RedeGN - Imprimir Matéria

Sesab emite nota técnica sobre notificação, coleta e afastamento dos casos de síndrome gripal e síndrome gripal aguda grave

11 de Jan / 2022 às 13h00 | Coronavírus

Considerando a circulação concomitante do vírus Influenza A H3N2 e do vírus Sars Cov-2 responsável pela Pandemia de COVID-19, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia reitera as orientações do Guia de Vigilância da COVID-19, do Plano Nacional de Expansão da Testagem para COVID-19 e do Guia de Vigilância da Influenza, em relação aos casos de síndrome gripal e orienta as respectivas condutas.

Síndrome Gripal: Definição de caso: A definição operacional de casos de síndrome gripal para efeito de notificação no sistema e-SUS Notifica será a mesma
utilizada para suspeita de Covid-19 ou Influenza;
Notificação: Todos os casos de síndrome de gripal devem ser notificados no e-SUS Notifica seguindo o fluxo de Protocolos da COVID-19.
Nas unidades sentinelas da Influenza os casos devem ser notificados no e-SUS Notifica e seguir o fluxo de notificação de 05 amostras
semanais no SIVEP GRIPE;
Coleta de amostras e realização de exames: recomenda-se a coleta de amostra da nasofaringe para realização do teste de antígeno de acordo com o Plano Nacional de Expansão da Testagem para COVID-19. A realização de PCR para COVID-19 dos casos de síndrome gripal deverá ser realizada em algumas situações, conforme previsto no referido plano. Não será realizada a ampla testagem de PCR para Influenza.

Os critérios para testagem de Influenza foram estabelecidos na Nota Técnica LACEN/DIVEP/SESAB nº 18/2021;

Surto de Síndrome Gripal nos municípios: Na situação de aumento de casos de síndrome gripal em determinado município, no qual os testes de antígenos realizados para COVID-19 foram negativos, orienta-se o envio de 05 amostras para o LACEN acompanhadas das fichas individuais de cada caso notificado no e-SUS Notifica e da ficha de notificação de surto de síndrome gripal no SINAN NET para que seja realizado o PCR para Influenza. Na impossibilidade de enviar a ficha de surto do SINAN NET, enviar as 05 amostras acompanhadas de um ofício informando a situação de surto no município. Se algum resultado destas amostras for positivo para Influenza já configura a circulação
viral de Influenza nesse município, devendo ser desencadeadas as ações de controle.

Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou óbitos por SRAG:
Definição de caso: Mantém-se a definição de caso da ficha de SRAG para casos suspeitos de COVID-19 ou de Influenza; Notificação: Todos os casos e óbitos por SRAG devem ser notificados no SIVEP GRIPE; Todos os óbitos suspeitos de COVID-19 também devem ser notificados no Formulário de Óbito Suspeito de COVID-19 do estado da Bahia (sbi.saude.ba.gov.br), conforme Nota Informativa DIVEP Nº 06/2020 e Portaria nº 343 de 15 de junho de 2021 do estado da Bahia.
Observação: Não notificar casos de síndrome gripal no SIVEP GRIPE, este sistema é para casos hospitalizados ou óbito por SRAG.

Orientações para Isolamento de casos de Síndrome Gripal:
Mantém-se as orientações para os casos suspeitos ou confirmados para COVID-19 conforme protocolos vigentes;
Para os casos que tiveram o PCR positivo para Influenza, recomenda-se o afastamento das suas funções (trabalho, escola etc.)
em média por 5 dias, variando de acordo com a avaliação médica;
Pacientes com sintomas gripais e com teste negativo para COVID-19, que não realizaram testes para Influenza, devem
permanecer afastados das suas funções por 5 dias em média, variando de acordo com a avaliação médica.
Orientações importantes sobre a notificação no sistema e-SUS Notifica
O uso dos testes rápidos de antígeno deve ser sempre registrado no sistema e-SUS Notifica, independentemente do resultado ser
reagente (positivo) ou não reagente (negativo), que também permite a inclusão de outros resultados laboratoriais para o mesmo caso;
Um resultado IgG reagente só deve ser considerado para fins de notificação e registro de caso em indivíduos não vacinados, sem
diagnóstico laboratorial anterior para Covid-19 e que tenham apresentado sinais e sintomas compatíveis, no mínimo, 8 dias antes da
realização desse exame;

Para um novo episódio de infecção, caso suspeito de síndrome gripal ou estratégia de testagem para indivíduos assintomático, deve ser
realizada a notificação no sistema de informação e-SUS Notifica conforme episódio de infecção ou estratégia de vigilância atual da
testagem.
Definições de casos de Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave
Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG): Indivíduo com síndrome gripal (SG)* que apresente dispneia/desconforto respiratório OU
pressão persistente no tórax OU saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente OU coloração azulada dos lábios ou rosto.
*Definição Operacional de Síndrome Gripal: Indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por, pelo menos, dois (2) dos seguintes
sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou gustativos.
Observação: Para efeito de notificação no SIVEP-Gripe, devem ser considerados os casos de SRAG hospitalizados ou os óbitos por SRAG,
independente de hospitalização.

Sesab Bahia

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.