RedeGN - Imprimir Matéria

Deputado Roberto Carlos visita MPF na busca de soluções que permitam jogo da Copa do Brasil em Juazeiro

18 de Apr / 2022 às 13h41 | Esporte

O deputado Estadual Roberto Carlos, presidente da Juazeirense, segue se movimentando para tentar garantir a realização do segundo jogo entre o Cancão de Fogo x Palmeiras, no Adauto Moraes, em Juazeiro.

Depois de contatos com dirigentes da CBF e da Federação Baiana, Roberto Carlos está agilizando, a pedido das entidades, documentos e consultas necessárias para a autorização de implantação de lances de arquibancadas que garantam a capacidade de público exigida no regulamento da Copa do Brasil, de 10 mil lugares.

Nesta segunda-feira (18) Roberto Carlos, acompanhado do advogado Dr. Carlos Henrique Rosa, fez uma visita ao Ministério Público Federal, em Petrolina, buscando informações sobre procedimentos e passos que devem ser adotados para o ajustamento da capacidade mínima de público para o evento.

“Estivemos hoje no Ministério Público, acompanhado do diretor jurídico da Juazeirense, Dr. Carlos Henrique Rosa, dando entrada numa documentação para que o Ministério Público possa autorizar a juazeirense a colocar arquibancadas móveis no Estádio Adauto Moraes para acontecer o jogo tão esperado, jogo que vamos receber o bicampeão da Libertadores e o atual vice-campeão mundial, o Palmeiras”, explicou.

O advogado Dr. Henrique Rosa explicou os procedimentos que vão ser adotados visando essa autorização por parte da CBF: “Nós vamos propor um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, para que seja feita a colocação dessa arquibancada móvel, ampliando mais 3 mil lugares no Estádio Adauto Moraes, porque 7 mil provavelmente vão ser ratificados com um novo laudo e a gente vai contar com essa boa vontade do MPF para que, com esse Termo de Ajustamento de Conduta, a gente seja autorizado a receber o segundo jogo contra o Palmeiras”, destacou.

O deputado Roberto Carlos deixou claro que a luta para sediar a partida em Juazeiro vai até o último minuto: “Nós estamos lutando para que o jogo aconteça em Juazeiro. Estamos conversando com os órgãos que fizeram os laudos técnicos do Estádio Adauto Moraes e baseado nesse laudo, com capacidade de 7.200 pessoas, vamos pedir ao Ministério Público Federal que faça um TAC para que possamos cumprir e sediar esse jogo tão esperado pela população regional”, finalizou.

Ascom Juazeirense/ Foto Divulgação Juazeirense

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.