RedeGN - Imprimir Matéria

Prefeitura de Juazeiro se prepara para implantar pontos para recolhimento, manejo e tratamento adequados de resíduos sólidos

27 de Nov / 2021 às 18h50 | Variadas

A Prefeitura de Juazeiro, por meio do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE) e com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb), avançou nos estudos e prepara a instalação de ecopontos e estações de transbordo na cidade, para o recolhimento, manejo e tratamento adequados de resíduos sólidos.

Uma reunião esta semana, entre representantes do SAAE e da Semaurb, tratou sobre essa iniciativa, que representa um passo importante para pôr fim ao descarte irregular em diversos pontos da cidade. A ideia é implantar ecopontos e estações de transbordo em locais estratégicos, onde há maior incidência de descarte irregular e assim contribuir significativamente já que, com esses equipamentos, a população terá onde fazer a destinação correta de itens que não são mais utilizados.

Os ecopontos terão espaços físicos separados por "baias" para o recebimento de cada tipo de material reciclável, como plástico, papelão, vidro e metais, por exemplo. Serão locais organizados, com funcionários e horário de atendimento, para que tudo aconteça com organização e ordenamento. Já as estações de transbordo ficarão com o recolhimento de entulho e poda de árvores. 

"Com a instalação de ecopontos e estações de transbordo, o cidadão terá locais apropriados para a destinação de entulhos e recicláveis, evitando o despejo irregular em terrenos públicos e privados. Além disso, deixa a cidade mais limpa e minimiza os impactos ambientais com a redução dos descartes irregulares em áreas verdes e nas margens do rio São Francisco", destaca a engenheira de Obras e Projetos do SAAE, Vanda Rosado.

É importante ressaltar que os equipamentos denominados "ecopontos", que haviam sido implantados na cidade e foram removidos pela gestão atual, não eram, de fato, ecopontos e nem estavam de acordo com as normas de meio ambiente. "A implantação dos novos equipamentos seguirá as normas ambientais, com todos os protocolos e será dado o destino correto a todos os resíduos, além do reaproveitamento do material", ressalta a arquitetura urbanista da Semaurb, Silvia Braga.

Reciclagem

"Além de contribuir para a política de reciclagem, a partir do repasse de materiais recolhidos para cooperativas e empresas que o município está tentando parcerias, esses equipamentos oferecerão às comunidades condições para a destinação adequada dos resíduos da construção civil e de volumosos (móveis velhos), servindo de apoio ao combate do descarte irregular de objetos em logradouros públicos e áreas ambientais", finaliza a engenheira do SAAE, Vanda Rosado.

Ascom PMJ

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.