RedeGN - Imprimir Matéria

Comerciantes da Ilha do Rodeadouro revelam prejuízos após aumento da vazão na barragem de Sobradinho

06 de Mar / 2022 às 07h00 | Variadas

Um dos maiores pontos turísticos de Juazeiro, a Ilha do Rodeadouro, está sem receber visitantes há mais de um mês por causa do aumento da vazão da barragem do Sobradinho causado pela cheia no rio São Francisco.

Os donos de barracas revelam perda de até R$ 120 mil por causa da situação. Os prejuízos também atingem os barqueiros do local.

Já são cerca de seis metros de avanço da margem do rio São Francisco a mais de profundidade de água na Ilha do Rodeadouro por causa do aumento da vazão da barragem para 4 mil metros cúbidos por segundo, em janeiro. Esse é o maior índice dos últimos 13 anos.

Sem visitantes na ilha, o estoque de alimentos e bebidas da barraca do Celso de Souza Pacheco, que normalmente durava 15 dias, corre o risco de ser jogado fora.

"Eu tenho peixe, carne, bastante cerveja e pode tudo se perder", lamenta.

Além do "Velho Chico" mais cheio, só o vazio e o silêncio têm tomado conta do local que normalmente recebe até 5 mil turistas por fim de semana. Desde o dia 25 de janeiro que os barqueiros do Rodeadouro não sabem o que é levar um passageiro para a ilha. A travessia foi suspensa porque não há área para desembarque seguro.

Só de passagens aos finais de semana, eles contam que já deixaram de receber R4 24 mil.

"Não tem o que entrar [de dinheiro] e o pouco que tem no caixa você tem que usar para fazer a manutenção [das embarcações]", explica o barqueiro Antônio Laurindo.
Quase dois meses sem receber nenhum hóspede, Edmar Santana de Souza, dono de uma pousada, também lamenta pelos prejuízos.

"Final de semana aqui minha renda é de R$ 6 a R$ 7 mil. E não estou tendo nada", revela.

A lanchonete do Uilson José de Oliveira, que abria de domingo a domingo, está fechada e a pesca tem sido a salvação da renda do comerciante.

"Coisas que eu não fazia, estou fazendo porque eu não estou tendo renda. Ontem eu quase chorei em olhar para os lados e não ver ninguém. Ne senti sozinho aqui nessa ilha. Isso aqui já comportou até cinco mil pessoas", diz.

O panorama deve continuar por mais tempo já que a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), responsável pela barragem, anunciou que vai manter a vazão do Sobradinho alta pelo menos até 10 de março.

Em nota, a prefeitura de Juazeiro disse que, devido à cheia do rio São Francisco, mapeou as ilhas sob sua jurisdição municipal e está analisando a situação dos comerciantes da ilha do Rodeadouro. Disse ainda que se a cheia do rio persistir, pretende discutir com eles os procedimentos que podem ser adotados dentro das normas legais.

G1 Bahia Foto Reprodução TV São Francisco

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.