RedeGN - Imprimir Matéria

CBHSF envia nota de solidariedade aos atingidos pelas fortes chuvas em Pernambuco, Alagoas e Sergipe

31 de May / 2022 às 12h30 | Variadas

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco vem a público expressar sua solidariedade aos cidadãos e cidadãs dos Estados de Pernambuco, Alagoas e Sergipe atingidos pela força dos temporais na região.

Para o presidente do Comitê, Maciel Oliveira, “o momento é de solidarizarmo-nos com as famílias que perderam tudo e que se encontram em situação de vulnerabilidade”.

As fortes chuvas registradas na região Nordeste nos últimos dias já deixaram mais de 40 mortos no estado de Pernambuco. O alerta continua sendo de perigo por chuvas intensas no litoral sul de Pernambuco, em todo o litoral de Alagoas e no litoral norte de Sergipe, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Leia nota na integra:

NOTA DE SOLIDARIEDADE DO CBHSF AOS ATINGIDOS PELAS FORTES CHUVAS EM PERNAMBUCO,
ALAGOAS E SERGIPE
O COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO vem por meio desta nota pública
expressar sua solidariedade aos cidadãos e cidadãs de Pernambuco, Alagoas e Sergipe, atingidos
pela força dos temporais na região. Nós lamentamos profundamente as mortes ocorridas em Recife,
em decorrência das chuvas.
Estamos consternados pelas pessoas desalojadas e desabrigadas, principalmente na capital
pernambucana, mais afetada pelas cheias. Preocupa-nos também a situação dos ribeirinhos, pois o
nível de água do Rio São Francisco também tem aumentado consideravelmente, provocando
enchentes em cidades como Penedo, em Alagoas, dentre outras.
No início deste ano, a Bahia e a região sudeste já sofreram com as consequências do mau uso dos
recursos hídricos. Levando em consideração essa realidade que assola o povo brasileiro ano após
ano, em todas as regiões do Brasil, fazendo vítimas fatais, causando perdas materiais, submetendo
a população a essas situações de calamidade, expondo-a a epidemias advindas das condições de
insalubridade, da falta de saneamento básico e do descaso dos governos, afirmamos que é urgente
a adoção de medidas estratégicas, principalmente para obras de prevenção para que os efeitos
destas catástrofes sejam minimizados. O planejamento deve, sobretudo, levar em conta as
condições sociais e ambientais necessárias de forma a garantir a preservação das áreas de risco e
de proteção ambiental na ocupação demográfica.
O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco insiste na necessidade do governo em
incorporar as preocupações socioambientais de fato à sua gestão. Reiteramos que o povo brasileiro
não pode mais viver de políticas paliativas ou de ações baseadas apenas no imediatismo.
José Maciel Nunes de Oliveira
Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco

Ascom CHBSF

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.