RedeGN - Imprimir Matéria

CAETITÉ: SENADOR WALTER PINHEIRO SOLICITA DESLOCAMENTO DE TÉCNICOS DO IBAMA PARA VERIFICAR CARGA DE CONCENTRADO DE URÂNIO

17 de May / 2011 às 11h40 | Política

Em pronunciamento no Congresso, o senador Walter Pinheiro (PT/BA) informou que solicitou ao IBAMA, como cautela, o deslocamento de técnicos para a região de Guanambi e Caetité para verificar a carga, interceptada pela população local, que iria para a unidade de beneficiamento de urânio das Indústrias Nucleares do Brasil – INB. “É preciso que eliminemos toda e qualquer possibilidade de risco à população tanto da cidade de Guanambi quanto da cidade de Caetité”, disse o parlamentar.

Pinheiro disse que pediu celeridade no processo de identificação e na destinação correta da carga que se encontra no pátio do batalhão de Polícia Militar de Guanambi. “Se ela é perigosa para estar no pátio da empresa que manipula urânio, imagine no pátio de um batalhão da PM de Guanambi?”, questionou o senador, lembrando de tranqüilizar a população, que conviveu recentemente com a suspeita de contaminação da água da região. Com o intuito de afastar hipóteses sobre risco ou ameaça à saúde humana, o senador revelou ainda ter conversado com o governador da Bahia em exercício, Otto Alencar, com o secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, e com o presidente da INB, Alfredo Tranjan.

Vigília - Pelo menos duas mil pessoas se reuniram em vigília para impedir o recebimento da carga transportada para Caetité, a 757 km de Salvador. A mobilização começou por volta das 17h de domingo (15) e durou até às 2h desta segunda-feira (16). De acordo com a INB, as carretas estão transportando 90 toneladas de concentrado de urânio, de propriedade da Marinha brasileira, o mesmo material que é produzido na mina, com objetivo de criar um novo reservatório e retomar a capacidade de produção máxima. Em 2010, a unidade de mineração não atingiu as 400 toneladas da meta anual, chegando apenas a 180 toneladas.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.