RedeGN - Imprimir Matéria

Primeira Universidade Federal implantada no interior do Nordeste, Univasf completa 17 anos de existência

18 de Oct / 2021 às 20h00 | Variadas

Primeira Universidade Federal a ter sua sede implantada no interior do Nordeste, a Univasf, que hoje completa 17 anos, surgiu com a missão de levar o ensino público superior de qualidade ao Semiárido, numa proposta ousada de estar presente, desde a sua origem, em três dos nove estados da Região Nordeste. Assim, foi criada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, em 2002, por meio da Lei N° 10.473, de 27 de junho de 2002, a Fundação Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), com sede na cidade de Petrolina, em Pernambuco. Também foram criados outros dois campi, situados nas cidades de Juazeiro, na Bahia, e de São Raimundo Nonato, no Piauí.

Sua origem remete à luta de homens do sertão que sonhavam com uma Universidade Federal às margens do rio São Francisco para proporcionar aos filhos da terra a oportunidade da formação superior sem que houvesse necessidade da migração para as capitais. Era o que almejava Osvaldo Coelho, considerado um dos idealizadores da Univasf. Em seu discurso na Aula Magna, em 18 de outubro de 2004, o então deputado Federal por Pernambuco relembrou o longo caminho percorrido para que o Vale do São Francisco tivesse finalmente a universidade que sempre almejara.

No aniversário de 17 anos, a Reitoria da Univasf emitiu uma nota de aniversário. "Ao longo desses dezessete anos a evolução dos nossos indicadores institucionais tem mostrado que que temos honrado nossos objetivos consagrados na motivação para a sua instituição ainda no ano de 2002: “ministrar ensino superior, desenvolver pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e promover a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional mediante atuação multicampi no Polo Petrolina/Pernambuco e Juazeiro/Bahia, bem como na região do semiárido nordestino”", diz um trecho [leia na íntegra abaixo].

Hoje, além dos três primeiros criados, a Univasf possui ainda o Campus Ciências Agrárias (CCA), também em Petrolina, na zona rural da cidade; Campus Senhor do Bonfim (BA); e Campus Paulo Afonso (BA). Além disso, no dia 14 de julho de 2017, a proposta de criação do Campus Salgueiro (PE) foi aprovada pelo Conuni e no dia 25 de agosto do mesmo ano, o Ministério da Educação (MEC) autorizou o funcionamento do sétimo Campus da Univasf.

Leia na íntegra:

A UNIVASF completa mais um ano de funcionamento acadêmico neste 18 de outubro. Estamos completando dezessete anos e nos juntamos a todos que a viabilizaram e continuam fazendo-a no seu dia a dia: servidores efetivos, terceirizados, estudantes, comunidade externa, apoiadores diversos e, nos permitindo uma redundância, toda a sociedade do Sertão do São Francisco e do semiárido nordestino.

Ao longo desses dezessete anos a evolução dos nossos indicadores institucionais tem mostrado que que temos honrado nossos objetivos consagrados na motivação para a sua instituição ainda no ano de 2002: “ministrar ensino superior, desenvolver pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e promover a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional mediante atuação multicampi no Polo Petrolina/Pernambuco e Juazeiro/Bahia, bem como na região do semiárido nordestino”.

Nos limites da nossa autonomia temos superado ao longo desses anos grandes desafios para a sustentação de nosso desenvolvimento, desde aqueles vinculados ao seu financiamento até os de maior complexidade inerentes à sua governança e governabilidade. Estamos convictos de que as provações superadas e as resiliências construídas nos têm feito cada vez mais fortes e focado no atendimento das expectativas institucionais de continuarmos a buscar níveis crescentes de excelência no desempenho de nossa missão institucional.

Conclamamos a todos para continuarmos a empreender uma trajetória cada vez mais exitosa da nossa instituição.

Parabéns UNIVASF!

Petrolina – PE em 18 de outubro de 2021.

Paulo César Fagundes Neves

Reitor Pro tempore

Da Redação RedeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.