RedeGN - Imprimir Matéria

Brasil, sem Neymar, empata fora de casa com a Argentina, com Messi

16 de Nov / 2021 às 23h25 | Esporte

A seleção brasileirade futebol, em partida marcada por uma cotovelada desleal de defensor argentino em Raphinha, não punida pelo árbitro e pelo VAR, foi valente em campo e por pouco não venceu os argentinos no Estádio Bicentenário, em San Juan, nesta terça-feira (16).

Os dois times alternaram bons momentos no jogo, mas o Brasil foi superior, mesmo com a ausência de Neymar, que teve um incomodo muscular e foi pouado.

Vini Jr. substituiu Neymar na partida desta terça-feira e foi muito elogiado por Tite na coletiva após o jogo. O atacante do Real Madri fez uma bela jogada no segundo tempo, aplicando uma carretilha numa jogada que por pouco não se transformou em gol.

Ainda no primeiro tempo o atacante Matheus Cunha quase marca, em belo estilo, alçando uma bola do seu campo, quase pegando de surpresa o goleiro da Argentina, que estava adiantado. A bola cobriu a meta perigosamente para despero do goleiro argentino, já batido.

Fred, no segundo tempo, quase marca numa sobra de bola concluida no travessão adversário.

Bem marcado, Messi teve uma atuação abaixo do que costuma jogar e pouco incomodou o goleiro brasileiro. Já nos minutos finais, na única jogada com boa finalização, ele se livrou dos marcadores e exigiu boa defesa de Alisson.

Com o placar de 0 x 0, o Brasil, que já havia garantido a classificação antecipada para a Copa do Catar, manteve a invencibilidade nas eliminatórias e foi a 35 pontos, sob o comendo de Tite.

A Argentina, em segundo na tabela, com 29 pontos, está muito próxima de garantir matematicamente a sua no mundial do ano que vem.

Equador, com 23 pontos e Colombia, com 17, completam o grupo dos que estariam classificados se a competição terminasse hoje, o que não é o caso. O Peru, também com 17 pontos, estaria na repescagem, mas ainda há muitos jogos pela frente mantendo a esperança de Chile e Uruguai, com 16 pontos; Bolívia com 15 e Paraguai, com 13. Com apenas 7 pontos na tabela a Venezuela tem chances muito remotas de chegar ao Catar em 2022.

Da redação redeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.