RedeGN - Imprimir Matéria

Patrulha Ambiental de Petrolina apreende aves mantidas em cativeiro na Compesa

21 de Jan / 2022 às 18h00 | Policial

A Patrulha Ambiental, juntamente com o setor de fiscalização e projetos da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) de Petrolina, identificou, nesta sexta-feira (21), 10 aves silvestres na sede da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). A empresa não tinha autorização para criar animais silvestres.

A operação apreendeu em flagrante pássaros das espécies Sabiá, Cardeal, Azulão, Caboclinho e Rolinha - todos eram mantidos em cativeiro de forma ilegal. "Estávamos realizando uma operação para averiguar o lançamento de esgoto na Orla e ao entrar na Compesa, verificamos duas gaiolas com aves silvestres no estacionamento. Com isso, a Patrulha fez buscas no prédio e acabou encontrando nos depósitos mais aves, gaiolas e alçapão", explicou o diretor de Projetos Ambientais da AMMA, Victor Flores.

Victor ressaltou ainda que de imediato o IBAMA foi acionado e prontamente atendeu a ocorrência. "É triste ver aves silvestres nessa situação, presas em depósitos e banheiros em péssimas condições. É o retrato da falta de compromisso da empresa com o meio ambiente", pontuou.

A Compesa foi multada no valor de R$ 5 mil. Após a apreensão, os animais serão avaliados. "Tudo indica que estas aves foram capturadas da natureza ou compradas de criadores ilegais. Agora, vamos avaliar as condições de cada uma e vamos soltá-las. Reforçamos o compromisso que a AMMA tem com o meio ambiente e vamos intensificar cada vez mais as fiscalizações para que essas práticas deixem de existir", frisou o diretor-presidente, Geraldo Miranda.

A RedeGN entrou em contato com a Compesa de Petrolina, que por meio de nota, disse que "repudia veementemente qualquer ação contra o meio ambiente e lamenta o ocorrido" e que "desconhecia a existência de aves silvestres, praticada por um funcionário terceirizado em unidade da Companhia". A Compesa disse ainda que "não admite ou compactua com tais práticas e tomará as medidas administrativas cabíveis, respeitando a legislação, o contraditório e o devido processo legal'.

Denúncia                                                                         

A população que identificar algum tipo de crime ambiental pode realizar as denúncias de forma anônima através do telefone da AMMA: (87) 3866-2779.

*matéria alterada às 6h33 de 22.01 para acréscimo de nota da Compesa

Da Redação RedeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.