RedeGN - Imprimir Matéria

Mais de 2,5 mil pés de maconha são erradicados em Curaçá

30 de Nov / 2021 às 18h30 | Policial

Mais de dois mil pés de maconha, prontos para serem colhidos, foram erradicados por equipes da 45ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Curaçá), na tarde da segunda-feira (29), na Ilha das Araras, região do município de Curaçá, no norte do estado. Materiais usados para a irrigação da erva também foram destruídos.

As informações sobre a plantação ilegal às margens do Rio São Francisco chegaram para integrantes do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) e da 5ª Companhia Independente da PM (Agrovila), anonimamente. Com o auxílio de embarcações, as equipes chegaram ao Povoado de Angico e encontraram o cultivo.

O comandante da unidade, major Leonel Carlos Ribeiro, explicou que essa é uma das regiões mais escolhidas pelos criminosos por estar perto de locais com bastante água, facilitando a irrigação. "Nós estamos atentos aos próximos dias, período chuvoso, quando eles aproveitam dessa água para regar a plantação. Nós trabalhamos juntamente com a Polícia Civil, através da Delegacia Territorial (DT) de Curaçá, para encontrar os responsáveis", contou.

Um dos pés foi colhido e levado para a DT de Curaçá. A titular da unidade, delegada Tereza Jucélia Barbosa, informou que inquéritos já foram instaurados e investigações estão abertas para investigar quem financia esses roçados.

"Mesmo eles plantando as ervas em ilhas sem proprietários, as nossas investigações conseguem chegar aos envolvidos. É um trabalho que, junto com a PM, vem tendo êxito", concluiu, lembrando que a quantidade da droga apreendida já foi encaminhada para a perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Somente este ano, a 45ª CIPM erradicou naquela ilha cerca de 540 mil pés da erva nos meses de janeiro, março e setembro.

Da Redação RedeGN / foto: divulgação-SSP-BA

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.