RedeGN - Imprimir Matéria

Atenção: Enxames de abelhas no Residencial Juazeiro III preocupam moradores

03 de Nov / 2021 às 08h51 | Variadas

Exames de abelhas, em pelo menos duas árvores no Residencial Residencial Juazeiro III, em Juazeiro, foram localizados por moradores no dia de ontem (2).

Equipe do Corpo e Bombeiros foi notificada, esteve no local, isolou a área mais próxima das árvores, mas os enxames, até por volta das 7h30 desta manhã ainda estavam no local.

Um morador do Residencial enviou as fotos nesta manhã (3) para a redação da redeGN e pediu agilidade para a retirada dos enxames que estão em área movimentada, com circulação de pessoas e podem atacar.

No ano passado a redeGN registrou diversos casos de abelhas em áreas urbanas de Juazeiro e Petrolina, alguns desses incidentes com ataques a pessoas, incluindo um caso com vítima fatal, quando um enhor de 71 anos foi atacado e veio a óbito, como é possível constatar na máteria publicada pela redeGN.

https://www.redegn.com.br/?sessao=noticia&cod_noticia=136803

À época a professora de meliponicultura e apicultura do curso de zootecnia do campus Petrolina Zona Rural do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE), Carla Samantha Rodrigues Valério, explicou que dentre outros fatores, o desmatamento e a destruição dos locais naturais, podem ser causa para deslocamento de enxames para [áreas urbanas: “Infelizmente, um dos motivos é o desmatamento, a destruição de locais naturais. A incidência de muitos condomínios na zona rural, isso leva ao desmatamento para poder construir, mesmo que de maneira legalizada, ele ocorre. Então, as abelhas acabam tendo que procurar outros locais”.

De acordo com a especialista "A proximidade do rio com o centro da cidade faz com que elas consigam chegar a cidade com mais facilidade. Elas ficam nas árvores, que ficam próximas ao rio, na mata ciliar, e aí quando elas se multiplicam acabam se aproximando mais dos centros urbanos”, disse em entrevista ao G1.

CUIDADOS:

No caso de encontrar enxames na área urbana alguns cuidados são necessários, apontam especialistas: 
- Isolar a área e se proteger em um local seguro;
- Acionar o resgate e aguardar o atendimento (que, salvo casos emergenciais, sempre acontece durante a noite, uma vez que as abelhas são animais diurnos);
- Em hipótese alguma tentar fazer intervenções, seja com água, veneno, água sanitária ou qualquer outra coisa. Isso pode irritar as abelhas, que irão se defender. Uma vez que isso acontece é impossível a realização do resgate com abelhas dispersas; Em caso de ataque, cubra a cabeça, a área do pescoço e o rosto (áreas mais sensíveis) e não gritem ou façam barulho. As abelhas são bastante sensíveis à ruídos;
- Oriente crianças a não provocarem as colmeias. 

Confira outras matérias com registro de presença de abelhas em áreas urbanas de Juazeiro e Petrolina:

https://www.redegn.com.br/?sessao=noticia&cod_noticia=152574

https://www.redegn.com.br/?sessao=noticia&cod_noticia=152602

https://www.redegn.com.br/?sessao=noticia&cod_noticia=152602

https://www.redegn.com.br/?sessao=noticia&cod_noticia=150037

Da redação redeGN/ Imagens Marcelo/ Residencial Juazeiro III

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.