RedeGN - Imprimir Matéria

Suspeitos de envolvimento em assassinato de PM em Salvador morrem após confronto com a polícia; outros 2 foram baleados

09 de May / 2022 às 16h21 | Policial

Quatro homens foram baleados em confronto com policiais militares em Salvador, na manhã desta segunda-feira (9), entre os bairros de Águas Claras e Cajazeiras. Dois deles não resistiram aos ferimentos e os outros dois estão sob custódia, em uma unidade médica.

Não há detalhes sobre o hospital em que os suspeitos estão, nem os estados de saúde deles. Segundo o coronel Paulo Coutinho, comandante-geral da Polícia Militar, os quatro possuem relação com a morte do soldado Alexandre Menezes, que foi assassinado enquanto trabalhava, na noite de sábado (7).

O comandante-geral da PM disse também que outros envolvidos no crime também estão sendo procurados e devem ser presos ainda nesta segunda.

“Todo o efetivo da Polícia Militar está envolvido nesta operação, por determinação nossa [Comando Geral da PM] e do governador do estado, para que a gente mostre de forma bem clara que eles atentaram contra o Estado da Bahia, e nós não vamos permitir que isso aconteça”.

Outros dois policiais foram mortos na região da Fazenda Grande I, enquanto voltavam do velório de Alexandre. Ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do crime, que aconteceu no domingo. [Veja detalhes sobre as mortes dos três militares abaixo]

Depois dessas mortes, boatos de um toque de recolher correram na região. Apesar disso, o comércio, as escolas e o transporte público funcionam normalmente.

“A Polícia Militar estará presente para dar segurança à população. Em nenhum momento nós permitiremos atitudes dessa natureza”, reforçou o coronel Coutinho.

Governador promete agir com força

Também na manhã desta segunda-feira, o governador da Bahia, Rui Costa comentou a situação. Ele disse que autorizou o uso de força máxima da segurança pública para prender os suspeitos dos crimes.

Em declaração destinada à tropa de policiais, Rui disse que é preciso agir com força, mas pediu profissionalismo.

"Toda operação já acontecendo desde ontem (8). Estamos com policiamento na área. Toda a determinação já foi dada para uso de todos recursos militares especializados. Eu ressalto aqui a mensagem para nossa Polícia Militar: precisamos e vamos agir com força, mas profissionalismo para que os responsáveis por isso sejam capturados", disse.

"É preciso muito sangue frio e muito profissionalismo na captura desses criminosos e a determinação já foi feita".
Assim como o comandante-geral da PM afirmou, Rui Costa reiterou que recursos especializados serão utilizados na ação de buscas para encontrar os suspeitos. Ele destacou o poder de fogo dos suspeitos, com armamentos pesados.

"Todo recurso disponível da Polícia Militar e da Polícia Civil está sendo usado desde ontem e em breve apresentaremos a captura desses criminosos e dos armamentos, porque as mortes foram realizadas com tiro de fuzil, o que mostra, infelizmente, o poder de fogo desses criminosos", disse o governador.

G1 / foto: reprodução

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.