RedeGN - Imprimir Matéria

Professores e pais de alunos realizam caminhada nesta segunda-feira (14) em Juazeiro (BA) protestando contra aulas remotas

14 de Mar / 2022 às 07h08 | Variadas

Conforme já foi divulgado aqui na Rede GN após assembleia realizada sexta-feira (11) no auditório da APLB Sindicato em Juazeiro, os trabalhadores em educação do município resolveram que a paralisação das atividades deve continuar por mais 72h e uma grande caminhada está programada para esta segunda-feira (14) com concentração na sede da APLB a partir das 8h. 

“Esperamos a adesão total dos trabalhadores em educação que estão participando de todas as assembleias e fortalecendo cada vez mais o movimento. Nossa caminhada na segunda-feira terá a participação de outras associações representativas e sindicatos a exemplo da Associação dos Aposentados do Município de Juazeiro (APMJ), Associação dos Trabalhadores de Educação, Pensionistas, Aposentados e Ativos de Juazeiro (ATEPAAJ) e o Sindicato dos Servidores do Município de Juazeiro (SINSERP), que estarão juntos conosco em direção ao Paço Municipal onde nos uniremos ao protesto dos pais de alunos e comunidade que estarão realizando um movimento contra a decisão da SEDUC em adiar o retorno das aulas presenciais, e voltando ao sistema de aulas remotas”, explicou Gilmar Nery, diretor da APLB Sindicato em Juazeiro. 

Ele convoca pais, alunos e todos aqueles que possam engajar na luta do trabalhador em educação para fortalecer e, de uma vez por todas, exigir uma reunião urgente com a participação da prefeita Suzana Ramos para conquistar o direito do trabalhador de receber o pagamento integral dos 33,24% referentes ao piso nacional do magistério. “É importante que todos compareçam, que se unam nessa causa que tem por objetivo a garantia de direitos dos profissionais da educação de Juazeiro”, concluiu Gilmar Nery. 

MÃE DE ALUNOS

Uma mãe que pediu para não ser identificada revelou: “Sou mãe de três alunos do município. Se você permitir, quero fazer uso do seu programa para externar minha indignação a respeito da modalidade de ensino que será ofertada nesse início de ano letivo. É inadmissível que após dois anos de pandemia, tantos prejuízos, principalmente na educação, nossos filhos tenham que ser assistidos na modalidade remota! Isso é extremamente vergonhoso! Sabemos que toda transição de governo é difícil. Entretanto, já se passou mais de ano para essa administração! Como explicar essa situação! Estão brincando com a aprendizagem dos nossos filhos! Será que as pessoas que estão ocupando os cargos de destaque da prefeitura/secretaria de educação, estão com os filhos na mesma condição?! Que história é essa que aprendizagem via celular é significativa?! Estamos no limite! Até entendemos que diante do cumprimento dos decretos, foi a saída encontrada, e até agrademos, pois naquele momento era necessário fazer uso das ferramentas disponíveis! No entanto, agora já não mais é preciso, até porquê todos os municípios vizinhos e a rede particular já estão atendendo na modalidade presencial. Que retrocesso é esse? Como se não bastasse o balde de água fria, que foi jogado no interior o ano passado, quando a sede retornou presencial e o interior continuou remoto! Vou ficando por aqui, agradecendo a sua atenção. Não podemos nos calar diante desse descaso da prefeitura de Juazeiro”.

Da redação

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.