RedeGN - Imprimir Matéria

Univasf tem três trabalhos premiados no IV Congresso Brasileiro de Farmácia Comunitária

08 de May / 2022 às 08h00 | Variadas

Trabalhos realizados por estudantes do curso de Farmácia da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) foram premiados no IV Congresso Brasileiro de Farmácia Comunitária, promovido pela Sociedade Brasileira de Farmacêuticos e Farmácias Comunitárias (SBFFC).

As discentes Ruth Carvalho da Silva, Izabela Gomes de Souza Fonsêca e Letícia Vitoria Matias conquistaram a premiação na II Mostra de Trabalhos Científicos e de Experiências Exitosas no Contexto da Farmácia Comunitária, que integrou a programação do congresso.

O evento, promovido pela Sociedade Brasileira de Farmacêuticos e Farmácias Comunitárias (SBFFC), ocorreu de 21 a 23 de abril, em Goiânia (GO).

Esta edição do Congresso contou com a participação de 27 estudantes de graduação e pós-graduação da Univasf, que apresentaram dez trabalhos na II Mostra de Trabalhos Científicos e de Experiências Exitosas no Contexto da Farmácia Comunitária. Destes, três foram selecionados entre os melhores nas categorias Relato de Experiência e Pesquisa Científica.

O trabalho intitulado "Relato de experiência de uma estudante de Farmácia em um Hospital Universitário", de autoria de Ruth Carvalho da Silva, que está no 7º período do curso, foi premiado na categoria Relato de Experiência. O trabalho contou com a orientação do residente em Intensivismo Erasmo Militão Nobre Leite e foi elaborado a partir da experiência vivenciada pela estudante na farmácia hospitalar do Hospital de Ensino Dr. Washington Antônio de Barros.

A estudante conta que atuar no Hospital Universitário contribuiu para o processo de desenvolvimento e aprendizagem na profissão que ela escolheu, por promover oportunidades de vivenciar na prática o que estudou na Universidade. “A experiência proporcionou condições de desenvolver habilidades, analisar criticamente situações sobre a terapêutica medicamentosa dentro dos critérios éticos profissionais, prestar atenção farmacêutica com qualidade, atendendo à carência do paciente e participar da rotina hospitalar. Muito mais do que conhecimento técnico, representou uma enriquecedora experiência de evolução pessoal, cheia de desafios pessoais e profissionais”, afirma Ruth.

Também na categoria de Relato de Experiência foi premiado o trabalho "Cuidado à pessoa com doença crônica não transmissível no contexto da pandemia por Covid-19", realizado pela estudante do 5º período Izabela Gomes de Souza Fonsêca, sob a orientação da professora do Colegiado de Enfermagem (Cenf) Audimar de Sousa Alves. O relato teve como principal foco reorganizar o processo de trabalho para o cuidado de pessoas com doença crônica não transmissível (DCNT), tendo em vista que houve a interrupção no atendimento a esses pacientes durante a pandemia, o que ocasionou diversas consequências.

“Deixou-se de atender pacientes com doenças crônicas e percebeu-se um aumento na morbimortalidade de pessoas com DCNT, sobretudo as doenças cardiovasculares, um problema que tentou-se atenuar durante o desenvolvimento do projeto”, explica Izabela. O trabalho envolveu a análise dos indicadores epidemiológicos de morbimortalidade de pacientes por Covid-19 acometidos por estas comorbidades e a oferta de encontros formativos com os profissionais de saúde do município de Petrolina (PE).

Na categoria Pesquisa Científica, foi premiado o trabalho "Panorama de atuação de farmacêuticos e farmácias comunitárias no enfrentamento da Covid-19: uma revisão sistemática", realizado pela estudante do 3º período Letícia Vitoria Matias, sob a orientação do professor do Colegiado de Farmácia Daniel Tenório da Silva. Realizado também com a participação de Denise de Souza Ferreira e Any Beatriz Matos de Oliveira Silva, graduandas de Farmácia; Yane Silva Santos, mestranda em Biociências; e de Sueza Abadia Souza Oliveira, da SBFFC, o trabalho contou com apoio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O estudo, que teve como objetivo identificar as estratégias adotadas nas farmácias comunitárias ao redor do mundo durante a pandemia de Covid-19, mostrou que essas farmácias exerceram um papel importante na saúde pública nesse período. De acordo com Letícia Matias, o trabalho evidenciou que o farmacêutico comunitário exerceu o papel de disseminador de informações acerca da Covid-19; rastreou e encaminhou casos suspeitos da doença e gerenciou o abastecimento de medicamentos e produtos de saúde durante a pandemia. Ela destaca que o trabalho ressaltou a importância do farmacêutico comunitário e das farmácias comunitárias para a saúde pública.

O professor Daniel Tenório, coordenador da Pós-Graduação em Biociências (PPGB) e responsável pela delegação da Univasf no evento, destaca o apoio da Instituição para a participação do grupo de discentes no evento, que foi realizado de forma presencial. "Eventos científicos como este são fundamentais para a complementação da formação dos estudantes, além de permitir a difusão de conhecimento científico fruto das pesquisas realizadas nos cursos de graduação e pós-graduação da instituição", afirma.

Ascom Univasf

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.