RedeGN - Imprimir Matéria

Luzes e decoração de natal podem provocar incêndios e curtos, alerta Bombeiros

21 de Dec / 2021 às 10h00 | Policial

Chega dezembro e todo mundo fica empolgado para decorar a casa e colocar pisca-pisca em todos os lugares, não é? Mas essas luzes, que dão o clima de Natal ao ambiente, também podem representar um risco para a moradia e seus habitantes. Isso acontece pela qualidade dos equipamentos, os famosos 'armengues elétricos' na hora de ligar os equipamentos e o risco de superaquecimento.

“A maioria das pessoas compra materiais  inapropriados e que não foram devidamente testados pelos órgãos responsáveis como Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o Instituto Baiano de Metrologia E Qualidade (Ibametro)”, alerta o subtenente BM Rodrigo Costa Almeida, analista de projetos do Setor de Atividades Técnicas da unidade do 4º Grupamento de Bombeiros Militares (Itabuna).

Pisca-pisca, cascatas de leds, luzes decorativas e outros itens de iluminação. De acordo com o profissional, quando estes itens ficam ligados por muito tempo podem causar  superaquecimento, provocando acidentes elétricos. “Como a árvore de Natal, normalmente, é produzida por materiais inflamáveis, sintéticos, pode ocorrer o risco de incêndio”, explicou. 

Para evitar prejuízos, o profissional recomenda que essas luzes sejam ligadas no período noturno e desligadas antes dos moradores  dormirem. O bombeiro também recomenda a aquisição de luzes que passaram pelos testes do Inmetro e Ibametro e possam ser utilizadas de forma contínua.

O bombeiro também lembra os riscos de fazer instalação de muitas luzes em uma mesma tomada. "Quando for fazer a ligação das  luzes natalinas, é importante ter o cuidado adicional de usar a tomada apenas para aquela iluminação. Não utilizar extensores para colocar várias luminárias em uma mesma tomada, pois isso causa sobrecarga e  termina causando superaquecimento devido à passagem excessiva de energia",  finaliza.

*com informações da SSP-BA

Da Redação RedeGN / foto: Rafael Rodrigues

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.