”, acrescentou.

Conforme Gonzaga Patriota, há o desejo de parte da população da região da materialização da separação proposta por ele . Contudo, esse desejo acaba entrando em conflito com alguns interesses. “O povo está louco para que isso aconteça. Já recebi título de cidadão em quase todos os municípios daquela área depois deste projeto. Mas é um processo que precisa de calma e que toda a população da Bahia precisa ser ouvida”, concluiu.

Brasil 247

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.