RedeGN - Imprimir Matéria

Pernambuco: Líder do governo pede a aliados que não assinem CPI para investigar caso Beatriz

21 de Jan / 2022 às 11h15 | Variadas

O deputado estadual Isaltino Nascimento, do PSB, líder do governo Paulo Câmara na Alepe, fez nesta ontem quinta (20)  um apelo e uma orientação à bancada de situação na casa para que não assinasse o pedido de CPI para investigar o caso Beatriz.

"O governo já fez o que era para ser feito, a pessoa responsável já foi presa, e a Justiça vai acompanhar. A sugestão então é não assinar e pode alegar que só assina se o líder do governo assinar", afirmou, na argumentação aos colegas deputados.

O documento pode ser protocolado em fevereiro, quando a casa retoma as atividades. Os organizadores informam que tem a assinatura de 12 parlamentares. Além de Romero Albuquerque e outros dois deputados governistas, quase toda a oposição aderiu à iniciativa.

Junto com os deputados Clarissa Tércio e Joel da Harpa, Albuquerque anunciou, na última terça-feira, a intenção de discutir o Caso Beatriz na Comissão Parlamentar de Inquérito. Até um site foi criado para incentivar a população a cobrar a participação dos parlamentares.

As informações são do jornalista Jamildo Melo, Jornal Commérco Recife e NE10. A mãe da garota Beatriz disse ser totalmente a favor da abertura da CPI. “A CPI pode esclarecer as nossas dúvidas. A gente sabe que Marcelo é o assassino de Beatriz, mas quem estava escondendo ele esses anos todos? Ele estava no banco de DNA desde 2018 ou 2019, então eles precisam responder. Quem tolera a impunidade, é cúmplice da criminalidade“, disse.

Para Lucinha, “os [deputados] que não assinarem estão sendo cúmplices de uma impunidade, ou seja, são autores também da impunidade. Vamos colocar à prova quem é a favor da vida, da justiça e da verdade“, afirmou.

LIVE NESTA SEXTA: O Mês de dezembro foi de muita informação e desdobramentos sobre o caso Beatriz, e, como faz desde 2015, quando aconteceu a tragédia na família de Sandro e Lucinha Mota, com o assassinato da garota Beatriz Angélica, de apenas 7 anos, numa escola particular de Petrolina, a RedeGN sempre esteve atuando forte para que o caso não fosse esquecido, dando voz à família e buscando respostas nos órgão de segurança pública de Pernambuco.

Mais recentemente estivemos muito presente na caminhada de protesto feito por Lucinha Mota e Sandro Romilton, que viajaram mais de 700 Km, de Petrolina a Recife, para pedir agilidade no caso. Acompanhamos o dia a dia, cada passo, cada trecho percorrido, desde a saída, dando a divulgação necessária para que o justo protesto e os pedidos dos pais fossem alcançado por mais pessoas, em todos os recanto do Brasil.

Seguimos acompanhando os fatos, que não cessam, com uma notícia a cada momento, que vão do anuncio da identificação do assassino, pelo Governo de Pernambuco, das dúvidas levantadas pela família e por muitos, da ação dos advogados, seguindo com o dever jornalístico de informar.

É por esta razão que hoje vamos conversar com Lucinha Mota e Sandro Romilton, pais de Beatriz, falando sobre o desdobramento dos fatos que ganharam notoriedade nacional e seguem surpreendendo a cada instante, seja por uma notícia nova, seja pelas declarações de autoridades policias, especialistas, peritos criminais, advogados do caso, da família e muito mais.

Nesta sexta-feira, 21 de Janeiro, Lucinha Mota e Sandro Romilton vão conversar com nossos jornalistas, através das redes sócias da RedeGN, oportunidade em que fatos anteriores e os mais recentes serão abordados e esclarecidos.

Você é convidado a assistir e participar a partir das 19h de hoje, sexta-feira (21), sintonizando nos nosso canais no Instagram, Youtube e Facebook.

Redação redeGN com informações Jamildo Melo, Jornal Commérco Recife e NE10.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.