RedeGN - Imprimir Matéria

ANTONIO CARLOS CHAVES PROMETE EMBARGAR OBRAS EM JUAZEIRO QUE NÃO SEJAM DISCUTIDAS COM A POPULAÇÃO

06 de Jul / 2011 às 10h30 | Variadas

A recomendação do Ministério Público Federal ao prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho e ao DNIT-Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no sentido de minimizar transtornos na obra da ponte Presidente Dutra e fazer debate com o povo antes e durante realização de novas obras motivou ainda mais o ex-vereador e ex-vice prefeito Antonio Carlos Chaves.

Responsável pela representação que embargou a execução do Plano Diretor que até hoje está subjudice, Chaves alega que finalmente encontrou o mecanismo para evitar que os gestores realizem obras ao seu bel prazer, sem obedecer ao Plano Diretor que estabelece a realização de audiência pública.

O ex-vereador informa que o Ministério Público anulou a sessão da Câmara de Vereadores que aprovou o referido Plano Diretor. “Eu tentei por diversas vezes conversar com o Secretário Flávio Luiz mostrando que uma obra de R$ 90 milhões que mexe com o centro da cidade deveria ter um debate mais amplo, e ele rejeitou. O que ele fez, simulou uma audiência pública na Câmara que não logrou êxito, porque um debate como este está sujeito a mudanças, a emendas e não foi isso que aconteceu. A própria Câmara perdeu a oportunidade de discutir o assunto ouvindo os reclames da população”, asseverou Chaves.

“Eu não posso interferir nem no Executivo e nem no Legislativo, mas por meio da Justiça posso barrar as iniciativas que não atendam os interesses e nem seja discutido com a população. O exemplo é o lixão que está subjudice e o prefeito passando por cima de tudo está promovendo a remediação. Então vou comunicar a Procuradoria Geral da União para evitar que eles só venham agir depois da obra concluída. Eu não estou preocupado com o que pensam os gestores e muito menos com alguns poucos na imprensa que tentam descaracterizar o nosso trabalho. Quando eu tomo uma posição que entendo ser a mais correta para a coletividade, pouco importa o que vão pensar da minha pessoa”, concluiu Chaves.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.