RedeGN - Imprimir Matéria

Bahia destina mais de 1.900 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos

21 de Sep / 2011 às 22h40 | Variadas

De janeiro a agosto de 2011, o Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos) retirou na Bahia 1.971 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos do meio ambiente. O resultado representa um crescimento de 21% em relação ao mesmo período do ano anterior e coloca o Estado entre os que mais destinaram o material no país. Somente em agosto, foi retirado dos campos baianos 213 toneladas do material. Segundo dados do inpEV, instituto que representa a indústria fabricante de agrotóxicos para a destinação das embalagens vazias de seus produtos, no primeiro semestre do ano, o volume destinado em todo o Brasil foi de 24.970 toneladas, índice 11% maior no comparativo ao ano anterior.

Comparativo de embalagens destinadas – Jan a Agosto 2010 x 2011

 

 

Volume 2010 (t)

Volume 2011 (t)

Crescimento (%)

Bahia

1.629

1.971

21

Brasil

22.455

24.970

11

Sobre o inpEV

O inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, é uma entidade sem fins lucrativos que representa a indústria fabricante de defensivos agrícolas em sua responsabilidade de destinar as embalagens vazias de seus produtos de acordo com a Lei Federal nº 9.974/2000 e o Decreto Federal nº 4.074/2002. A lei atribui a cada elo da cadeia produtiva agrícola (agricultores, fabricantes, canais de distribuição e poder público) responsabilidades que possibilitam o funcionamento do Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos). O instituto foi fundado em 14 de dezembro de 2001 e entrou em funcionamento em março de 2002. Atualmente, possui 87 empresas e nove entidades em seu quadro associativo.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.